...
domingo ,14 abril 2024
Home / Cultura / Brasil é convidado de honra da Feira Internacional do Livro de Havana

Brasil é convidado de honra da Feira Internacional do Livro de Havana

Repro­du­ção: © Juli­a­na Uepa/Minc

Minc leva escritores e quadrinistas brasileiros para Cuba


Publi­ca­do em 16/02/2024 — 15:37 Por Dani­el­la Almei­da — Repór­ter da Agên­cia Bra­sil — Bra­sí­lia

ouvir:

O Bra­sil é país con­vi­da­do de hon­ra da 32ª Fei­ra Inter­na­ci­o­nal do Livro de Hava­na (FILH 2024) em Cuba, que teve iní­cio nes­ta quin­ta-fei­ra (15) e se esten­de­rá até domin­go (25), no Par­que His­tó­ri­co Mili­tar Mor­ro-Cabaña. O tema des­ta edi­ção é Ler é Cons­truir Iden­ti­da­de, com a inten­ção de pro­mo­ver a lei­tu­ra como for­ma de for­mar a cons­ci­ên­cia indi­vi­du­al e cole­ti­va e o pen­sa­men­to crí­ti­co.

Duran­te a aber­tu­ra do even­to inter­na­ci­o­nal, a minis­tra da Cul­tu­ra do Bra­sil, Mar­ga­reth Mene­zes, agra­de­ceu a home­na­gem ao Bra­sil, exal­tou repe­ti­das vezes a demo­cra­cia e citou a can­to­ra cuba­na Celia Cruz e a Orques­tra La Sono­ra Matan­ce­ra como expres­sões cul­tu­rais  de refe­rên­cia da ilha cari­be­nha para o mun­do. Mar­ga­reth Mene­zes ain­da reci­tou ver­sos da can­ção Que­ro Ir a Cuba, do músi­co Cae­ta­no Velo­so, como for­ma de mar­car o his­tó­ri­co de rela­ções diplo­má­ti­cas e coo­pe­ra­ção entre os dois paí­ses, sobre­tu­do no elo cul­tu­ral.

Feira Internacional do Livro de Havana - 15.02.24 Foto: Juliana Uepa/MinC
Repro­du­ção: Minis­tra Mar­ga­reth Mene­zes na Fei­ra Inter­na­ci­o­nal do Livro de Hava­na- Juli­a­na Uepa/MinC

A minis­tra Mar­ga­reth Mene­zes tra­tou dos desa­fi­os que o Bra­sil e o mun­do pre­ci­sam enfren­tar no cam­po cul­tu­ral e men­ci­o­nou como o país tem tra­ba­lha­do para imple­men­tar polí­ti­cas estru­tu­ran­tes de cul­tu­ra como fer­ra­men­tas de desen­vol­vi­men­to econô­mi­co e gera­ção de empre­go e ren­da. “Ler é um ato revo­lu­ci­o­ná­rio. Por meio da lei­tu­ra dos livros e da lite­ra­tu­ra pode­mos ter con­ta­to com o nos­so mun­do e com o mun­do dos outros.”

As atra­ções musi­cais apre­sen­ta­das na cerimô­nia foram Aqua­re­la do Bra­sil, de Ary Bar­ro­so, toca­da pelos músi­cos bra­si­lei­ros pai e filho, Fer­nan­do César e Ben­to Tibúr­cio, com ban­do­lim e vio­lão, e El Bode­gue­ro, com a Orques­tra Ara­gón de Cuba.

Atos

Na noi­te des­ta quin­ta-fei­ra, a minis­tra tam­bém inau­gu­rou o Pavi­lhão do Bra­sil na fei­ra. O Minis­té­rio da Cul­tu­ra levou ao local seis mil exem­pla­res de livros da lite­ra­tu­ra bra­si­lei­ra tra­du­zi­dos para o Espa­nhol para doa­ção.

Os minis­té­ri­os da Cul­tu­ra de ambos os paí­ses, repre­sen­ta­dos pela minis­tra Mar­ga­reth Mene­zes e pelo minis­tro Alpi­dio Alon­so Grau, assi­na­ram, nes­ta quin­ta-fei­ra (15) o Memo­ran­do de Enten­di­men­to (MoU) para rea­li­za­ção de ações con­jun­tas de coo­pe­ra­ção e inter­câm­bio cul­tu­ral.

Comitiva brasileira

Com o obje­ti­vo de difun­dir a cul­tu­ra bra­si­lei­ra por meio do incen­ti­vo à lei­tu­ra e for­ma­ção de novos lei­to­res, o Minis­té­rio da Cul­tu­ra (MinC) e o Minis­té­rio das Rela­ções Exte­ri­o­res (MRE) leva­ram ao even­to inter­na­ci­o­nal 15 escri­to­res e escri­to­ras bra­si­lei­ros de diver­sos gêne­ros da lite­ra­tu­ra. São eles: o imor­tal da Aca­de­mia Bra­si­lei­ra de Letras e ati­vis­ta indí­ge­na, Ail­ton Kre­nak; a nova imor­tal da Aca­de­mia Minei­ra de Letras, Con­cei­ção Eva­ris­to; a ganha­do­ra do Prê­mio Jabu­ti de Con­tos 2022, Eli­a­na Alves Cruz; além de Eli­sa Lucin­da, Emi­ci­da, Frei Bet­to, Jarid Arra­es, Jefer­son Tenó­rio, Mar­ce­lo D’ Sale­te, Már­cia Kam­be­ba, Cidi­nha da Sil­va, Gra­ça Graú­na, Otá­vio Júni­or, Socor­ro Aci­oly e Patri­cia Melo.

