...
quinta-feira ,25 julho 2024
Home / Educação / Brasília terá museu que reúne arte, ciência e tecnologia

Brasília terá museu que reúne arte, ciência e tecnologia

Repro­dução: © Marce­lo Camargo/Agência Brasil

Sesi Lab será 100% interativo, voltado a aprendizado e conhecimento


Pub­li­ca­do em 22/11/2022 — 06:42 Por Pedro Peduzzi — Repórter da Agên­cia Brasil — Brasília

ouvir:

Brasília terá novo museu a par­tir do próx­i­mo dia 30. O espaço terá pro­pos­ta difer­en­ci­a­da por unir arte, ciên­cia e tec­nolo­gia, conec­tadas a ambi­ente total­mente inter­a­ti­vo. A ideia, segun­do os orga­ni­zadores, é “com­par­til­har saberes de for­ma lúdi­ca, brin­can­do de apren­der den­tro de uma ver­dadeira usi­na do con­hec­i­men­to”.

A expec­ta­ti­va é que o museu – uma ini­cia­ti­va do Serviço Social da Indús­tria (Sesi) e do Serviço Nacional de Apren­diza­gem Indus­tri­al (Senai) – rece­ba anual­mente cer­ca de 350 mil vis­i­tantes, além de 85 mil estu­dantes e 3 mil pro­fes­sores que poderão par­tic­i­par de for­mações, con­hecer as qua­tro gale­rias expos­i­ti­vas e par­tic­i­par das ofic­i­nas, cur­sos, ativi­dades cul­tur­ais e sessões de cin­e­ma.

O Sesi Lab fun­cionará na área cen­tral de Brasília, no anti­go Edifí­cio Tour­ing Club, local­iza­do próx­i­mo à rodoviária do Plano Pilo­to. “Por ano, serão cer­ca de 300 ofic­i­nas mak­er e bio­mak­er [espaços de apren­diza­gem que têm como pro­tag­o­nistas os estu­dantes], 120 ações cul­tur­ais e dez edições de sessões notur­nas voltadas espe­cial­mente ao públi­co aci­ma de 18 anos”, con­forme infor­ma­do pela Con­fed­er­ação Nacional da Indús­tria (CNI).

Pro­je­ta­do pelo arquite­to Oscar Niemey­er na época em que Brasília foi con­struí­da, o pré­dio tem área con­struí­da de quase 8 mil met­ros quadra­dos, onde haverá espaços expos­i­tivos, cria­tivos e mak­er, salas inter­dis­ci­pli­nares, um painel de LED com 84 met­ros quadra­dos, café e loja con­ceito.

Museu interativo SESI Lab une arte, ciência e tecnologia e tem como objetivo despertar o interesse das pessoas a partir de experiências e vivências. O espaço abre as portas no antigo Edifício Touring, icônico prédio projetado por Oscar Niemeyer.
Repro­dução: Museu inter­a­ti­vo SESI Lab une arte, ciên­cia e tec­nolo­gia e tem como obje­ti­vo des­per­tar o inter­esse das pes­soas a par­tir de exper­iên­cias e vivên­cias. O espaço abre as por­tas no anti­go Edifí­cio Tour­ing, icôni­co pré­dio pro­je­ta­do por Oscar Niemey­er. — Marce­lo Camargo/Agência Brasil

Ações de sustentabilidade

Há tam­bém uma área verde de 33 mil met­ros quadra­dos, com espé­cies nati­vas do Cer­ra­do, insta­lações inter­a­ti­vas e anfiteatro exter­no para shows, even­tos e out­ras ativi­dades cul­tur­ais. Segun­do os orga­ni­zadores, estão pre­vis­tas, no entorno do pré­dio, ações de sus­tentabil­i­dade, com pro­gra­mas sobre gestão de resí­du­os, uso efi­ciente da água, ener­gia e mate­ri­ais e ações educa­ti­vas sobre os princí­pios da Agen­da 2030, da Orga­ni­za­ção das Nações Unidas (ONU).

O Espaço Bio­mak­er, úni­co no Brasil, ofer­e­cerá ativi­dades com difer­entes níveis de com­plex­i­dade, democ­ra­ti­zan­do o aces­so a tec­nolo­gias e metodolo­gias ati­vas de apren­diza­gem cria­ti­va, com foco em temas de quími­ca e biolo­gia.

“Em uma das gale­rias há, por exem­p­lo, uma insta­lação fei­ta com colô­nias de bac­térias, a Bac­ter­iópo­lis – que con­tém um ecos­sis­tema com difer­entes tipos de bac­térias que crescem em equi­líbrio”, detal­hou a CNI, referindo-se ao espaço mon­ta­do com lama do Lago Para­noá e com­pos­tos orgâni­cos do Cer­ra­do. “A cada visi­ta, o vis­i­tante encon­trará uma tela difer­ente a par­tir das trans­for­mações orgâni­cas do ter­rário vivo”, acres­cen­tou.

O Sesi Lab começa a fun­cionar no dia 30 de novem­bro, extra­or­di­nar­i­a­mente das 9h às 22h ten­do na pro­gra­mação musi­cais, DJs, con­tações de histórias, ofic­i­nas mak­er e per­for­mances artís­ti­cas para públi­cos de todas as idades. De terça a sex­ta-feira, fun­cionará das 9h às 18h; sába­do, domin­gos e feri­ados, da 10 às 19h.

Museu interativo SESI Lab une arte, ciência e tecnologia e tem como objetivo despertar o interesse das pessoas a partir de experiências e vivências. O espaço abre as portas no antigo Edifício Touring, icônico prédio projetado por Oscar Niemeyer.
Repro­dução: Museu inter­a­ti­vo SESI Lab une arte, ciên­cia e tec­nolo­gia e tem como obje­ti­vo des­per­tar o inter­esse das pes­soas a par­tir de exper­iên­cias e vivên­cias. O espaço abre as por­tas no anti­go Edifí­cio Tour­ing, icôni­co pré­dio pro­je­ta­do por Oscar Niemey­er. — Marce­lo Camargo/Agência Brasil

Ingressos

A entra­da será gra­tui­ta no primeiro mês de aber­tu­ra (dezem­bro). A par­tir de janeiro, a entra­da inteira será R$ 20 (meia a R$ 10 para estu­dantes, pro­fes­sores e idosos), mas uma vez por mês será escol­hi­do um dia de entra­da gra­tui­ta a todos os públi­cos.

Para con­hecer a pro­gra­mação e adquirir ingres­sos, bas­ta aces­sar o site do Sesi Lab.

O museu ofer­ece gra­tu­idade para cri­anças com até 10 anos de idade; pes­soas com defi­ciên­cia; pro­fes­sores e alunos da rede Sesi e Senai e da rede públi­ca; tra­bal­hadores da indús­tria e con­tribuintes do Sis­tema Indús­tria; alunos de esco­las públi­cas, medi­ante agen­da­men­to prévio pela esco­la; públi­cos em situ­ação de vul­ner­a­bil­i­dade social, com agen­da­men­to por insti­tu­ições soci­ais; e mem­bros asso­ci­a­dos do Con­sel­ho Inter­na­cional de Museus (Icom).

Edição: Graça Adju­to

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

Decisões favoráveis a policiais frustram famílias de vítimas no Rio

Repro­dução: © Freep­ick Em 2024, foram ao menos 5 absolvições ou transferências de corte Publicado …