...
domingo ,16 junho 2024
Home / Saúde / Anvisa alerta sobre produtos não regularizados para fins cosméticos

Anvisa alerta sobre produtos não regularizados para fins cosméticos

Repro­du­ção: © Pixa­bal

Consumidor pode ter reação alérgica causada por cola para fixar cílios


Publi­ca­do em 09/02/2024 — 15:39 Por Dani­el­la Almei­da — Repór­ter da Agên­cia Bra­sil — Bra­sí­lia

ouvir:

Cíli­os pos­ti­ços e unhas arti­fi­ci­ais mar­cam pre­sen­ça nos looks da moda, sobre­tu­do, em tem­po­ra­da de pré-car­na­val e car­na­val. Porém, o uso incor­re­to de cola para fixar esses itens pode colo­car em ris­co a saú­de de olhos e peles dos usuá­ri­os.

A Agên­cia Naci­o­nal de Vigi­lân­cia Sani­tá­ria (Anvi­sa) emi­tiu aler­ta de segu­ran­ça (GGMON 01/2024) des­ta­can­do peri­gos rela­ci­o­na­dos ao uso inde­vi­do de colas do tipo ins­tan­tâ­ne­as — não regu­la­ri­za­das — como cos­mé­ti­cos, em pro­ce­di­men­tos de bele­za e apli­ca­ção de  cíli­os pos­ti­ços.

O aler­ta foi moti­va­do por rela­tos fei­tos pela Vigi­lân­ci­as Sani­tá­ri­as locais à Anvi­sa sobre rea­ções alér­gi­cas e irri­ta­ção ocu­lar asso­ci­a­das ao uso inde­vi­do de colas ins­tan­tâ­ne­as para fixar cíli­os e unhas pos­ti­ças.

Este é o pri­mei­ro aler­ta des­te tipo emi­ti­do pelo órgão de regu­la­ção. “Aten­ção! O uso des­ses pro­du­tos pode cau­sar danos gra­ves à saú­de, incluin­do ceguei­ra, uma vez que não são tes­ta­dos para con­ta­to com pele, unhas ou olhos”, infor­ma o tex­to da Anvi­sa.

A ori­en­ta­ção da agên­cia ser­ve tan­to para con­su­mi­do­res, como para pro­fis­si­o­nais do seg­men­to de bele­za. “É de extre­ma impor­tân­cia que con­su­mi­do­res de pro­du­tos cos­mé­ti­cos e pro­fis­si­o­nais de salões de bele­za e de clí­ni­cas de esté­ti­ca não façam uso des­se tipo de cola ins­tan­tâ­nea para fins de embe­le­za­men­to, visan­do pre­ve­nir ris­cos gra­ves à saú­de, incluin­do danos per­ma­nen­tes à visão”, comu­ni­ca o aler­ta da Anvi­sa.

Segun­do a Anvi­sa, os pro­du­tos mais cita­dos nas noti­fi­ca­ções que, ori­gi­nal­men­te, são des­ti­na­dos a apli­ca­ções não cos­mé­ti­cas, são: Cola Ins­tan­tâ­nea Super Bon­der, Ade­si­vo Ins­tan­tâ­neo 793-Tek­Bond e Ade­si­vo Ins­tan­tâ­neo em Gel Three Bon­de Super Gel.

A ins­ti­tui­ção afir­ma que os pro­du­tos men­ci­o­na­dos e simi­la­res de alta fixa­ção são des­ti­na­dos a apli­ca­ções espe­cí­fi­cas e não devem ser uti­li­za­dos para fins esté­ti­cos ou de embe­le­za­men­to. “Não arris­que sua saú­de usan­do colas ins­tan­tâ­ne­as não regu­la­ri­za­das como cos­mé­ti­cos”, infor­ma a Anvi­sa.

Recomendações

A agên­cia reco­men­da a ime­di­a­ta sus­pen­são do uso des­ses pro­du­tos e incen­ti­va que pro­fis­si­o­nais e con­su­mi­do­res apli­quem ape­nas pro­du­tos cos­mé­ti­cos regu­la­men­ta­dos pela Anvi­sa.

Em caso de com­pli­ca­ções inde­se­ja­das decor­ren­tes do uso des­sas colas ins­tan­tâ­ne­as extra for­tes, os con­su­mi­do­res devem pro­cu­rar assis­tên­cia de um pro­fis­si­o­nal de saú­de.

