...
quinta-feira ,25 julho 2024
Home / Esportes / Australianos vencem Margaret River, mas Filipinho segue líder da WSL

Australianos vencem Margaret River, mas Filipinho segue líder da WSL

Repro­dução: © Repro­dução Twitter/WSL Brasil

Brasil parou nas quartas de final com campeão olímpico Ítalo Ferreira


Pub­li­ca­do em 04/05/2022 — 12:55 Por Agên­cia Brasil — Rio de Janeiro

A Aus­trália, dona da casa, empla­cou dobrad­in­ha no pódio de Mar­garet Riv­er, a quin­ta eta­pa da Liga Mundi­al de Surfe (WSL, sigla em inglês), que ter­mi­nou na madru­ga­da des­ta quar­ta-feira (4). Os anfitriões Jack Robin­son e Isabela Nichols con­quis­taram os títu­los mas­culi­no e fem­i­ni­no, respec­ti­va­mente, sobre adver­sários hava­ianos.  Ele super­ou na final John John Flo­rence, bicam­peão mundi­al; e Nichols lev­ou a mel­hor sobre Gabriela Bryan.

Entre os seis brasileiros que avançaram às oitavas, o campeão olímpi­co Íta­lo Fer­reira foi o úni­co a avançar às quar­tas. O potiguar caiu para o sul-africano Matthew McGillivray: Íta­lo total­i­zou 14,67 con­tra 15,85 do anfitrião. Com o resul­ta­do em Mar­garet Riv­er, o brasileiro subiu para a quin­ta posição no rank­ing mas­culi­no.

Já Fil­ipe Tole­do, líder do rank­ing mundi­al, parou mes­mo nas oitavas, por difer­ença de ape­nas 3 cen­tési­mos para o norte-amer­i­cano Nat Young. O brasileiro rece­beu nota 15,63 con­tra 15,66 de Nat Young.

A próx­i­ma eta­pa do cir­cuito mundi­al de surfe será a G‑Land (Indonésia) a par­tir de 28 de maio, que reunirá os mel­hores 22 home­ns e 10 mul­heres, após corte real­iza­do em Mar­garet Riv­er, que mar­cou a metade da com­petição. Quem estará de vol­ta ao cir­cuito será o tri­cam­peão mundi­al Gabriel Med­i­na. Após pedir licença médi­ca no iní­cio do ano para cuidar da saúde men­tal e questões da vida pri­va­da,  Med­i­na retor­na à con­vite da Liga Mundi­al de Surfe.

Estou com saudades do Tour e de todo mun­do”, disse Med­i­na em entre­vista ao canal WSL na noite de terça (3).“Estou amar­radão por estar voltan­do, mais ain­da por ser na eta­pa de G‑Land. Eu já fui lá uma vez e é uma esquer­da insana, com altos tubos, do jeito que eu gos­to. Eu ten­ho sur­fa­do bas­tante, me sin­to muito bem fisi­ca­mente, men­tal­mente e ago­ra quero recu­per­ar o rit­mo de com­petição. Mas, sem me estres­sar com resul­ta­dos ou rank­ings. É legal ver o Fil­ip­in­ho (Fil­ipe Tole­do) na lid­er­ança e estou muito empol­ga­do para reen­con­trar todos lá em G‑Land”, con­cluiu o sur­fista de São Sebastião (SP).

Resultados dos brasileiros

QUARTAS DE FINAL

bate­ria 1- John John Flo­rence (HAV) 17,50 x 17,16 Grif­fin Colap­in­to (EUA)
bate­ria 2 — Matthew McGillivray (AFR) 15,87 x 14,67 Ita­lo Fer­reira (BRA)
bate­ria 3 — Ethan Ewing (AUS) 15,70 x 12,40 Nat Young (EUA)
bate­ria 4 — Jack Robin­son (AUS) 14,40 x 11,00 Jordy Smith (AFR)

OITAVAS DE FINAL :
bate­ria 1 — John John Flo­rence (HAV) x w.o Kolo­he Andi­no (EUA)
bate­ria 2 — Grif­fin Colap­in­to (EUA) 9,87 x 7,57 Cal­lum Rob­son (AUS)
bate­ria 3 — Matthew McGillivray (AFR) 14,50 x 10,74 Samuel Pupo (BRA)
bate­ria 4 —  Ita­lo Fer­reira (BRA) 15,83 x 8,83 Miguel Pupo (BRA)
bate­ria 5 — Nat Young (EUA) 15,66 x 15,63 Fil­ipe Tole­do (BRA)
bate­ria 6 — Ethan Ewing (AUS) 16,43 x 14,03 Caio Ibel­li (BRA)
bate­ria 7 — Jordy Smith (AFR) 13,24 x 12,26 Jad­son André (BRA)
bate­ria 8 — Jack Robin­son (AUS) 16,06 x 15,93 Bar­ron Mamiya (HAV)

 

Edição: Cláu­dia Soares Rodrigues

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

Bia Haddad cai para Danielle Collins na terceira rodada de Wimbledon

Repro­dução: © Matthew Childs/Reuters/Proibida a Repro­dução Tenista brasileira cai de produção após paralisações por chuva …