...
quinta-feira ,20 junho 2024
Home / Noticias do Mundo / Covax: OMS denuncia desigualdade na distribuição de vacinas

Covax: OMS denuncia desigualdade na distribuição de vacinas

Diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom
Repro­du­ção: © REUTERS/Denis Balibouse/Direitos Reser­va­dos

Programa das Nações Unidas completa um ano


Publi­ca­do em 23/04/2021 — 07:30 Por RTP — Gene­bra

RTP - Rádio e Televisão de Portugal

As vaci­nas con­tra a covid-19 con­ti­nu­am a não che­gar aos paí­ses mais pobres. A denún­cia foi fei­ta pelo dire­tor-geral da Orga­ni­za­ção Mun­di­al da Saú­de (OMS), Tedros Adha­nom, no dia em que se come­mo­ra o pri­mei­ro ani­ver­sá­rio do pro­gra­ma Covax, das Nações Uni­das, cujo obje­ti­vo é garan­tir que todos os paí­ses tenham aces­so à vaci­na­ção.

“Qua­se 900 milhões de doses de vaci­nas foram dis­tri­buí­das glo­bal­men­te, mas mais de 81% foram para paí­ses de ren­di­men­tos médios/altos a altos, enquan­to os paí­ses de bai­xos ren­di­men­tos rece­be­ram ape­nas 0,3%”, dis­se o dire­tor.

Tedros Adha­nom já tinha denun­ci­a­do, por vári­as vezes, o que con­si­de­ra a injus­ta dis­tri­bui­ção de vaci­nas e ape­la­do aos paí­ses mais ricos que par­ti­lhem as doses em exces­so para aju­dar a vaci­nar os pro­fis­si­o­nais de saú­de de paí­ses pobres.

Até ago­ra, o Covax dis­tri­buiu 40,5 milhões de doses a 118 paí­ses e pre­ten­de alcan­çar 2 bilhões de doses até o fim des­te ano.

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

Brasil repudia massacre de palestinos famintos: “situação intolerável”

Repro­du­ção: © Fotos REUTERS/Shadi  Taba­ti­bi Em nota, Itamaraty diz que ação não tem qualquer limite …