Os pro­ble­mas devem ser comu­ni­ca­dos à Vigi­lân­cia Sani­tá­ria local, do muni­cí­pio ou do esta­do, para a devi­da inves­ti­ga­ção. A Anvi­sa tam­bém deve ser noti­fi­ca­da. “A cola­bo­ra­ção ati­va de todos é fun­da­men­tal para dimi­nuir os ris­cos e garan­tir a segu­ran­ça da popu­la­ção”, ava­lia a agên­cia.

Notificações

Qual­quer cida­dão com Cadas­tro de Pes­so­as Físi­cas (CPF) pode fazer uma recla­ma­ção, seja em seu pró­prio nome ou em nome de ter­cei­ros, à Anvi­sa. Mas, é pre­ci­so ter con­ta de aces­so no por­tal Gov.br do gover­no fede­ral.

O cida­dão deve regis­trar a noti­fi­ca­ção no sis­te­ma e‑Notivisa e res­pon­der o for­mu­lá­rio onli­ne. O inter­nau­ta pre­ci­sa des­cre­ver as razões para a recla­ma­ção. O sis­te­ma enca­mi­nha­rá um e‑mail ao fabri­can­te ou dis­tri­bui­dor res­pon­sá­vel pela comer­ci­a­li­za­ção do pro­du­to para que pos­sa ana­li­sar o pro­ble­ma.

A Anvi­sa escla­re­ce,  ain­da, que os dados pes­so­ais do recla­man­te não são com­par­ti­lha­dos com empre­sas. No caso de empre­sas e pro­fis­si­o­nais da saú­de, a comu­ni­ca­ção de agra­vos é rea­li­za­da em outro sis­te­ma, o Noti­vi­sa, após rea­li­za­ção de cadas­tro neces­sá­rio.

As infor­ma­ções aju­da­rão a Anvi­sa a tomar medi­das de pro­te­ção à saú­de cole­ti­va.

Regina Casé

Na nota públi­ca sobre a emis­são do aler­ta, a Anvi­sa relem­brou inci­den­te envol­ven­do a atriz Regi­na Casé, que sofreu uma lesão quí­mi­ca na cór­nea, em dezem­bro de 2023, devi­do ao uso de uma cola de cíli­os pos­ti­ços.

De acor­do com rela­to da artis­ta na pró­pria rede soci­al, um peda­ço da cola apli­ca­da ficou pre­sa na cór­nea e resul­tou no res­se­ca­men­to do olho, que parou de lubri­fi­car. O médi­co que a aten­deu clas­si­fi­cou o caso como gra­ve. “Tive um tro­ço mui­to bra­bo no olho […] Dois dias eu fiquei sem enxer­gar, tudo emba­ça­do. Lava­va o olho, fazia tudo e não enxer­ga­va. Fiquei deses­pe­ra­da, foi um pesa­de­lo”, rela­tou a atriz.

Brasília (DF) 09/02/2024 - Unhas portiças Foto: Pixabay
Repro­du­ção: Pro­du­tos de bele­za podem ofe­re­cer ris­cos à saú­de da mulher — foto — Pixa­bay

Consulta

Em caso de dúvi­das se uma cola pode ou não ser usa­da, a Anvi­sa dis­po­ni­bi­li­za um site para con­sul­ta de todos os cos­mé­ti­cos regu­la­ri­za­dos na agên­cia. Para bus­ca, o inte­res­sa­do deve pro­cu­rar no rótu­lo do pro­du­to o núme­ro do pro­ces­so Anvi­sa, que fun­ci­o­na como uma espé­cie de iden­ti­da­de.

O núme­ro sem­pre come­ça com os núme­ros 25351 e segue o mode­lo “25351.XXXXXX/20XX-YY”. Se não encon­trar o regis­tro ali, o uso do pro­du­to é desa­con­se­lha­do e deve ser sus­pen­so.

Para mais escla­re­ci­men­tos, a Anvi­sa tem outros canais de aten­di­men­to pelo site e pelo tele­fo­ne 0800 642 9782. A liga­ção é gra­tui­ta para todo o Bra­sil, dis­po­ní­vel das 7h30 às 19h30, de segun­da a sex­ta-fei­ra, exce­to feri­a­dos.

Edi­ção: Kle­ber Sam­paio

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

IBGE: quase 94% da população brasileira se vacinou contra covid-19

Repro­du­ção: © Rove­na Rosa/Agência Brasil/Arquivo PNAD Contínua Covid-19 mostra que mulheres se vacinaram mais Publicado …