...
domingo ,14 abril 2024
Home / Saúde / Dengue: adolescentes de 12 a 14 anos já podem se vacinar no DF

Dengue: adolescentes de 12 a 14 anos já podem se vacinar no DF

Repro­du­ção: © Pau­lo H. Carvalho/Agência Bra­sil

Imunização continua para crianças de 10 e 11 anos


Publicado em 05/03/2024 — 14:59 Por Paula Laboissière – Repórter da Agência Brasil — Brasília

ouvir:

Ado­les­cen­tes de 12, 13 e 14 anos já podem rece­ber a dose con­tra a den­gue no Dis­tri­to Fede­ral. De acor­do com a Secre­ta­ria de Saú­de, 81 salas de vaci­na­ção foram pre­pa­ra­das para aten­der o gru­po. A imu­ni­za­ção con­tra a den­gue segue aber­ta para cri­an­ças de 10 e 11 anos.

Em nota, a secre­ta­ria infor­mou que o gover­no do Dis­tri­to Fede­ral faz moni­to­ra­men­to diá­rio do núme­ro de cri­an­ças aten­di­das nos pos­tos de saú­de e optou pela ampli­a­ção da fai­xa etá­ria no intui­to de atin­gir mais rapi­da­men­te a cober­tu­ra pre­vis­ta.

A pas­ta rece­beu 71.702 doses em 8 de feve­rei­ro e a vaci­na­ção de cri­an­ças de 10 e 11 anos come­çou no dia seguin­te, con­for­me ori­en­ta­ção do Minis­té­rio da Saú­de. Até o últi­mo sába­do (2), ape­nas 25.310 doses havi­am sido apli­ca­das, sen­do que a data de vali­da­de pre­vis­ta é 30 de abril.

“Por enquan­to, não há pre­vi­são para envio de novas doses de vaci­nas con­tra a den­gue e, por esse moti­vo, o públi­co-alvo da cam­pa­nha fica­rá res­tri­to no momen­to às cri­an­ças e ado­les­cen­tes de 10 a 14 anos”, des­ta­cou o comu­ni­ca­do.

Orientações

A pas­ta pede que pais ou res­pon­sá­veis com­pa­re­çam a um dos pon­tos de vaci­na­ção com um docu­men­to de iden­ti­fi­ca­ção da cri­an­ça ou ado­les­cen­te e a cader­ne­ta de vaci­na­ção. Caso a pes­soa tenha sido diag­nos­ti­ca­da com den­gue, é neces­sá­rio aguar­dar seis meses para ini­ci­ar o esque­ma vaci­nal.

Três meses após a pri­mei­ra dose, é pre­ci­so retor­nar a um local de vaci­na­ção para rece­ber a segun­da dose. Se hou­ver con­ta­mi­na­ção por den­gue após a pri­mei­ra dose, a ori­en­ta­ção é man­ter a data pre­vis­ta para a segun­da dose, des­de que haja um inter­va­lo de 30 dias entre a infec­ção e a segun­da dose.

A vaci­na­ção con­tra a den­gue não é indi­ca­da para pes­so­as com imu­no­de­fi­ci­ên­cia con­gê­ni­ta ou adqui­ri­da, incluin­do paci­en­tes em tera­pi­as imu­nos­su­pres­so­ras, com infec­ção por HIV sin­to­má­ti­ca ou com evi­dên­cia de fun­ção imu­no­ló­gi­ca com­pro­me­ti­da, além de pes­so­as com hiper­sen­si­bi­li­da­de às subs­tân­ci­as lis­ta­das na bula.

Edi­ção: Maria Clau­dia

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

Estado do Rio mantém decreto de epidemia para dengue

Repro­du­ção: © Edu Kapps/SMS Mais cedo, capital do estado anunciou fim da epidemia Publicado em …