...
quarta-feira ,19 junho 2024
Home / Noticias do Mundo / Britânicos devem ficar em casa com início do terceiro lockdown no país

Britânicos devem ficar em casa com início do terceiro lockdown no país

Londres, coronavírus, covid - 19

© REUTERS/Hannah Mckay/Direitos Reser­va­dos

Reino Unido está entre os países mais atingidos pela covid-19


Publi­ca­do em 05/01/2021 — 09:59 Por Estel­le Shir­bon e Nata­lie Tho­mas — Reu­ters

Reuters

O Rei­no Uni­do ini­ci­ou seu ter­cei­ro lock­down pela covid-19, nes­ta ter­ça-fei­ra (5), com cida­dãos sob ordens de ficar em casa e o gover­no pedin­do um últi­mo gran­de esfor­ço naci­o­nal para con­ter o vírus antes que a vaci­na­ção em mas­sa mude o rumo da pan­de­mia.

O minis­tro das Finan­ças, Rishi Sunak, anun­ci­ou um novo paco­te de con­ces­sões empre­sa­ri­ais no valor de 4,6 bilhões de libras (6,2 bilhões de dóla­res) para aju­dar a man­ter as pes­so­as empre­ga­das até que as medi­das sejam rela­xa­das gra­du­al­men­te, na melhor das hipó­te­ses a par­tir de mea­dos de feve­rei­ro, mas pro­va­vel­men­te depois.

O Rei­no Uni­do está entre os paí­ses mais atin­gi­dos pela covid-19, com o segun­do mai­or núme­ro de mor­tes na Euro­pa e uma eco­no­mia que sofreu a con­tra­ção mais acen­tu­a­da no Gru­po dos Sete duran­te a pri­mei­ra onda de infec­ções, no pri­mei­ro semes­tre do ano pas­sa­do.

O pri­mei­ro-minis­tro Boris John­son anun­ci­ou o novo lock­down na noi­te de segun­da-fei­ra (4), dizen­do que a nova vari­an­te do novo coro­na­ví­rus, alta­men­te con­ta­gi­o­sa, iden­ti­fi­ca­da pela pri­mei­ra vez no Rei­no Uni­do, esta­va se espa­lhan­do tão rápi­do que o Ser­vi­ço Naci­o­nal de Saú­de cor­ria o ris­co de ficar sobre­car­re­ga­do em 21 dias.

Só na Ingla­ter­ra, cer­ca de 27 mil pes­so­as estão hos­pi­ta­li­za­das com covid-19, 40% a mais do que duran­te o pri­mei­ro pico em abril.

“As pró­xi­mas sema­nas serão as mais difí­ceis, mas real­men­te acre­di­to que esta­mos entran­do na últi­ma fase da luta, por­que a cada vaci­na em nos­sos bra­ços, esta­mos jogan­do as pro­ba­bi­li­da­des con­tra a covid-19 e a favor do povo bri­tâ­ni­co”, dis­se John­son.

O Rei­no Uni­do come­çou a admi­nis­trar duas vaci­nas, uma fei­ta pela Pfi­zer e BioN­Te­ch e outra pela Uni­ver­si­da­de de Oxford e Astra­Ze­ne­ca, e mais de 1 milhão de pes­so­as já rece­be­ram a pri­mei­ra dose.

Des­de o iní­cio da pan­de­mia, mais de 75 mil pes­so­as mor­re­ram no Rei­no Uni­do em 28 dias após o tes­te posi­ti­vo para o novo coro­na­ví­rus, de acor­do com dados ofi­ci­ais.

Sob o novo lock­down na Ingla­ter­ra, as esco­las estão fecha­das para a mai­o­ria dos alu­nos, as pes­so­as devem tra­ba­lhar em casa, se pos­sí­vel, e todas as lojas não essen­ci­ais estão fecha­das.

Os órgãos exe­cu­ti­vos semi­autô­no­mos na Escó­cia, País de Gales e Irlan­da do Nor­te impu­se­ram medi­das seme­lhan­tes.

Agên­cia Bra­sil / EBC


Você pode Gostar de:

Brasil repudia massacre de palestinos famintos: “situação intolerável”

Repro­du­ção: © Fotos REUTERS/Shadi  Taba­ti­bi Em nota, Itamaraty diz que ação não tem qualquer limite …