...
sexta-feira ,1 março 2024
Home / Justiça / Arquidiocese de SP arquiva investigação sobre padre Júlio Lancellotti

Arquidiocese de SP arquiva investigação sobre padre Júlio Lancellotti

Repro­du­ção: © Rove­na Rosa/Agência Bra­sil

Ministério Público aponta ausência de materialidade em vídeo


Publi­ca­do em 24/01/2024 — 13:28 Por Agên­cia Bra­sil — São Pau­lo

ouvir:

A Arqui­di­o­ce­se de São Pau­lo arqui­vou a inves­ti­ga­ção sobre o padre Júlio Lan­cel­lot­ti, da Pas­to­ral de Rua da capi­tal pau­lis­ta. Segun­do a enti­da­de, o vídeo de con­teú­do sexu­al foi divul­ga­do em 2020 e já era inves­ti­ga­do pela Cúria Metro­po­li­ta­na pau­lis­ta.

“A Arqui­di­o­ce­se de São Pau­lo, não che­gan­do à con­vic­ção sufi­ci­en­te sobre a mate­ri­a­li­da­de da denún­cia e con­si­de­ran­do as con­clu­sões do MPSP [Minis­té­rio Públi­co de São Pau­lo], bem como da Jus­ti­ça Pau­lis­ta, tam­bém deci­diu pelo arqui­va­men­to e infor­mou a San­ta Sé”, diz nota da orga­ni­za­ção. 

De acor­do com o advo­ga­do de Lan­cel­lot­ti, Luiz Edu­ar­do Gre­e­nhalgh, tra­ta-se de uma mon­ta­gem, um vídeo fake (fal­so).

No iní­cio de janei­ro, o mate­ri­al havia sido entre­gue ao pre­si­den­te da Câma­ra Muni­ci­pal de São Pau­lo, Mil­ton Lei­te (União Bra­sil), pelo vere­a­dor Rubi­nho Nunes, do mes­mo par­ti­do. Nunes é o autor do reque­ri­men­to de comis­são par­la­men­tar de inqué­ri­to (CPI) que pre­ten­de inves­ti­gar o padre Lan­cel­lot­ti e orga­ni­za­ções soci­ais que apoi­am pes­so­as em situ­a­ção de rua no cen­tro de São Pau­lo.

O vídeo foi entre­gue à Cúria Metro­po­li­ta­na na segun­da-fei­ra pas­sa­da (22). Tam­bém fora leva­do ao Minis­té­rio Públi­co. O mate­ri­al con­tém uma supos­ta vide­o­cha­ma­da entre um homem que ale­ga­ram ser o padre e um rapaz menor de ida­de. O con­teú­do pas­sou por pro­ce­di­men­to inves­ti­ga­ti­vo. O MPSP tam­bém inves­ti­gou o caso, con­cluin­do que não há mate­ri­a­li­da­de na denún­cia e arqui­vou o inqué­ri­to.

A Arqui­di­o­ce­se infor­ma ain­da que per­ma­ne­ce aten­ta a ele­men­tos ver­da­dei­ros sobre os fatos denun­ci­a­dos, man­ten­do dis­tân­cia de inte­res­ses ide­o­ló­gi­cos e polí­ti­cos.

Sete vere­a­do­res pau­lis­ta­nos que assi­na­ram o docu­men­to para a ins­tau­ra­ção da CPI já reti­ra­ram o apoio. Os par­la­men­ta­res se dis­se­ram enga­na­dos pelo autor da CPI, uma vez que o tex­to não men­ci­o­na­va o padre.

Ínte­gra do posi­ci­o­na­men­to da Arqui­di­o­ce­se de São Pau­lo: 

“A Arqui­di­o­ce­se de São Pau­lo, medi­an­te ofí­cio envi­a­do por e‑mail ao vere­a­dor Mil­ton Lei­te, pre­si­den­te da Câma­ra Muni­ci­pal de São Pau­lo, no dia 6 de janei­ro, pro­to­co­la­do na Câma­ra Muni­ci­pal no dia 8 suces­si­vo, soli­ci­tou-lhe que fos­se envi­a­do o mate­ri­al refe­ren­te à supos­ta denún­cia con­tra o Padre Júlio Rena­to Lan­cel­lot­ti.

Final­men­te, na tar­de do dia 22 de janei­ro, o mate­ri­al foi entre­gue na Cúria Metro­po­li­ta­na de São Pau­lo. Toma­do conhe­ci­men­to do mate­ri­al rece­bi­do, cons­ta­tou-se que se tra­ta do mes­mo con­teú­do divul­ga­do em 2020. Naque­la oca­sião, a Cúria Metro­po­li­ta­na de São Pau­lo, con­for­me pres­cre­vem as nor­mas da Igre­ja para esses casos, rea­li­zou um pro­ce­di­men­to inves­ti­ga­ti­vo para apu­rar a denún­cia rece­bi­da.

Con­co­mi­tan­te­men­te, o Minis­té­rio Públi­co de São Pau­lo (MPSP) pas­sou a inves­ti­gar a dita denún­cia, con­for­me inqué­ri­to aber­to jun­to ao Setor de Aten­di­men­to de Cri­mes da Vio­lên­cia con­tra Infan­te, Ido­so, Pes­soa com defi­ci­ên­cia e Víti­ma de trá­fi­co inter­no de pes­so­as.

O MPSP, con­si­de­ran­do ausên­cia de mate­ri­a­li­da­de, a seu tem­po, emi­tiu pare­cer con­trá­rio à ins­tau­ra­ção de uma ação penal, acom­pa­nha­do pelo D. Juiz que deci­diu pelo arqui­va­men­to do inqué­ri­to.

A Arqui­di­o­ce­se de São Pau­lo, não che­gan­do à con­vic­ção sufi­ci­en­te sobre a mate­ri­a­li­da­de da denún­cia e con­si­de­ran­do as con­clu­sões do MPSP, bem como da Jus­ti­ça Pau­lis­ta, tam­bém deci­diu pelo arqui­va­men­to e infor­mou a San­ta Sé.

Dis­tan­te de inte­res­ses ide­o­ló­gi­cos e polí­ti­cos, com sere­ni­da­de e obje­ti­vi­da­de, a Cúria Metro­po­li­ta­na de São Pau­lo per­ma­ne­ce aten­ta a ulte­ri­o­res ele­men­tos de ver­da­de sobre os fatos denun­ci­a­dos.”

Edi­ção: Nádia Fran­co

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

Ordem do STF determina que Bolsonaro entregue passaporte à Justiça

Repro­du­ção: © Val­ter Campanato/Agência Bra­sil Exército Brasileiro acompanha cumprimento de alguns mandados Publi­ca­do em 08/02/2024 …