...
segunda-feira ,17 junho 2024
Home / Noticias do Mundo / Avião da FAB fará repatriação de brasileiros em Israel

Avião da FAB fará repatriação de brasileiros em Israel

Repro­du­ção: © REUTERS/Ronen Zvu­lun

Aeronave deve pousar em Tel Aviv nos próximos dias


Publi­ca­do em 08/10/2023 — 12:25 Por Lucas Por­deus León — Repór­ter da Agên­cia Bra­sil — Bra­sí­lia

ouvir:

Um avião da For­ça Aérea Bra­si­lei­ra (FAB) deco­la de Natal (RN) nes­te domin­go (8) com des­ti­no a Roma, na Itá­lia, para repa­tri­ar os bra­si­lei­ros que ten­tam sair da Pales­ti­na ou de Isra­el devi­do ao con­fli­to ini­ci­a­do nes­te final de sema­na. A expec­ta­ti­va da FAB é que o avião siga da Itá­lia e pou­se em Tel Aviv na tar­de de segun­da-fei­ra (9) ou na ter­ça-fei­ra (10) para a pri­mei­ra repa­tri­a­ção de bra­si­lei­ros.  

O gover­no reser­vou seis aero­na­ves para a repa­tri­a­ção. São dois KC-30, com capa­ci­da­de para 230 pas­sa­gei­ros cada, além de dois KC-390, com capa­ci­da­de para 80 pas­sa­gei­ros cada, e duas aero­na­ves cedi­das pela Pre­si­dên­cia da Repú­bli­ca, com capa­ci­da­de de 40 pas­sa­gei­ros cada.

Ini­ci­al­men­te, um KC-30 segue hoje para Itá­lia com obje­ti­vo de ficar mais pró­xi­mo do con­fli­to, enquan­to as embai­xa­das fina­li­zam a pri­mei­ra lis­ta para repa­tri­a­ção. Médi­cos e psi­có­lo­gos estão na equi­pe que segui­rá para a região para auxi­li­ar os bra­si­lei­ros.

“Nós vamos ade­quan­do o tama­nho da mis­são em fun­ção das neces­si­da­des alo­ca­das pelos nos­sos minis­té­ri­os. Esta­mos com um bri­ga­dei­ro lá na embai­xa­da (de Isra­el) aju­dan­do nes­sa con­so­li­da­ção de todos os bra­si­lei­ros, de todas as embai­xa­das da região, Egi­to, Jor­dâ­nia e Isra­el, para que pos­sa­mos tra­zer todos os bra­si­lei­ros que estão na região, logi­ca­men­te aque­les que dese­ja­rem. Impor­tan­te dizer que vári­os tam­bém já estão se colo­can­do em aero­na­ves comer­ci­ais”, infor­mou o coman­dan­te da FAB, tenen­te-bri­ga­dei­ro do Ar Mar­ce­lo Damas­ce­no.

Ele par­ti­ci­pou na manhã de hoje de uma reu­nião no Palá­cio do Ita­ma­raty, acom­pa­nha­do do minis­tro da Defe­sa, José Múcio, con­vo­ca­da para ana­li­sar o con­fli­to em Isra­el e na Pales­ti­na.

O coman­dan­te da FAB infor­mou ain­da que a pri­mei­ra lis­ta com os bra­si­lei­ros que devem ser repa­tri­a­dos deve ficar pron­ta na manhã des­ta segun­da-fei­ra (8). Além de Tel Aviv, os aviões do gover­no bra­si­lei­ro podem usar aero­por­tos de outros paí­ses que fazem fron­tei­ra com Isra­el e Pales­ti­na.

“Tel-Aviv é o aero­por­to que vai repa­tri­ar os bra­si­lei­ros liga­dos a comu­ni­da­de isra­e­len­se. Esta­mos ana­li­san­do os outros paí­ses e quais aero­por­tos que nós fare­mos os res­ga­tes da par­ce­la liga­da ao Ori­en­te Médio como um todo”, des­ta­cou Damas­ce­no.

Os aviões devem bus­car os bra­si­lei­ros sem­pre no perío­do da tar­de para faci­li­tar os des­lo­ca­men­tos inter­nos até os aero­por­tos. “No momen­to de cri­se como esse os trans­por­tes ter­res­tres ficam mais difí­ceis. Então nós damos chan­ce para que duran­te as manhãs de cada dia de repa­tri­a­ção eles pos­sam se des­lo­car até o aero­por­to”, expli­cou.

O Ita­ma­raty tem moni­to­ra­do os bra­si­lei­ros na região e vem iden­ti­fi­can­do aque­les que que­rem vol­tar ao Bra­sil. São esti­ma­dos 14 mil bra­si­lei­ros resi­den­tes em Isra­el e 6 mil bra­si­lei­ros na Pales­ti­na, a gran­de mai­o­ria fora da área afe­ta­da pelos ata­ques.

Até o momen­to, um bra­si­lei­ro encon­tra-se feri­do e três estão desa­pa­re­ci­dos. Eles esta­vam par­ti­ci­pan­do de um fes­ti­val de músi­ca em Isra­el.

Tam­bém nes­te domin­go (8), será rea­li­za­da uma reu­nião do Con­se­lho de Segu­ran­ça da Orga­ni­za­ção das Nações Uni­das (ONU), na sede da enti­da­de em Nova Ior­que. A con­vo­ca­ção extra­or­di­ná­ria foi defi­ni­da pelo Bra­sil, que ocu­pa a pre­si­dên­cia do órgão. Serão toma­das deci­sões, no âmbi­to do orga­nis­mo, sobre os ata­ques.

Edi­ção: Sabri­na Crai­de

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

Brasil repudia massacre de palestinos famintos: “situação intolerável”

Repro­du­ção: © Fotos REUTERS/Shadi  Taba­ti­bi Em nota, Itamaraty diz que ação não tem qualquer limite …