...
sexta-feira ,19 abril 2024
Home / Esportes / Campeão geral, SP termina Jogos da Juventude com brilho no basquete

Campeão geral, SP termina Jogos da Juventude com brilho no basquete

Repro­du­ção: © Ale­xan­dre Loureiro/COB

Paulistas chegam a 107 medalhas e 45 ouros, 21 a mais que o vice, RJ


Publi­ca­do em 17/09/2023 — 13:08 Por Lin­coln Cha­ves de Oli­vei­ra — Repór­ter da EBC — Bra­sí­lia

Assim como a cami­sa dez é reche­a­da de sim­bo­lis­mo no fute­bol, gra­ças a Pelé, a 23 tem gran­de repre­sen­ta­ti­vi­da­de para o bas­que­te. Foi com o núme­ro às cos­tas que Micha­el Jor­dan encan­tou o mun­do com a bola laran­ja nas mãos, defen­den­do o Chi­ca­go Bulls, time da NBA, liga nor­te-ame­ri­ca­na da moda­li­da­de, nos anos 1990.

Na equi­pe femi­ni­na que repre­sen­tou São Pau­lo nos Jogos da Juven­tu­de, a res­pon­sa­bi­li­da­de de ves­tir a 23 foi de Isa­do­ra Dutra. É ver­da­de que a jovem, de 17 anos, que­ria mes­mo usar a cami­sa 30, do ído­lo Stephen Cur­ry, estre­la da NBA. Não foi pos­sí­vel, mas Isa­do­ra fez jus ao uni­for­me que uti­li­zou. A garo­ta foi a pro­ta­go­nis­ta do time pau­lis­ta na deci­são do bas­que­te con­tra o Para­ná, no giná­sio do Sesi de Ribei­rão Pre­to (SP), no sába­do (16) à tar­de. As anfi­triãs ganha­ram por 77 a 61 e asse­gu­ra­ram a 107ª e últi­ma meda­lha do esta­do no even­to, sen­do a 45ª dou­ra­da. O deta­lhe é que, lá atrás, o espor­te com bola que mexia com Isa­do­ra era outro.

“Sem­pre gos­tei mui­to de fute­bol, mas minha mãe não me dei­xou jogar. Quan­do tinha 9 anos, minha tia me levou ao bas­que­te, come­cei a trei­nar e estou até hoje. Ain­da gos­to de fute­bol, mas sou apai­xo­na­da por bas­que­te”, con­tou a garo­ta, que tam­bém é fã de Tai­ná Pai­xão, arma­do­ra da sele­ção bra­si­lei­ra e que, inclu­si­ve, já dis­pu­tou os Jogos da Juven­tu­de.

16.09.2023- Jogos da Juventude 2023 - Ribeirao Preto (SP) - de 01 a 16 de Setembro - Basquete Feminino - 1 Divisao - Final - SP X PR - Foto:Alexandre Loureiro/COB
Repro­du­ção: 16.09.2023- Jogos da Juven­tu­de 2023 — Ribei­rao Pre­to (SP) — de 01 a 16 de Setem­bro — Bas­que­te Femi­ni­no — 1 Divi­sao — Final — SP X PR — Foto:Alexandre Loureiro/COB — Ale­xan­dre Loureiro/COB

Com­pa­nhei­ra de time de Isa­do­ra, Gio­va­na Vic­tó­ria tam­bém foi do fute­bol para o bas­que­te, onde faz valer a esta­tu­ra pri­vi­le­gi­a­da de 1,90 metro, ten­do somen­te 16 anos. Mui­tas das ces­tas pau­lis­tas na final sur­gi­ram de bolas recu­pe­ra­das por Gio­va­na. O entro­sa­men­to se expli­ca: a base da equi­pe de São Pau­lo foi for­ma­da por atle­tas de Ita­ti­ba (SP), ven­ce­do­ras dos Jogos Aber­tos da Juven­tu­de do esta­do, em Tatuí (SP).

“A gen­te lutou até o final, não desis­tiu em nenhum momen­to. Vie­mos com isso na cabe­ça, de que éra­mos boas e pode­ría­mos ganhar”, cele­brou Gio­va­na, que tem como refe­rên­cia a pivô Ali­ne Mou­ra, joga­do­ra da sele­ção bra­si­lei­ra, cam­peã da edi­ção des­te ano da Liga de Bas­que­te Femi­ni­no (LBF) pelo Sesi Ara­ra­qua­ra e tam­bém de Ita­ti­ba.

