...
sexta-feira ,23 fevereiro 2024
Home / Entretenimento / Alegria Sem Ressaca propõe folia sem abuso de álcool e drogas

Alegria Sem Ressaca propõe folia sem abuso de álcool e drogas

Repro­du­ção: © 24 11.54.39

Bloco já tradicional em Copacabana foi transferido para Vargem Pequena


Publi­ca­do em 10/02/2024 — 08:34 Por Ala­na Gan­dra — Repór­ter da Agên­cia Bra­sil — Rio de Jan­nei­ro

ouvir:

O blo­co Ale­gria sem Res­sa­ca — fun­da­do em 2003 como aler­ta ao abu­so de álco­ol e dro­gas — já não vai mais à orla de Copa­ca­ba­na, mas con­ti­nua com a mis­são de pre­ve­nir a depen­dên­cia quí­mi­ca e as con­sequên­ci­as do uso abu­si­vo de subs­tân­ci­as no car­na­val. A ideia do psi­qui­a­tra Jor­ge Jaber Filho, ao cri­ar o blo­co, foi pre­gar que os foliões podem brin­car e se diver­tir sem exces­sos.

“A ale­gria não depen­de de dro­gas ou da inges­tão de bebi­das alcoó­li­cas para exis­tir. E é isso que que­re­mos mos­trar com a nos­sa fes­ta. É pre­ci­so der­ru­bar con­cei­tos esta­be­le­ci­dos na soci­e­da­de de que, para ser feliz, é impres­cin­dí­vel con­su­mir­mos uma cer­ve­ji­nha ou um uis­qui­nho. A ale­gria deve ser encon­tra­da den­tro de cada um de nós e não den­tro de um copo”, dis­se.

O riso e o car­na­val são fer­ra­men­tas que o psi­qui­a­tra usa para cons­ci­en­ti­zar a soci­e­da­de dos males cau­sa­dos pela depen­dên­cia. Ele come­çou a luta con­tra a doen­ça quan­do era ain­da ado­les­cen­te e, aos 14 anos, viveu uma tra­gé­dia ao per­der um ami­go da mes­ma ida­de por over­do­se. O epi­só­dio dire­ci­o­nou sua car­rei­ra e deter­mi­nou sua linha de atu­a­ção.

Ao lon­go das déca­das seguin­tes, se for­mou médi­co e espe­ci­a­li­zou-se em psi­qui­a­tria. Seu tra­ba­lho envol­ve tam­bém a rea­li­za­ção de cur­sos gra­tui­tos para for­ma­ção de mão de obra espe­ci­a­li­za­da no tra­ta­men­to da depen­dên­cia quí­mi­ca, tema que é um pro­ble­ma de saú­de públi­ca no Bra­sil.

Festa

O blo­co se pre­pa­ra para uma mara­to­na de even­tos no ter­re­no de 10 mil metros qua­dra­dos de uma clí­ni­ca loca­li­za­da em Var­gem Peque­na, zona oes­te do Rio, espe­ci­a­li­za­da no tra­ta­men­to da depen­dên­cia quí­mi­ca. A fes­ta come­ça nes­te sába­do de car­na­val (10) e segue até a ter­ça-fei­ra (13). Na pro­gra­ma­ção tem kara­o­kê da folia, nes­te sába­do (10), às 10h, com direi­to a pis­ci­na e pico­lé; o Fute­bol das Pira­nhas, no domin­go (11), às 9h30, e pis­ci­na com músi­cas car­na­va­les­cas, às 10h30.

Na segun­da-fei­ra (12), às 10h, o blo­co Ale­gria Sem Res­sa­ca con­cen­tra ao som de músi­cas car­na­va­les­cas, com mui­ta ani­ma­ção. Todos os com­po­nen­tes rece­be­rão cami­se­tas e ade­re­ços. Estão pre­vis­tos ain­da con­fec­ção de fan­ta­si­as e show da Velha Guar­da de Vila Isa­bel. São rea­li­za­das tam­bém pales­tras abor­dan­do o tema do car­na­val com saú­de e sobri­e­da­de.

Além de petis­cos, chur­ras­co e sor­ve­tes, have­rá sucos e mui­ta água para hidra­tar os foliões. A expec­ta­ti­va é que as ati­vi­da­des reú­nam cer­ca de 300 pes­so­as entre paci­en­tes, ex-inter­nos, fami­li­a­res e pro­fis­si­o­nais da área da saú­de men­tal. Quem não tiver rela­ção dire­ta com a clí­ni­ca, mas se iden­ti­fi­car com a pro­pos­ta de um car­na­val livre de álco­ol e de dro­gas, está con­vi­da­do a par­ti­ci­par da fes­ta.

Edi­ção: Maria Clau­dia

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

Cartilha mostra como evitar vetores e pragas após alagamentos

Repro­du­ção: © CFQ/Divulgação Objetivo é prevenir doenças como leptospirose, hepatite e tétano Publi­ca­do em 20/02/2024 …