...
domingo ,14 julho 2024
Home / Noticias / Escolas do DF passam a ter plano para aumentar segurança dos alunos

Escolas do DF passam a ter plano para aumentar segurança dos alunos

Repro­dução: © Marce­lo Camargo/Agência Brasil

Medida será destinada a instituições públicas e privadas


Pub­li­ca­do em 13/04/2023 — 20:24 Por Gabriel Brum — Repórter Rádio Nacional — Brasília

ouvir:

As esco­las públi­cas e pri­vadas do Dis­tri­to Fed­er­al vão faz­er parte do plano para aumen­tar a segu­rança nas unidades de ensi­no. Crech­es e uni­ver­si­dades tam­bém vão ser aten­di­das. O gov­er­no dis­tri­tal deu mais infor­mações sobre as ações nes­ta quin­ta-feira (13).

A secretária de Edu­cação, Hélvia Paranaguá, disse que todos os dire­tores esco­lares vão ser ori­en­ta­dos sobre como agir. “Nós temos que infor­mar à poli­cia tudo o que acon­tece den­tro da esco­la. Se teve um movi­men­to estran­ho, os alunos entregam: um estu­dantes chega e diz: ‘tia, tem uns meni­nos con­ver­san­do isso e aqui­lo’, e o dire­tor tem que saber exata­mente o que vai faz­er. O nos­so reg­i­men­to pre­vê inclu­sive que, em casos extremos e necessários, a própria direção da esco­la pode abrir a mochi­la da cri­ança.”

O secretário de Segu­rança Públi­ca, San­dro Ave­lar, disse que o efe­ti­vo do batal­hão esco­lar vai ser reforça­do, mas não falou em números por ser um dado estratégi­co.

Ave­lar pediu que os pais aju­dem a con­tro­lar o que os fil­hos fazem na inter­net e observem o que car­regam nas mochi­las. “Não per­mi­tam que os fil­hos trans­portem, por exem­p­lo, armas bran­cas. Esse con­t­role pode até ter­mi­nar na segu­rança pub­li­ca, e, se for o caso, esta­mos pron­tos para isso. Mas esse con­t­role começa den­tro das nos­sas residên­cias, den­tro das nos­sas fam­lias cujos pais pre­sume-se que este­jam fis­cal­izan­do os fil­hos.”

Out­ro pon­to reforça­do pelo secretário foi que a pop­u­lação faça denún­cias, mas que os trotes vão ser com­bat­i­dos, porque atra­pal­ham o tra­bal­ho das forças de segu­rança. Ess­es casos podem rece­ber mul­ta de R$ 4 mil.

No iní­cio da sem­ana, o GDF já havia anun­ci­a­do algu­mas medi­das como aumen­to da vig­ilân­cia na inter­net e reforço do poli­ci­a­men­to nas esco­las. Inclu­sive, 60 unidades mais vul­neráveis vão ter uma atenção maior.

Canal

Denún­cias sobre ameaças de ataques podem ser feitas ao canal Esco­la Segu­ra, cri­a­do pelo Min­istério da Justiça e Segu­rança Públi­ca, em parce­ria com Safer­Net Brasil. As infor­mações envi­adas ao canal serão man­ti­das sob sig­i­lo e não há iden­ti­fi­cação do denun­ciante.

Acesse o site para faz­er uma denún­cia.

Em caso de emergên­cia, a ori­en­tação é lig­ar para o 190 ou para a del­e­ga­cia de polí­cia mais próx­i­ma.

Edição: Sâmia Mendes / Alessan­dra Esteves

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

F20: favelas cariocas promovem fórum de debates sociais de olho no G20

Repro­dução: © Fer­nan­do Frazão/Agência Brasil Objetivo é ampliar participação das comunidades na cúpula Publicado em …