Ain­da com­põem a comi­ti­va bra­si­lei­ra os qua­dri­nis­tas Ana Lui­za de Sou­za Frei­tas, Gidal­ti Oli­vei­ra Mou­ra Júni­or, Alci­mar Men­des Fra­zão, João Car­los Pires Pinhei­ro, Sir­le­ne Fran­cis­co Bar­bo­sa e a cura­do­ra da Bie­nal de Qua­dri­nhos de Curi­ti­ba, Luci­a­na Fal­con Ansel­mi.

De acor­do com o Minc, os bra­si­lei­ros foram esco­lhi­dos por uma cura­do­ria tri­par­ti­te com­pos­ta por repre­sen­tan­tes do MinC, da Fun­da­ção Bibli­o­te­ca Naci­o­nal (FBN) e do Ins­ti­tu­to Gui­ma­rães Rosa, do MRE. O gru­po desem­bar­cou acom­pa­nha­do tam­bém do secre­tá­rio de For­ma­ção, Livro e Lei­tu­ra do MinC, Fabi­a­no Piú­ba, e do pre­si­den­te da (FBN), Mar­co Luc­che­si.

Feira Internacional do Livro de Havana - 15.02.24 Foto: Juliana Uepa/MinC
Repro­du­ção: Fei­ra Inter­na­ci­o­nal do Livro de Hava­na, por Juli­a­na Uepa/MinC

Para a minis­tra, as fei­ras inter­na­ci­o­nais de livros exer­cem um papel fun­da­men­tal na demo­cra­ti­za­ção de aces­so, no for­ta­le­ci­men­to de rique­za cul­tu­ral e lite­rá­ria. Conec­tam, tam­bém, cul­tu­ras, lín­guas, e sim­bo­lo­gi­as dife­ren­tes em um movi­men­to comum. “Nós, do Minis­té­rio da Cul­tu­ra, temos pro­cu­ra­do incluir a lite­ra­tu­ra negra, indí­ge­na, das fave­las, dos qui­lom­bos, dos ter­rei­ros, das aldei­as, das cida­des, da roça: uma lite­ra­tu­ra que cele­bra nos­so lega­do, aque­les e aque­las que vie­ram antes; mas fin­ca­da em nos­so tem­po, em nos­sa con­tem­po­ra­nei­da­de”.

Feira do Livro de Havana

A 32ª Fei­ra Inter­na­ci­o­nal do Livro de Hava­na (FILH 2024), que tem o Bra­sil como con­vi­da­do de hon­ra, é dedi­ca­do a dois cuba­nos: a filó­so­fa e pes­qui­sa­do­ra, Isa­bel Monal, e o escri­tor e pro­fes­sor de arte, Fran­cis­co López Sacha .

Até 25 de feve­rei­ro, o even­to reu­ni­rá em Hava­na escri­to­res, lei­to­res, ilus­tra­do­res, edi­to­res, desig­ners, dis­tri­bui­do­res, livrei­ros, bibli­o­te­cá­ri­os, tra­du­to­res, entre outros pro­fis­si­o­nais do seg­men­to.

Os par­ti­ci­pan­tes encon­tram no mes­mo local expo­si­ção de obras, bibli­o­te­ca, novi­da­des edi­to­ri­ais, salas de deba­tes. Escri­to­res podem comer­ci­a­li­zar, pro­mo­ver e nego­ci­ar exem­pla­res da lite­ra­tu­ra cuba­na e estran­gei­ra com diver­si­da­de temá­ti­ca, de gêne­ros e for­ma­tos, dire­ta­men­te com públi­co lei­tor e empre­sá­ri­os.

Na pro­gra­ma­ção, se des­ta­cam o Salão Pro­fis­si­o­nal do Livro, onde ocor­re­rão a Ofi­ci­na Naci­o­nal do Livrei­ro; o Encon­tro de Edi­to­res e Tra­du­to­res Lite­rá­ri­os; o Encon­tro de His­to­ri­a­do­res e os coló­qui­os de Ciên­ci­as Soci­ais e de Saú­de Huma­na e Meio Ambi­en­te.

Além dis­so, estão pre­vis­tos o Even­to de Publi­ca­ções Seri­ais e Mídia Digi­tal, o Encon­tro de Jovens Escri­to­res da Ibe­ro­a­mé­ri­ca e o Encon­tro de Pro­mo­to­res de Poe­sia e entre­gas de prê­mi­os a auto­res e outros des­ta­ques do ramo lite­rá­rio.

A pro­gra­ma­ção com­ple­ta pode ser con­fe­ri­da no site ofi­ci­al do even­to.

Edi­ção: Ali­ne Leal

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

BNDES abre concurso em 2024 para 150 vagas de nível superior

Repro­du­ção: © Fer­nan­do Frazão/Agencia Bra­sil Edital deve ser divulgado no segundo semestre Publicado em 09/04/2024 …