...
quarta-feira ,19 junho 2024
Home / Esportes / Atlético bate Cruzeiro nos pênaltis e conquista Mineiro Feminino

Atlético bate Cruzeiro nos pênaltis e conquista Mineiro Feminino

atletico_mg_fem_campeao_estadual
© Bru­no Can­ti­ni /Agência Galo/ Atlé­ti­co-MG/­Di­rei­tos Reser­va­dos (Repro­du­ção)

No Distrito Federal, a equipe do Real Brasília faturou o bicampeonato


Publicado em 19/12/2020 — 17:05 Por Lincoln Chaves — Repórter da TV Brasil e Rádio Nacional — São Paulo

A equi­pe do Atlé­ti­co-MG con­quis­tou nes­te sába­do (19) o títu­lo minei­ro de fute­bol femi­ni­no de 2020. Na deci­são, rea­li­za­da no Minei­rão, em Belo Hori­zon­te, as Vin­ga­do­ras bus­ca­ram o empa­te por 2 a 2 com o rival Cru­zei­ro nos acrés­ci­mos e garan­ti­ram a taça nos pênal­tis. É a sex­ta vez que o Galo ven­ce o Esta­du­al, sen­do a pri­mei­ra des­de a vol­ta da moda­li­da­de no clu­be, em 2018. O Alvi­ne­gro dis­pu­ta atu­al­men­te a Série A2 (segun­da divi­são) do Cam­pe­o­na­to Bra­si­lei­ro.

As atle­ti­ca­nas saí­ram na fren­te aos 31 minu­tos do pri­mei­ro tem­po, com um gola­ço por cober­tu­ra da ata­can­te Gabi­zi­nha. O empa­te do Cru­zei­ro saiu aos 45. A zaga alvi­ne­gra parou após lan­ça­men­to do meio-cam­po e a ata­can­te Vanes­si­nha man­dou para as redes. A pró­pria cami­sa 7 das Cabu­lo­sas virou o mar­ca­dor aos 37 da eta­pa final, com outro gola­ço por cober­tu­ra. As joga­do­ras cru­zei­ren­ses até já cele­bra­vam o títu­lo no ban­co de reser­vas quan­do, aos 52 minu­tos, a volan­te Mar­cel­la arris­cou de lon­ge, a bola des­vi­ou na zaga e foi para o gol celes­te.


O empa­te no minu­to final dos acrés­ci­mos levou a deci­são para os pênal­tis. Aman­da, golei­ra do Atlé­ti­co, defen­deu a pri­mei­ra cobran­ça do Cru­zei­ro, da meia Duda. As demais bati­das foram con­ver­ti­das. Cou­be à expe­ri­en­te ata­can­te Dani, de 37 anos, fazer o gol do títu­lo alvi­ne­gro, fechan­do a dis­pu­ta de pena­li­da­des em 5 a 3.

“[O Atlé­ti­co] Era o time que mere­cia, por­que tinha a melhor cam­pa­nha, con­tra o time que tinha a obri­ga­ção [Cru­zei­ro] por­que é um time de A1 [pri­mei­ra divi­são do Cam­pe­o­na­to Bra­si­lei­ro] e era o atu­al cam­peão. O time que mais mere­cia levou. É uma emo­ção mui­to gran­de con­quis­tar esse títu­lo com as meni­nas, um ano dife­ren­te, com cin­co meses de tra­ba­lho remo­to. Elas mere­cem mui­to”, des­ta­cou o téc­ni­co Hoff­mann Tulio, após a par­ti­da.

Qua­tro equi­pes dis­pu­ta­ram o Minei­ro Femi­ni­no em 2020. Na pri­mei­ra fase, as equi­pes se enfren­ta­ram em dois tur­nos. As duas melho­res cam­pa­nhas — Atlé­ti­co, 14 pon­tos, e Cru­zei­ro, 10 — foram para a deci­são. Na pri­mei­ra fase, Galo e Rapo­sa empa­ta­ram duas vezes sem gols. Amé­ri­ca-MG e Ipa­tin­ga foram os outros par­ti­ci­pan­tes da com­pe­ti­ção.

Real leva o bi no Distrito Federal

Outro cam­pe­o­na­to esta­du­al femi­ni­no a ter­mi­nar nes­te sábado(19) foi o do Dis­tri­to Fede­ral. A deci­são reu­niu os dois repre­sen­tan­tes bra­si­li­en­ses na Série A1 do ano que vem. Semi­fi­na­lis­ta da A2 des­te ano e garan­ti­do na eli­te em 2021, o Real Bra­sí­lia supe­rou o Minas Bra­sí­lia — que encer­rou a pri­mei­ra divi­são de 2020 na 12ª posi­ção — por 2 a 1 no está­dio Bezer­rão, no Gama (DF), garan­tin­do o bicam­pe­o­na­to dis­tri­tal.

O Real abriu a con­ta­gem aos 25 minu­tos do pri­mei­ro tem­po. A meia Cami­la Pini cobrou fal­ta na área e a volan­te e capi­tã Luci­a­na cabe­ce­ou para as redes. Na eta­pa final, Cami­la Pini fez gran­de lan­ça­men­to para a ata­can­te Dani Lins bater cru­za­do e ampli­ar. Aos 27, cobran­do pênal­ti, a meia Katri­ne dimi­nuiu para o Minas, que pres­si­o­nou atrás do empa­te, sem suces­so.

O Bra­si­li­en­se Femi­ni­no foi dis­pu­ta­do por seis clu­bes, que se enfren­ta­ram em tur­no úni­co na pri­mei­ra fase. Os qua­tro pri­mei­ros (Minas, Real, Cres­s­pom e Cei­lân­dia) avan­ça­ram à semi­fi­nal. Gama e Para­noá foram os outros dois par­ti­ci­pan­tes. No mata-mata, o Minas fez 9 a 1 no Cei­lân­dia, enquan­to o Real bateu o Cres­s­pom por 3 a 2, asse­gu­ran­do as res­pec­ti­vas vagas na final des­te sába­do (19).

Edi­ção: Cláu­dia Soa­res Rodri­gues

Agên­cia Bra­sil / EBC


Você pode Gostar de:

Franca derrota Flamengo e fica a uma vitória do título do NBB

Repro­du­ção: © Mar­cos Limonti/Sesi Fran­ca Basquete/Direitos Reser­va­dos Equipe do interior de São Paulo triunfou por …