...
domingo ,14 abril 2024
Home / Noticias / Baleado na rodoviária do Rio não fará cirurgia: quadro é crítico

Baleado na rodoviária do Rio não fará cirurgia: quadro é crítico

Repro­du­ção: © TV Bra­sil

Bruno Lima da Costa foi atingido por três tiros


Publicado em 14/03/2024 — 09:50 Por Bruno de Freitas Moura — Repórter da Agência Brasil — Rio de Janeiro

ouvir:

Bru­no Lima da Cos­ta Soa­res, de 34 anos, pas­sa­gei­ro bale­a­do duran­te o seques­tro de um ôni­bus na rodo­viá­ria do Rio de Janei­ro, na tar­de de ter­ça-fei­ra (12), não fará de nova cirur­gia no cora­ção. O qua­dro é crí­ti­co, porém está­vel, com supor­te de tera­pia inten­si­va. Ele foi alve­ja­do por três tiros, que atin­gi­ram o cora­ção, pul­mão e baço.

A ava­li­a­ção de não ser neces­sá­ria nova inter­ven­ção no cora­ção é da equi­pe médi­ca do Ins­ti­tu­to Naci­o­nal de Car­di­o­lo­gia (INC), hos­pi­tal de refe­rên­cia para cirur­gi­as car­día­cas de alta com­ple­xi­da­de, em Laran­jei­ras, na zona sul do Rio de Janei­ro. Essa era uma dúvi­da que per­sis­tia duran­te as pri­mei­ras horas de inter­na­ção na uni­da­de.

“A ava­li­a­ção da equi­pe médi­ca é que Bru­no não pre­ci­sa­rá de inter­ven­ção car­día­ca. Des­ta for­ma, por ori­en­ta­ção da nos­sa equi­pe e com auto­ri­za­ção da famí­lia de Bru­no, o paci­en­te já foi trans­fe­ri­do para um hos­pi­tal geral, onde seu tra­ta­men­to terá pros­se­gui­men­to”, diz nota emi­ti­da pelo ins­ti­tu­to.

Bru­no tinha sido trans­fe­ri­do para o INC na ter­ça-fei­ra, após pas­sar por cirur­gia no Hos­pi­tal Muni­ci­pal Sou­za Agui­ar, no Cen­tro do Rio, logo após ser socor­ri­do. Ele pre­ci­sou rece­ber seis bol­sas de san­gue na uni­da­de muni­ci­pal.

Após a inter­na­ção, o Sin­di­ca­to dos Petro­lei­ros do Rio de Janei­ro (Sin­di­pe­tro RJ), a empre­sa que admi­nis­tra a rodo­viá­ria e a Via­ção Sam­paio, que teve o ôni­bus seques­tra­do, fize­ram mobi­li­za­ções para levar tra­ba­lha­do­res ao Hemo­rio, hemo­cen­tro coor­de­na­dor do esta­do, para doa­rem san­gue.

Com a cam­pa­nha, o volu­me de cole­tas de san­gue na quar­ta-fei­ra (13) subiu 189%. Foram 303 doa­ções, qua­se três vezes mais que as 105 bol­sas de ter­ça-fei­ra. A quan­ti­da­de é sufi­ci­en­te para sal­var 1,2 mil vidas segun­do a Secre­ta­ria Esta­du­al de Saú­de.

Sequestro

Além de Bru­no, que é fun­ci­o­ná­rio con­cur­sa­do recém-con­tra­ta­do pela Petro­bras, outra pes­soa ficou feri­da na rodo­viá­ria, porém por esti­lha­ços, e não pre­ci­sou de inter­na­ção.

O ôni­bus da Via­ção Sam­paio, que par­ti­ria para Juiz de Fora, em Minas Gerais, foi seques­tra­do por Pau­lo Sér­gio de Lima. Ele ten­ta­va fugir do esta­do após se desen­ten­der com tra­fi­can­tes da comu­ni­da­de da Roci­nha, uma das mai­o­res do Rio.

Acre­di­tan­do estar sen­do per­se­gui­do, fez dis­pa­ros con­tra pas­sa­gei­ros que esta­vam ain­da fora do ôni­bus e, em segui­da, man­te­ve 16 pes­so­as reféns por cer­ca de três horas. Ele se ren­deu após nego­ci­a­ção com poli­ci­ais.

Sindicância

Pau­lo Sér­gio já tinha sido pre­so por rou­bo, em 2019, cri­me pelo qual foi con­de­na­do. Segun­do a Secre­ta­ria de Admi­nis­tra­ção Peni­ten­ciá­ria do Rio de Janei­ro (Seap), ele obte­ve pro­gres­são de regi­me para o aber­to, com moni­to­ra­ção ele­trô­ni­ca, em 22 de feve­rei­ro de 2022. Porém, dei­xou a tor­no­ze­lei­ra des­car­re­gar em 6 de outu­bro de 2022, sem vol­tar a ati­var o dis­po­si­ti­vo. Além des­se epi­só­dio, a Seap já havia comu­ni­ca­do à Jus­ti­ça outras qua­tro vio­la­ções come­ti­das por ele.

Ape­sar de suces­si­vas noti­fi­ca­ções da Seap ao Tri­bu­nal de Jus­ti­ça sobre a vio­la­ção do moni­to­ra­men­to ele­trô­ni­co, somen­te na noi­te de ter­ça-fei­ra, ou seja, depois do seques­tro, o juiz Cari­el Bezer­ra Patri­o­ta decre­tou a vol­ta de Pau­lo Ser­gio de Lima para o regi­me semi­a­ber­to. Segun­do o juiz, na ter­ça-fei­ra foi “a pri­mei­ra opor­tu­ni­da­de que tenho de deci­dir no pro­ces­so”.

O Tri­bu­nal de Jus­ti­ça infor­mou que foi ins­tau­ra­da uma sin­di­cân­cia admi­nis­tra­ti­va para “apu­rar espe­ci­fi­ca­men­te as cir­cuns­tân­ci­as pro­ces­su­ais e car­to­rá­ri­as rela­ci­o­na­das aos fatos noti­ci­a­dos, assim como as cor­res­pon­den­tes res­pon­sa­bi­li­da­des”.

Edi­ção: Maria Clau­dia

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

BNDES abre concurso em 2024 para 150 vagas de nível superior

Repro­du­ção: © Fer­nan­do Frazão/Agencia Bra­sil Edital deve ser divulgado no segundo semestre Publicado em 09/04/2024 …