...
sábado ,15 junho 2024
Home / Noticias / Apenas 5 capitais alcançam nota média em avaliação de transparência

Apenas 5 capitais alcançam nota média em avaliação de transparência

Repro­du­ção: © Arquivo/Agência Bra­sil

Índice avaliou abertura de dados em 26 cidades do país


Publicado em 04/06/2024 — 07:18 Por Bruno Bocchini — Repórter da Agência Brasil — São Paulo

Somen­te cin­co capi­tais bra­si­lei­ras — São Pau­lo, Belo Hori­zon­te, Reci­fe, Curi­ti­ba e For­ta­le­za — não rece­be­ram a nota míni­ma no Índi­ce de Dados Aber­tos para Cida­des (ODI Cida­des) 2023 da Open Kno­wled­ge Bra­sil (OKBR), que ava­li­ou as 26 cida­des mais impor­tan­tes do país quan­to à trans­pa­rên­cia dos órgãos públi­cos.

A pon­tu­a­ção do índi­ce varia em uma esca­la de 0 a 100% e é clas­si­fi­ca­da em cin­co níveis: Opa­co (0 a 20%); Bai­xo (21% a 40%); Médio (41% a 60%); Bom (61% a 80%); e Alto (81% a 100%).

São Pau­lo, com índi­ce de 48%, e Belo Hori­zon­te (47%) não atin­gi­ram 50% da pon­tu­a­ção do índi­ce e apre­sen­tam nível médio de aber­tu­ra de dados na esca­la da ava­li­a­ção. Reci­fe (38%), Curi­ti­ba (27%) e For­ta­le­za (26%), que ocu­pam as posi­ções seguin­tes do ran­king, alcan­ça­ram nível de aber­tu­ra bai­xo. As demais 21 capi­tais fica­ram com clas­si­fi­ca­ção opa­co.

“É um con­tex­to pre­o­cu­pan­te, que nos faz ques­ti­o­nar: se a situ­a­ção naque­las que estão entre as mai­o­res cida­des do país é esta, como é o cená­rio em outros muni­cí­pi­os do Bra­sil?”, des­ta­ca a coor­de­na­do­ra de Advo­cacy e Pes­qui­sa da Open Kno­wled­ge Bra­sil, Dani­el­le Bel­lo.

Para ela­bo­ra­ção do índi­ce, foram ava­li­a­dos seis gru­pos de indi­ca­do­res: aces­so, licen­ci­a­men­to, docu­men­ta­ção, for­ma­to, deta­lha­men­to e tem­po­ra­li­da­de. A ava­li­a­ção veri­fi­cou se os dados esta­vam dis­po­ní­veis onli­ne, de for­ma gra­tui­ta e sem neces­si­da­de de soli­ci­ta­ção de aces­so; se o con­jun­to de infor­ma­ções esta­va tam­bém dis­po­ni­bi­li­za­do em meta­da­dos, em for­ma­to de arqui­vo não pro­pri­e­tá­rio e pro­ces­sá­vel, e se foi atu­a­li­za­do de acor­do com a peri­o­di­ci­da­de decla­ra­da.

Foram ana­li­sa­dos os dados das áre­as de admi­nis­tra­ção públi­ca, assis­tên­cia soci­al, cul­tu­ra, edu­ca­ção, espor­te e lazer, finan­ças públi­cas, habi­ta­ção, infra­es­tru­tu­ra urba­na, legis­la­ção, meio ambi­en­te, mobi­li­da­de e trans­por­te públi­co, orde­na­men­to ter­ri­to­ri­al e uso do solo, saú­de e segu­ran­ça públi­ca.

Mais infor­ma­ções podem ser obti­das no rela­tó­rio com­ple­to.

Edi­ção: Gra­ça Adju­to

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

Mocidade amplia fronteiras e leva samba carioca para Londres

Repro­du­ção: © Foto: Mar­co Ter­ra­no­va | Rio­tur Intercâmbio inclui também dicas de como buscar recursos …