...
domingo ,14 julho 2024
Home / Educação / Enem: contribuição de mulheres nas ciências da saúde é tema de redação

Enem: contribuição de mulheres nas ciências da saúde é tema de redação

Repro­dução: © Val­ter Campanato/Agência Brasil

Exame foi reaplicado hoje para mais de 340 mil candidatos


Pub­li­ca­do em 09/01/2022 — 17:05 Por Bruno Boc­chi­ni — Repórter da Agên­cia Brasil — São Paulo

O tema da redação da reapli­cação do Exame Nacional do Ensi­no Médio (Enem), real­iza­da hoje (9), é “Recon­hec­i­men­to da Con­tribuição das Mul­heres nas Ciên­cias da Saúde no Brasil”, infor­mou o min­istro da Edu­cação, Mil­ton Ribeiro, em suas redes soci­ais. Mais de 340 mil can­didatos tiver­am neste domin­go a reapli­cação das provas, des­ti­na­da a quem esta­va inscrito no teste reg­u­lar, mas teve a apli­cação prej­u­di­ca­da de algu­ma for­ma, e às pes­soas pri­vadas de liber­dade ou sob medi­da socioe­d­uca­ti­va que inclua pri­vação de liber­dade (Enem PPL). O segun­do dia da avali­ação ocorre no próx­i­mo domin­go (16). 

Nes­ta edição, par­tic­i­param tam­bém da reapli­cação os can­didatos inscritos no Enem 2020 que tiver­am dire­ito à isenção da taxa de inscrição e não com­pare­ce­r­am às provas daque­le ano. Pelas regras do exame, eles perde­ri­am o dire­ito a não pagar a taxa, mas por causa da pan­demia, por decisão do Supre­mo Tri­bunal Fed­er­al (STF), ess­es can­didatos tiver­am novo pra­zo de inscrição no Enem 2021 e a isenção nova­mente garan­ti­da.

Assim como no Enem reg­u­lar, os par­tic­i­pantes fazem, em dois domin­gos segui­dos, qua­tro provas obje­ti­vas de 180 questões no total, sendo 45 questões em cada área do con­hec­i­men­to: lin­gua­gens, ciên­cias humanas, ciên­cias da natureza e redação.

Além da redação dis­ser­ta­ti­va-argu­men­ta­ti­va, os can­didatos respon­dem 90 questões obje­ti­vas: 45 delas dos com­po­nentes lin­gua­gens, códi­gos e suas tec­nolo­gias, e 45 de ciên­cias humanas e suas tec­nolo­gias. No próx­i­mo domin­go será a vez das provas de ciên­cias da natureza e suas tec­nolo­gias, e matemáti­ca e suas tec­nolo­gias.

As notas do Enem podem ser usadas para aces­so ao Sis­tema de Seleção Unifi­ca­da (Sisu) e ao Pro­gra­ma Uni­ver­si­dade para Todos (ProUni). Para tan­to, o can­dida­to não pode tirar nota zero na redação. Os par­tic­i­pantes do Enem podem ain­da pleit­ear finan­cia­men­to estu­dan­til em pro­gra­mas do gov­er­no, como o Fun­do de Finan­cia­men­to Estu­dan­til (Fies), e se can­di­datar a uma vaga em insti­tu­ições de ensi­no supe­ri­or por­tugue­sas que têm con­vênio com o Insti­tu­to Nacional de Estu­dos e Pesquisas Edu­ca­cionais Aní­sio Teix­eira (Inep).

Nota zero

Segun­do o edi­tal do Enem, são motivos para zer­ar a redação:

• fuga total do tema pro­pos­to;

• não obe­diên­cia ao tipo dis­ser­ta­ti­vo-argu­men­ta­ti­vo;

• exten­são de até sete lin­has man­u­scritas, qual­quer que seja o con­teú­do, ou exten­são de até dez lin­has escritas no sis­tema braille;

• cópia de texto(s) da pro­va de redação e/ou do cader­no de questões sem que haja pelo menos oito lin­has de pro­dução própria do par­tic­i­pante;

• impropérios, desen­hos e out­ras for­mas proposi­tais de anu­lação, em qual­quer parte da fol­ha de redação;

• números ou sinais grá­fi­cos sem função clara em qual­quer parte do tex­to ou da fol­ha de redação;

• parte delib­er­ada­mente desconec­ta­da do tema pro­pos­to;

• assi­natu­ra, nome, ini­ci­ais, apeli­do, codi­nome ou rubri­ca fora do local dev­i­da­mente des­ig­na­do para a assi­natu­ra do par­tic­i­pante;

• tex­to pre­dom­i­nante ou inte­gral­mente escrito em lín­gua estrangeira;

• fol­ha de redação em bran­co, mes­mo que haja tex­to escrito na fol­ha de ras­cun­ho;

• tex­to ilegív­el, que impos­si­bilite sua leitu­ra por dois avali­adores inde­pen­dentes.

Edição: Graça Adju­to

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

Lula defende educação e lança programa Mais Ciência na Escola

Repro­dução: © Ricar­do Stuck­ert / PR Presidente e primeira-dama recebem medalha de ouro da Obmep …