...
quarta-feira ,19 junho 2024
Home / Espaço / Astronomia: julho terá chuva de meteoros e Lua dos Cervos

Astronomia: julho terá chuva de meteoros e Lua dos Cervos

Repro­du­ção: © Mar­cel­lo Casal jr/Agência Bra­sil

Mês também terá cinco conjunções lunares no céu matutino


Publi­ca­do em 02/07/2022 — 07:32 Por Agên­cia Bra­sil — Bra­sí­lia

Ouça a maté­ria:

Bati­za­da de “Buck Moon” — ou Lua dos Cer­vos, em tra­du­ção livre — pela cul­tu­ra nati­vo-ame­ri­ca­na dos Esta­dos Uni­dos, a Lua cheia de julho, que tam­bém é a ter­cei­ra Super­lua do ano, será um dos prin­ci­pais even­tos astronô­mi­cos do mês, que tem uma agen­da reple­ta para os entu­si­as­tas da obser­va­ção.

O inver­no de 2022, ini­ci­a­do em 21 de junho, é a épo­ca mais pro­pí­cia para obser­va­ções astronô­mi­cas. Com a que­da da umi­da­de atmos­fé­ri­ca, os céus sem nuvens e as noi­tes mais lon­gas faci­li­tam a cap­ta­ção de luzes este­la­res.

Já no come­ço do mês, pre­ci­sa­men­te no dia 4, a Ter­ra esta­rá posi­ci­o­na­da em afé­lio — o pon­to da órbi­ta em que se regis­tra a mai­or dis­tân­cia pos­sí­vel do Sol. A Lua dos Cer­vos ini­cia o ciclo no dia 6 de julho, quan­do entra na fase de quar­to-cres­cen­te. O peri­geu — fase em que o saté­li­te natu­ral está mais pró­xi­mo da Ter­ra e que carac­te­ri­za a Super­lua — se dá no dia 13 de julho, dia em que o fenô­me­no atin­ge o ápi­ce.

Infográfico sobre o apogeu da Lua

O nome “Lua dos Cer­vos” é cre­di­ta­do ao ciclo de cres­ci­men­to anu­al dos chi­fres de cer­vos machos, que tipi­ca­men­te caem em janei­ro ou feve­rei­ro e atin­gem o ápi­ce do cres­ci­men­to em julho, para quem pos­sam estar total­men­te for­ma­dos duran­te a tem­po­ra­da de aca­sa­la­men­to, que vai de setem­bro a dezem­bro.

Julho reser­va ain­da a Del­ta Aquá­ri­das Aus­trais, uma chu­va de mete­o­ros que pode­rá ser obser­va­da da últi­ma sema­na do mês até mea­dos de agos­to. Duran­te o fenô­me­no, será pos­sí­vel obser­var os ras­tros dei­xa­dos pelos agru­pa­men­tos de come­tas Mars­den e Kra­cht. O even­to pode­rá come­çar entre 12 e 14 de julho, e atin­gir o ápi­ce nos dias 28 a 29. Não há res­tri­ções de obser­va­ção para o Bra­sil; mora­do­res de todas as regiões pode­rão obser­var o show de luzes no céu notur­no.

Além das obser­va­ções, o mês tam­bém reser­va even­tos astronô­mi­cos para aque­les que pos­su­em cren­ças rela­ci­o­na­das ao posi­ci­o­na­men­to dos astros. Satur­no, Júpi­ter, Mer­cú­rio, Mar­te e Vênus terão con­jun­ções luna­res que pode­rão ser obser­va­das no céu da manhã. Veja o calen­dá­rio da Nasa:

Con­jun­ção: Pode­rá ser Obser­va­da em:
Satur­no e Lua 15 de julho
Júpi­ter e Lua 18 de julho
Mar­te e Lua 21 de julho
Vênus e Lua 26 de julho
Mer­cú­rio e Lua 29 de julho

A agên­cia aero­es­pa­ci­al nor­te-ame­ri­ca­na Nasa tam­bém pre­pa­rou um guia de even­tos para o mês de julho, que pode ser assis­ti­do no canal da ins­ti­tui­ção (em inglês). Con­fi­ra:

Edi­ção: Pedro Ivo de Oli­vei­ra

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

Com chuvas previstas para domingo, população de Canoas fica em alerta

Repro­du­ção: © Gus­ta­vo Mansur/ Palá­cio Pira­ti­ni Prefeitura vai reforçar a limpeza de ruas e bocas …