DF, ES, GO, MG e RJ têm risco de tempestades a partir desta quarta

DF, ES, GO, MG e RJ têm risco de tempestades a partir desta quarta

Chuvas intensas podem prosseguir até o final de semana   Publicado em 21/01/2020 – 23:07 Por Agência Brasil * Brasília O governo federal emitiu na noite de hoje (21) um alerta conjunto para a possibilidade Continue lendo »

Mudança de horário de desfile de megablocos não agrada dirigentes

Mudança de horário de desfile de megablocos não agrada dirigentes

Simpatia é Quase Amor e Banda de Ipanema protestam contra medida Publicado em 19/01/2020 – 19:30 Por Alana Gandra – Repórter da Agência Brasil * Rio de Janeiro A mudança no horário dos desfiles de Continue lendo »

Whatsapp foi o app mais baixado no Brasil e no mundo em 2019

Whatsapp foi o app mais baixado no Brasil e no mundo em 2019

Publicado em 19/01/2020 – 08:00 Por Jonas Valente – Repórter Agência Brasil  * Brasília O aplicativo, ou app, Whatsapp foi o que apresentou o maior número de usuários no mundo e no Brasil. A Continue lendo »

Obra interativa de Jorge Pardo ocupa Octógono da Pinacoteca em SP

Obra interativa de Jorge Pardo ocupa Octógono da Pinacoteca em SP

Composta por 14 peças, instalação vai até o dia 2 de março Publicado em 18/01/2020 – 08:00 Por Elaine Patricia Cruz – Repórter da Agência Brasil  * Brasília Até o dia 2 de março, Continue lendo »

ANTT atualiza tabela dos valores do piso mínimo do frete

ANTT atualiza tabela dos valores do piso mínimo do frete

Resolução está publicada no Diário Oficial da União Publicado em 16/01/2020 – 17:20 Por Luciano Nascimento – Repórter da Agência Brasil  * Brasília A Agência Nacional de Transporte Terrestres (ANTT) publicou hoje Continue lendo »

 

Congresso mantém veto a propaganda partidária na TV e no rádio

Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil (Reprodução)

Sessão foi encerrada antes do previsto, após obstrução de partidos


Publicado em 03/12/2019 – 21:28

Por Marcelo Brandão – Repórter da Agência Brasil * Brasília


O Congresso Nacional manteve, na noite de hoje (3), o veto presidencial à recriação da propaganda partidária semestral na televisão e no rádio. A votação ocorreu em sessão conjunta da Câmara e do Senado. O veto chegou a ser derrubado pelos deputados, mas foi mantido no Senado, por uma margem estreita.

Para ser derrubado, um veto precisa ter maioria absoluta em ambas as Casas – 41 votos no Senado e 257 votos na Câmara. Entre os deputados, foram 277 votos pela derrubada do veto, mas no Senado foram apenas 39, mantendo assim o veto presidencial.

A propaganda partidária na TV e no rádio foi extinta em 2017. Eram propagandas veiculadas semestralmente pelos partidos, fora do período eleitoral. De acordo com parlamentares favoráveis ao veto, a medida custaria R$ 460 milhões por ano aos cofres públicos.

Partidos como o Novo, autor do destaque, Podemos e Rede se posicionaram a favor do veto. Já os partidos maiores, muitos do chamado “centrão”, foram derrotados.

O destaque seguinte propunha a manutenção do veto sobre o uso do fundo eleitoral para pagamento de multas eleitorais. Além disso, o destaque, apresentado pela Rede, também defendia a manutenção de outro veto presidencial – o que impedia mudanças nas condições de inelegibilidade, no contexto da Lei da Ficha Limpa.

Vários partidos então – como PT, PL, PSD, Republicanos, PSDB, PSB, PDT, DEM, Solidariedade e PCdoB – obstruíram a votação, obrigando o presidente do Congresso, senador Davi Alcolumbre, a encerrar a sessão.


Edição: Denise Griesinger
ATENÇÃO: Proibida a reprodução total ou parcial, sem autorização.
+ +
516818f96ee4c6a670af1c633b42627e jt0PqJln__RF0EooOzTmEF_pmqiQsbQDTN2dzQeL1rY