...
quarta-feira ,28 fevereiro 2024
Home / Noticias / Comitiva federal visita áreas afetadas pelas chuvas em Santa Catarina

Comitiva federal visita áreas afetadas pelas chuvas em Santa Catarina

Repro­du­ção: © Dênio Simões/MIDR

Grupo é coordenado pelo ministro da Integração, Waldez Góes


Publi­ca­do em 25/11/2023 — 17:12 Por Alex Rodri­gues — Repór­ter da Agên­cia Bra­sil — Bra­sí­lia

ouvir:

Repre­sen­tan­tes do pri­mei­ro esca­lão do gover­no fede­ral retor­na­ram nes­te sába­do (25) a San­ta Cata­ri­na, onde visi­tam loca­li­da­des afe­ta­das pelas for­tes chu­vas dos últi­mos dois meses. Segun­do o gover­no esta­du­al, des­de o come­ço de outu­bro, 180 cida­des cata­ri­nen­ses decre­ta­ram situ­a­ção de emer­gên­cia ou de cala­mi­da­de públi­ca devi­do às con­sequên­ci­as de fenô­me­nos cli­má­ti­cos.

Coor­de­na­da pelo minis­tro da Inte­gra­ção e do Desen­vol­vi­men­to Regi­o­nal, Wal­dez Góes, a comi­ti­va fede­ral tam­bém con­ta com a pre­sen­ça do secre­tá­rio Naci­o­nal de Pro­te­ção e Defe­sa Civil, Wol­nei Wolff.

Pou­co antes de a comi­ti­va che­gar a Nave­gan­tes, no lito­ral nor­te cata­ri­nen­se, o minis­tro divul­gou um vídeo nas redes soci­ais em que afir­ma que a ida ao esta­do foi “reco­men­da­da” pelo pre­si­den­te da Repú­bli­ca, Luiz Iná­cio Lula da Sil­va, e visa refor­çar as ações de aju­da huma­ni­tá­ria e recons­tru­ção da infra­es­tru­tu­ra que os gover­nos fede­ral e esta­du­al vêm imple­men­tan­do, con­jun­ta­men­te.

Além de Nave­gan­tes, a comi­ti­va fede­ral tam­bém este­ve em Trom­bu­do Cen­tral, no Alto Vale do Ita­jaí, uma das regiões mais cas­ti­ga­das pelas con­sequên­ci­as dos recen­tes fenô­me­nos cli­má­ti­cos. Na segun­da para­da, os repre­sen­tan­tes fede­rais se encon­tra­ram com o gover­na­dor Jor­gi­nho Mel­lo, que afir­mou que esta é uma “das pio­res chei­as que San­ta Cata­ri­na já pas­sou”.

“Nes­te pri­mei­ro momen­to, nos­so foco é garan­tir o essen­ci­al: água, comi­da, col­chões e mate­ri­ais de higi­e­ne e lim­pe­za. Depois, vamos tra­tar da recons­tru­ção”, escre­veu Mel­lo em sua pági­na na rede soci­al X (anti­go Twit­ter).

Esta é a segun­da vez des­de o iní­cio de outu­bro que Góes visi­ta San­ta Cata­ri­na na com­pa­nhia de inte­gran­tes do gover­no fede­ral. Em 11 de outu­bro, Góes e os mem­bros da for­ça-tare­fa fede­ral visi­ta­ram algu­mas das cida­des atin­gi­das pelas for­tes chu­vas do come­ço do mês pas­sa­do. Na oca­sião, Góes anun­ci­ou o repas­se de mais de R$ 1,2 milhão ao gover­no cata­ri­nen­se, entre outras medi­das.

Na últi­ma ter­ça-fei­ra (21), Góes se reu­niu, em Bra­sí­lia, com depu­ta­dos e sena­do­res que inte­gram o Fórum Par­la­men­tar Cata­ri­nen­se e que, além de ori­en­ta­ções, pedi­ram pres­sa por par­te do gover­no fede­ral no reco­nhe­ci­men­to das situ­a­ções de emer­gên­cia e na libe­ra­ção de recur­sos fede­rais para as ações de pre­ven­ção e aten­di­men­to à popu­la­ção afe­ta­da pelas con­sequên­ci­as dos fenô­me­nos cli­má­ti­cos. No iní­cio des­ta sema­na, o gover­no cata­ri­nen­se che­gou a con­ta­bi­li­zar 5.858 pes­so­as desa­bri­ga­das, ou seja, que, sem ter mais para onde ir, tive­ram que bus­car um abri­go públi­co ou de algu­ma ins­ti­tui­ção assis­ten­ci­al.

“É pre­ci­so dei­xar cla­ro que a velo­ci­da­de depen­de mui­to tam­bém dos muni­cí­pi­os [pre­fei­tu­ras], pois não tem como libe­rar­mos recur­so ou decre­tar­mos situ­a­ção de emer­gên­cia ou esta­do de cala­mi­da­de públi­ca sem que cada pre­fei­tu­ra ou gover­no esta­du­al siga todos os trâ­mi­tes neces­sá­ri­os”, com­ple­tou o minis­tro.

Ele lem­brou que, no fim de outu­bro, o gover­no fede­ral publi­cou a Medi­da Pro­vi­só­ria (MP) 1.191/2023, abrin­do cré­di­to extra­or­di­ná­rio de R$ 259 milhões para o minis­té­rio trans­fe­rir a muni­cí­pi­os de todo o país recur­sos para inves­ti­rem em pro­je­tos de pro­te­ção e defe­sa civil e des­pe­sas urgen­tes e impre­vi­sí­veis, como as decor­ren­tes de cala­mi­da­des públi­cas. Embo­ra já este­ja em vigor, a medi­da pre­ci­sa ser ana­li­sa­da pelo Con­gres­so Naci­o­nal, que tem 60 dias para rejei­tar ou apro­var a pro­pos­ta e a con­ti­nui­da­de dos gas­tos.

Edi­ção: Juli­a­na Andra­de

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

Mais de 1,5 mil organizações sociais vão elaborar sugestões ao G20

Repro­du­ção: © Fer­nan­do Frazão/Agência Bra­sil Grupo chamado de C20 preparará documento até junho Publi­ca­do em …