...
segunda-feira ,17 junho 2024
Home / Cultura / Bienal do Livro do Rio terá estande inédito dedicado à fotografia

Bienal do Livro do Rio terá estande inédito dedicado à fotografia

Repro­du­ção: © Ricar­do Siqueira/Divulgação

Espaço será dividido por 26 profissionais entre 1º e 10 de setembro


Publi­ca­do em 20/08/2023 — 08:59 Por Ala­na Gan­dra — Repór­ter da Agên­cia Bra­sil — Rio de Janei­ro

ouvir:

Pela pri­mei­ra vez em 40 anos de exis­tên­cia, a Bie­nal do Livro do Rio de Janei­ro vai ter um estan­de dedi­ca­do à foto­gra­fia, deno­mi­na­do Auto­res de Ima­gens. A ini­ci­a­ti­va é do fotó­gra­fo Ricar­do Siquei­ra, da Edi­to­ra Lumi­nat­ti. O estan­de é o T27 e esta­rá loca­li­za­do no Pavi­lhão Ver­de do Rio­cen­tro, na Bar­ra da Tiju­ca, zona oes­te da capi­tal do esta­do. A Bie­nal do Livro do Rio será rea­li­za­da no perío­do de 1º a 10 de setem­bro pró­xi­mo, das 10h às 22h, dia­ri­a­men­te.

Vin­te e seis fotó­gra­fos divi­di­rão o estan­de, em diver­sos momen­tos, con­ver­san­do com o públi­co, duran­te a Bie­nal: Ana Bran­co, André Arru­da, Edu Simões, Gui­na Ramos, Gus­ta­vo Pedro, João Far­kas, Luís Bal­tar, Moni­que Cabral, Rena­to Negrão, Ricar­do Beli­el, Roge­rio Reis, Val­de­mir Cunha, Yara Sch­rei­ber são alguns deles. Cada pro­fis­si­o­nal terá espa­ço livre para con­tar fatos impor­tan­tes de sua car­rei­ra, pro­je­tar suas ima­gens em uma tela e falar da rela­ção com as fotos e os livros publi­ca­dos. “Como foi a tri­lha de cada um, os cami­nhos que eles segui­ram”, pon­tu­ou Siquei­ra. “A gen­te quer que as pes­so­as sin­tam que o fotó­gra­fo pode ser edi­tor de livros impor­tan­tes, que têm con­teú­do”.

18/08/2023, O fotógrafo Ricardo Siqueira, para matéria sobre estande de fotógrafos na Bienal do Rio. Foto: Luísa Gateira/Divulgação
Repro­du­ção:  Ricar­do Siquei­ra é o ide­a­li­za­dor do estan­de– Luí­sa Gateira/Divulgação

Na foto­gra­fia há mais de 30 anos, Siquei­ra fez um pro­je­to cul­tu­ral, onde os auto­res fotó­gra­fos teri­am espa­ço para divul­gar seus tra­ba­lhos e falar do livro como supor­te da foto­gra­fia. O pro­je­to foi apro­va­do pela pre­fei­tu­ra cari­o­ca, con­se­guiu patro­ci­na­do­res e ago­ra, terá esse pri­mei­ro espa­ço na Bie­nal. O viés são livros com auto­res fotó­gra­fos. “Onde o prin­ci­pal insu­mo da publi­ca­ção é a foto­gra­fia. O tex­to entra como supor­te. A lin­gua­gem é visu­al”, acen­tu­ou Siquei­ra.

De acor­do com Siquei­ra, não se tra­ta de um estan­de comer­ci­al. “A ven­da do livro é um aces­só­rio. O que a gen­te quer é um espa­ço para mos­trar que a foto­gra­fia casa mui­to bem com o supor­te do livro, para esti­mu­lar as pes­so­as a verem o livro foto­grá­fi­co como um obje­to impor­tan­te, que resis­te à nos­sa épo­ca. É mui­to fácil a comu­ni­ca­ção atra­vés da ima­gem. O obje­ti­vo do estan­de é mos­trar como a foto­gra­fia é impor­tan­te como meio de lin­gua­gem. E o supor­te do livro é melhor, por­que é eter­no”.

Bonecos e pretinhas

18/08/2023, O fotógrafo Guina Ramos, para matéria sobre estande de fotógrafos na Bienal do Rio. Foto: Regina Bienenstein/Divulgação
Repro­du­ção: Gui­na Ramos vai falar sobre sua expe­ri­ên­cia no estan­de. Foto:  Regi­na Bienenstein/Divulgação

Gui­na Ramos é um dos fotó­gra­fos que par­ti­ci­pa­rão do estan­de Auto­res de Ima­gens. Cri­a­dor da edi­to­ra pró­pria Gui­na &dita, tem publi­ca­do fotos em for­ma­to comum de livro. À Agên­cia Bra­sil Gui­na Ramos expli­cou que o mais conhe­ci­do deles foi con­fec­ci­o­na­do com fotos suas em pre­to e bran­co do tem­po em que tra­ba­lhou em jor­nal. “Ficou mais fácil publi­car por deman­da, por­que era um cus­to razoá­vel para você ven­der por um pre­ço nor­mal”. São tex­tos acom­pa­nhan­do a tra­je­tó­ria de um per­so­na­gem, tota­li­zan­do 100 fotos. A edi­ção foi fecha­da com um tom de pro­sa poé­ti­ca.

Outras fotos resul­ta­ram no livro Bone­cos e Pre­ti­nhas, em que rela­ci­o­na os fotó­gra­fos que fazem os “bone­cos” com os repór­te­res que tra­ba­lha­vam com as teclas das anti­gas máqui­nas de escre­ver, conhe­ci­das no jar­gão jor­na­lís­ti­co como “pre­ti­nhas”. “Sele­ci­o­nei umas 300 pes­so­as que foto­gra­fei algum dia para fazer maté­ria”. Gui­na Ramos tem tam­bém um livro de memó­ri­as no qual con­ta his­tó­ri­as, com fotos e repor­ta­gens, inti­tu­la­do A Outra Face das Fotos. No estan­de, ele vai falar de sua expe­ri­ên­cia de publi­car livros por con­ta pró­pria, com a carac­te­rís­ti­ca de diá­lo­go entre tex­to e foto.

Edi­ção: Ali­ne Leal

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

TV Brasil transmite festas de São João de Caruaru e Salvador

Repro­du­ção: © Joá Souza/GOVBA Durante o mês de junho, emissora exibe especial Arraiá Brasil Publicado …