...
domingo ,14 julho 2024
Home / Esportes / Abel Ferreira diz que Palmeiras foi ao Mundial com propósito de vencer

Abel Ferreira diz que Palmeiras foi ao Mundial com propósito de vencer

Repro­dução: © Reuters/Suhaib Salem/Direitos Reser­va­dos

Técnico português não escolhe adversário para final do Mundial


Pub­li­ca­do em 08/02/2022 — 22:34 Por Agên­cia Brasil — Rio de Janeiro

O téc­ni­co do Palmeiras, Abel Fer­reira, afir­mou após a clas­si­fi­cação para a final do Mundi­al de Clubes da Fifa que sua equipe chega com um propósi­to muito claro, o de gan­har. O por­tuguês viu sua equipe der­ro­tar o Al Ahly (Egi­to), nes­ta terça-feira (8) no Al Nahyan Sta­di­um, em Abu Dhabi (Emi­ra­dos Árabes), pelas semi­fi­nais da com­petição.

Ago­ra, o Verdão aguar­da o vence­dor de Al Hilal (Arábia Sau­di­ta) e Chelsea (Inglater­ra), que jogam nes­ta quar­ta-feira (9), para saber quem será o seu adver­sário na grande decisão, pro­gra­ma­da para sába­do (12).

“Como se prepara para o próx­i­mo adver­sário. Primeiro […] é faz­er o nos­so tra­bal­ho, faz­er o que era pre­ciso para estar na final. E é isso que é o nos­so propósi­to. Temos um propósi­to muito claro, é gan­har. Isso é mais difí­cil. Não sei se vamos gan­har, mas o nos­so propósi­to é este, é gan­har”, declar­ou Abel Fer­reira em entre­vista cole­ti­va

Porém, para alcançar o títu­lo mundi­al o treinador diz que tem de lidar com um adver­sário invisív­el, o ner­vo­sis­mo: “Toda final que vamos, as bor­bo­le­tas que temos na bar­ri­ga [ner­vo­sis­mo] são exata­mente as mes­mas. E não pense que vai ser difer­ente ago­ra, ficar menos ner­voso, vai ser exata­mente igual”.

O por­tuguês, no entan­to, afir­ma que uma das chaves para alcançar a posição mais alta do pódio é ter fé de que, inde­pen­dente do adver­sário, o títu­lo pode ser alcança­do: “Foi com essa intenção [de gan­har] que viemos mais uma vez aqui dis­putar o mundi­al com as mel­hores equipes. Para gan­har. O adver­sário é o que tiv­er que ser. Sabe­mos que no fute­bol não há certezas abso­lu­tas […]. O fute­bol não é uma ciên­cia exa­ta […], e, por­tan­to, antes de par­ti­mos para esse mundi­al, eu disse que, no fute­bol e na vida, tudo é pos­sív­el quan­do se acred­i­ta e se tem fé”.

Edição: Fábio Lis­boa

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

Thiago Braz não consegue índice para disputar os Jogos de Paris

Repro­dução: © Reuters/Dylan Martinez/Direitos Reser­va­dos Campeão olímpico no salto com vara disputou o Troféu Brasil …