Se a final femi­ni­na foi ven­ci­da pelo esta­do que ter­mi­nou os Jogos na lide­ran­ça do qua­dro de meda­lhas, a mas­cu­li­na — que decre­tou o últi­mo cam­peão do even­to de 2023 — deci­diu, tam­bém, o segun­do lugar geral. Em um con­fron­to dire­to entre Rio de Janei­ro e San­ta Cata­ri­na, os flu­mi­nen­ses ganha­ram por 76 a 58 e che­ga­ram ao 24º ouro em Ribei­rão Pre­to, dois a mais que os cata­ri­nen­ses.

Mes­mo assim, a pre­sen­ça da equi­pe do Sul na deci­são, por si só, ren­deu uma das boas his­tó­ri­as dos Jogos. Foi para ver os filhos em qua­dra na final que as famí­li­as de Hen­ri­que Faust e Gabri­el Vig­no­la se mobi­li­za­ram para enca­rar cer­ca de 900 quilô­me­tros de Rio do Pei­xe (SC) até a sede do even­to.

“A gen­te con­ver­sou e deci­diu: se eles forem para a final, vamos jun­tos. Eles ven­ce­ram e não íamos dei­xá-los na mão, era um com­pro­mis­so. Foram 14 horas de via­gem de car­ro. Seria um momen­to impor­tan­te para eles, inde­pen­den­te­men­te do resul­ta­do”, dis­se Vanil­lo Vig­no­la, poli­ci­al mili­tar e pai de Gabri­el.

“Foi uma lou­cu­ra [risos]. Esta­va no inter­va­lo [da semi­fi­nal] e fui arru­man­do as coi­sas, toman­do banho. Quan­do deu o final do jogo, pega­mos a estra­da. Fomos até Curi­ti­ba, tenho uma irmã que mora ali. Dor­mi­mos e às seis da manhã via­ja­mos. Deram acho que umas nove horas de Curi­ti­ba até aqui”, com­ple­tou Mau­ri­na da Sil­va, cabe­le­rei­ra e mãe de Hen­ri­que.

Próxima parada

16.09.2023- Jogos da Juventude 2023 - Ribeirao Preto (SP) - de 01 a 16 de Setembro - Basquete Feminino - 1 Divisao - Final - SP X PR - Foto:Alexandre Loureiro/COB
Repro­du­ção: 16.09.2023- Jogos da Juven­tu­de 2023 — Ribei­rao Pre­to (SP) — de 01 a 16 de Setem­bro — Bas­que­te Femi­ni­no — 1 Divi­sao — Final — SP X PR — Foto:Alexandre Loureiro/COB — Ale­xan­dre Loureiro/COB

Após reu­ni­rem cer­ca de qua­tro mil atle­tas em 18 moda­li­da­des, durante16 dias de com­pe­ti­ção, os Jogos em Ribei­rão Pre­to che­ga­ram ao fim, mas os pró­xi­mos já têm lugar para acon­te­cer. Em 2024, o even­to retor­na­rá a Blu­me­nau (SC), que o sedi­ou em 2019, últi­ma edi­ção antes da pan­de­mia da covid-19. A data ain­da será defi­ni­da.

“Temos abso­lu­ta cer­te­za de que, cin­co anos depois, temos uma rede hote­lei­ra mai­or e melhor, mais ins­ta­la­ções espor­ti­vas e melho­res. Aque­las que ain­da não melho­ra­mos, sofre­rão inter­ven­ção até o iní­cio dos Jogos. Os atle­tas que esti­ve­rem conos­co, cer­ta­men­te, encon­tra­rão uma estru­tu­ra dig­na do even­to”, garan­tiu o coor­de­na­dor do Comi­tê Orga­ni­za­dor Local dos Jogos em Blu­me­nau, Pau­lo Fun­ke.

“Tive­mos uma edi­ção for­mi­dá­vel [em Ribei­rão Pre­to], com cin­co mil pes­so­as, entre atle­tas, ofi­ci­ais, téc­ni­cos e árbi­tros, além de novas moda­li­da­des olím­pi­cas. A ideia é ter­mos um even­to cada vez mais robus­to. Para isso, temos de vol­tar para casa, refle­tir sobre como foi, de fato, a edi­ção de 2023 para, aí sim, deci­dir­mos sobre a inclu­são de novos espor­tes”, con­cluiu o dire­tor dos Jogos da Juven­tu­de e mem­bro do Comi­tê Olím­pi­co do Bra­sil (COB), Ken­ji Sai­to.

Edi­ção: Aécio Ama­do

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

Após 5 anos, Bahia e Vitoria voltam a disputar uma final do Baianão

Repro­du­ção: © Tia­go Caldas/EC Bahia/Direitos reser­va­dos TV Brasil transmite o jogo de ida da decisão …