...
segunda-feira ,22 julho 2024
Home / Economia / Caixa paga Bolsa Família a beneficiários com NIS de final 6

Caixa paga Bolsa Família a beneficiários com NIS de final 6

Repro­dução: © Lyon Santos/ MDS

Com adicionais, valor médio do benefício está em R$ 683,75


Publicado em 24/06/2024 — 07:15 Por Agência Brasil — Brasília

ouvir:

A Caixa Econômi­ca Fed­er­al paga nes­ta segun­da-feira (24) a parcela de jun­ho do novo Bol­sa Família aos ben­efi­ciários com Número de Inscrição Social (NIS) de final 6.

O val­or mín­i­mo cor­re­sponde a R$ 600, mas com o novo adi­cional o val­or médio do bene­fí­cio sobe para R$ 683,75. Segun­do o Min­istério do Desen­volvi­men­to e Assistên­cia Social, neste mês o pro­gra­ma de trans­fer­ên­cia de ren­da do Gov­er­no Fed­er­al alcançará 20,84 mil­hões de famílias, com gas­to de R$ 14,23 bil­hões.

Além do bene­fí­cio mín­i­mo, há o paga­men­to de três adi­cionais. O Bene­fí­cio Var­iáv­el Famil­iar Nutriz paga seis parce­las de R$ 50 a mães de bebês de até seis meses de idade, para garan­tir a ali­men­tação da cri­ança. O Bol­sa Família tam­bém paga um acrésci­mo de R$ 50 a famílias com ges­tantes e fil­hos de 7 a 18 anos e out­ro, de R$ 150, a famílias com cri­anças de até 6 anos.

No mod­e­lo tradi­cional do Bol­sa Família, o paga­men­to ocorre nos últi­mos dez dias úteis de cada mês. O ben­efi­ciário poderá con­sul­tar infor­mações sobre as datas de paga­men­to, o val­or do bene­fí­cio e a com­posição das parce­las no aplica­ti­vo Caixa Tem, usa­do para acom­pan­har as con­tas poupança dig­i­tais do ban­co.

A par­tir deste ano, os ben­efi­ciários do Bol­sa Família não têm mais o descon­to do Seguro Defe­so. A mudança foi esta­b­ele­ci­da pela Lei 14.601/2023, que res­ga­tou o Pro­gra­ma Bol­sa Família (PBF). O Seguro Defe­so é pago a pes­soas que sobre­vivem exclu­si­va­mente da pesca arte­sanal e que não podem exercer a ativi­dade durante o perío­do da pirace­ma (repro­dução dos peix­es).

Cadastro

Des­de jul­ho do ano pas­sa­do, pas­sa a valer a inte­gração dos dados do Bol­sa Família com o Cadas­tro Nacional de Infor­mações Soci­ais (CNIS). Com base no cruza­men­to de infor­mações, cer­ca de 170 mil famílias foram can­ce­ladas do pro­gra­ma neste mês por terem ren­da aci­ma das regras esta­b­ele­ci­das pelo Bol­sa Família. O CNIS con­ta com mais de 80 bil­hões de reg­istros admin­is­tra­tivos ref­er­entes a ren­da, vín­cu­los de emprego for­mal e bene­fí­cios prev­i­den­ciários e assis­ten­ci­ais pagos pelo INSS.

Em com­pen­sação, out­ras 200 mil famílias foram incluí­das no pro­gra­ma neste mês. A inclusão foi pos­sív­el por causa da políti­ca de bus­ca ati­va, basea­da na reestru­tu­ração do Sis­tema Úni­co de Assistên­cia Social (Suas) e que se con­cen­tra nas pes­soas mais vul­neráveis que têm dire­ito ao com­ple­men­to de ren­da, mas não recebem o bene­fí­cio.

Regra de proteção

Cer­ca de 2,58 mil­hões de famílias estão na regra de pro­teção em jun­ho. Em vig­or des­de jun­ho do ano pas­sa­do, essa regra per­mite que famílias cujos mem­bros con­sigam emprego e mel­horem a ren­da rece­bam 50% do bene­fí­cio a que teri­am dire­ito por até dois anos, des­de que cada inte­grante rece­ba o equiv­a­lente a até meio salário mín­i­mo. Para essas famílias, o bene­fí­cio médio ficou em R$ 370,54.

Brasília (DF) 19/11/2024 - Arte calendário Bolsa Família Junho 2024 Arte Agência Brasil
Repro­dução: Cal­endário Bol­sa Família Jun­ho 2024 — Arte Agên­cia Brasil

Auxílio Gás

O Auxílio Gás tam­bém será pago nes­ta segun­da-feira às famílias inscritas no Cadas­tro Úni­co para Pro­gra­mas Soci­ais do Gov­er­no Fed­er­al (CadÚni­co), com NIS final 6. O val­or foi man­ti­do em R$ 102, por causa das reduções recentes no preço do boti­jão.

Com duração pre­vista até o fim de 2026, o pro­gra­ma ben­e­fi­cia cer­ca de 5,8 mil­hões de famílias. Com a aprovação da Emen­da Con­sti­tu­cional da Tran­sição, no fim de 2022, o bene­fí­cio foi man­ti­do em 100% do preço médio do boti­jão de 13 kg.

Só pode rece­ber o Auxílio Gás quem está incluí­do no CadÚni­co e ten­ha pelo menos um mem­bro da família que rece­ba o Bene­fí­cio de Prestação Con­tin­u­a­da (BPC). A lei que criou o pro­gra­ma definiu que a mul­her respon­sáv­el pela família terá prefer­ên­cia, assim como mul­heres víti­mas de vio­lên­cia domés­ti­ca.

Edição: Graça Adju­to

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

Real completa 30 anos com desafio de manter poder de compra

Repro­dução: © Tânia Rêgo/Agência Brasil Índice oficial de inflação, IPCA acumula 708% desde a criação …