...
sábado ,25 maio 2024
Home / Noticias / Cappelli descarta federalização de caso de médicos no Rio

Cappelli descarta federalização de caso de médicos no Rio

Repro­du­ção: © Fer­nan­do Frazão/Agência Bra­sil

Ortopedistas foram mortos a tiros em quiosque na Barra da Tijuca


Publi­ca­do em 05/10/2023 — 20:33 Por Ana Cris­ti­na Cam­pos — Repór­ter da Agên­cia Bra­sil — Rio de Janei­ro

ouvir:

O secre­tá­rio exe­cu­ti­vo do Minis­té­rio da Jus­ti­ça e Segu­ran­ça Públi­ca, Ricar­do Capel­li, dis­se, nes­ta quin­ta-fei­ra (5), no Rio de Janei­ro, que não está em pau­ta a fede­ra­li­za­ção do assas­si­na­to a tiros de três médi­cos em um qui­os­que na Bar­ra da Tiju­ca, na zona oes­te do Rio, na madru­ga­da de hoje. Um quar­to médi­co bale­a­do está inter­na­do em esta­do está­vel no Hos­pi­tal Lou­ren­ço Jor­ge. A polí­cia bus­ca os envol­vi­dos no cri­me.

“Esta­mos des­de o iní­cio do dia com a nos­sa equi­pe da Polí­cia Fede­ral apoi­an­do a Polí­cia Civil do esta­do do Rio com infor­ma­ções de inte­li­gên­cia. A Polí­cia Fede­ral tem um ban­co de infor­ma­ções bas­tan­te robus­to e impor­tan­te para apoi­ar as inves­ti­ga­ções”, dis­se Cap­pel­li, após dar pales­tra no Rio Inno­va­ti­on Week 2023.

Sobre uma pos­sí­vel linha de inves­ti­ga­ção, o secre­tá­rio exe­cu­ti­vo afir­mou não ser pru­den­te comen­tar inves­ti­ga­ções em cur­so. “A gen­te tem que ter mui­ta pru­dên­cia e con­fi­ar no tra­ba­lho téc­ni­co fei­to pelas polí­ci­as. Tenho con­fi­an­ça que a gen­te vai con­se­guir avan­çar. Creio que, em bre­ve, con­se­gui­re­mos elu­ci­dar esse cri­me ina­cei­tá­vel”, dis­se

O gover­na­dor Cláu­dio Cas­tro, do esta­do do Rio, rece­be­rá, nes­ta sex­ta-fei­ra (6), o secre­tá­rio exe­cu­ti­vo do Minis­té­rio da Jus­ti­ça e Segu­ran­ça Públi­ca, no Palá­cio Gua­na­ba­ra, para tra­tar do assas­si­na­to dos orto­pe­dis­tas e do apoio do gover­no fede­ral para o com­ba­te ao cri­me no Com­ple­xo da Maré, na zona nor­te da cida­de.

Vítimas

Die­go Ralf Bom­fim, de 35 anos, era irmão da depu­ta­da fede­ral Sâmia Bon­fim (PSOL-SP). Foi médi­co resi­den­te no Ins­ti­tu­to de Orto­pe­dia e Trau­ma­to­lo­gia do Hos­pi­tal das Clí­ni­cas da Facul­da­de de Medi­ci­na da Uni­ver­si­da­de de São Pau­lo (USP) entre 2020 e 2021. Ele fazia par­te da Rede D’Or, em São Pau­lo.

Mar­cos de Andra­de Cor­sa­to, de 62 anos, era médi­co assis­ten­te do Ins­ti­tu­to de Orto­pe­dia e Trau­ma­to­lo­gia do Hos­pi­tal das Clí­ni­cas da Facul­da­de de Medi­ci­na da Uni­ver­si­da­de de São Pau­lo (USP) des­de 1992. Fazia par­te do cor­po clí­ni­co do Hos­pi­tal Sírio-Liba­nês de São Pau­lo.

“É com pro­fun­da tris­te­za que a Soci­e­da­de Bene­fi­cen­te de Senho­ras Hos­pi­tal Sírio-Liba­nês rece­beu a notí­cia sobre a mor­te do Dr. Mar­cos de Andra­de Cor­sa­to, mem­bro valo­ro­so e dedi­ca­do do nos­so cor­po clí­ni­co e com uma pas­sa­gem de nove anos pelo nos­so pron­to aten­di­men­to. Sua par­ti­da repen­ti­na dei­xa um vazio imen­su­rá­vel em nos­sa ins­ti­tui­ção e na comu­ni­da­de médi­ca como um todo”, diz a nota do hos­pi­tal. O ter­cei­ro médi­co mor­to é Per­seu Ribei­ro de Almei­da.

Edi­ção: Kle­ber Sam­paio

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

Caminhos da Reportagem revela os desafios da agricultura familiar

Repro­du­ção: © Fra­me: TV Bra­sil Atração jornalística vai ao ar neste domingo, às 22h, na TV …