...
sexta-feira ,19 abril 2024
Home / Noticias / Escritor Itamar Vieira Junior é o entrevistado do Trilha de Letras

Escritor Itamar Vieira Junior é o entrevistado do Trilha de Letras

Repro­du­ção: © TV/Brasil/Divulgação

Um dos temas abordados é o best-seller Torto Arado (2019)


Publi­ca­do em 08/11/2023 — 08:32 Por EBC — Bra­sí­lia

ouvir:

O segun­do pro­gra­ma iné­di­to da nova tem­po­ra­da do Tri­lha de Letras, pro­du­ção sema­nal da TV Bra­sil, traz uma ins­ti­gan­te con­ver­sa do escri­tor Ita­mar Viei­ra Juni­or com a apre­sen­ta­do­ra Eli­a­na Alves Cruz nes­ta quar­ta-fei­ra (8), às 22h. A entre­vis­ta exclu­si­va foi gra­va­da na Bibli­o­Mai­son, bibli­o­te­ca do Con­su­la­do da Fran­ça no Rio de Janei­ro.

O con­vi­da­do des­ta­ca seu mais recen­te livro, Sal­var o Fogo (2023), e lê um tre­cho des­sa sequên­cia do best-sel­ler Tor­to Ara­do (2019), na atra­ção que fica dis­po­ní­vel no apli­ca­ti­vo TV Bra­sil Play. O con­teú­do tam­bém tem uma ver­são na Rádio MEC, no ar às quar­tas, mais tar­de, às 23h.

A nova publi­ca­ção do autor bai­a­no é a segun­da par­te de uma tri­lo­gia ini­ci­a­da com a elo­gi­a­da obra que ren­deu a Ita­mar o Jabu­ti na cate­go­ria Roman­ce Lite­rá­rio, além de diver­sas outras pre­mi­a­ções como o LeYa e o Oce­a­nos. Suces­so com mais de 900 mil exem­pla­res ven­di­dos, o livro Tor­to Ara­do ain­da foi tema de uma ques­tão na pri­mei­ra pro­va do Exa­me Naci­o­nal do Ensi­no Médio (Enem) este ano, no iní­cio de novem­bro.

Duran­te o papo, o entre­vis­ta­do revi­si­ta o pre­mi­a­do títu­lo, que pri­mei­ro con­quis­tou a crí­ti­ca por­tu­gue­sa antes de ser lan­ça­do no Bra­sil. Ita­mar expli­ca os pon­tos de inter­sec­ção entre Tor­to Ara­do e seu novo roman­ce, Sal­var o Fogo.

“A ques­tão prin­ci­pal é ima­gi­nar nos­sa rela­ção com a ter­ra, com o chão. Estou pen­san­do não só na ter­ra que é cul­ti­va­da, mas tam­bém no chão que a gen­te pisa na nos­sa casa e nas ruas da nos­sa cida­de. A vida huma­na é indis­so­ciá­vel do ter­ri­tó­rio. E mui­tas pes­so­as estão pri­va­das dis­so”, comen­ta o céle­bre autor.

O qua­dro Dan­do a Letra, com uma dica sema­nal de lei­tu­ra, tem a par­ti­ci­pa­ção da book­tu­ber Tamy Ghan­nam que indi­ca o livro Fan­tas­ma, de Nil­ton Resen­de. O roman­ce traz uma nar­ra­ti­va con­tem­po­râ­nea que cap­ta o espí­ri­to dos tem­pos atu­ais a par­tir da pre­sen­ça de um quar­to de hos­pe­da­ria.

Brasil profundo e influências literárias

O escri­tor Ita­mar Viei­ra Juni­or con­ta para Eli­a­na Alves Cruz como sua expe­ri­ên­cia como geó­gra­fo e fun­ci­o­ná­rio públi­co do Ins­ti­tu­to Naci­o­nal de Colo­ni­za­ção e Refor­ma Agrá­ria (Incra) per­mi­tiu que ele conhe­ces­se melhor os rin­cões do cha­ma­do Bra­sil pro­fun­do. “A geo­gra­fia me deu a pos­si­bi­li­da­de de pen­sar a pai­sa­gem do roman­ce não como cená­rio ou pal­co, mas como mun­do vivo onde as per­so­na­gens estão tran­si­tan­do”, refle­te.

06/11/2023, Itamar Vieira Jr. aborda livro
Repro­du­ção: Ita­mar Viei­ra Juni­or é o entre­vis­ta­do des­ta quar­ta-fei­ra no pro­gra­ma Tri­lha de Letra — TV Brasil/Divulgação

Essa com­pre­en­são amplia os hori­zon­tes na visão do entre­vis­ta­do. “Pen­so que a lite­ra­tu­ra é uma semen­te que per­mi­te vis­lum­brar a his­tó­ria e a nos­sa exis­tên­cia de uma manei­ra mais sen­sí­vel. A lite­ra­tu­ra nos dá esses ele­men­tos de sub­je­ti­vi­da­de para que a gen­te pos­sa enten­der a his­tó­ria”, com­ple­ta.

A escri­ta à mão é outro assun­to em pau­ta que sur­ge na con­ver­sa. “Eu come­ço e gos­to de escre­ver à mão. Só o papel e a cane­ta é um mun­do sem dis­tra­ções. O tem­po da escri­ta cur­si­va acom­pa­nha o tem­po do raci­o­cí­nio. Então eu con­si­go me conec­tar comi­go mes­mo de uma manei­ra mais efi­ci­en­te.”

Ita­mar reve­la suas influên­ci­as lite­rá­ri­as, fala sobre ofi­ci­nas de escri­ta e dis­cor­re sobre viver de lite­ra­tu­ra. O autor ain­da abor­da a impor­tân­cia do res­ga­te da ances­tra­li­da­de e pon­tua a con­tri­bui­ção da nar­ra­ti­va fic­ci­o­nal para a for­ma­ção das novas gera­ções. “A lite­ra­tu­ra é um con­vi­te para o lei­tor ima­gi­nar e pen­sar o mun­do de uma manei­ra dife­ren­te”, defi­ne.

No decor­rer do papo, o con­vi­da­do recor­da pas­sa­gens de sua tra­je­tó­ria como a opor­tu­ni­da­de em que, aos 17 anos, conhe­ceu Jor­ge Ama­do e Zélia Gat­tai. Ita­mar res­sal­ta o aco­lhi­men­to e a segu­ran­ça que sen­tiu no encon­tro com os con­sa­gra­dos escri­to­res de clás­si­cos como Capi­tães da Areia (1937) e Anar­quis­tas, Gra­ças a Deus (1979), res­pec­ti­va­men­te.

Ele lem­bra que o aces­so aos auto­res mudou mui­to de lá para cá com o adven­to da inter­net. “Hoje man­te­mos redes soci­ais e par­ti­ci­pa­mos de fei­ras. Acho que isso incen­ti­va as pes­so­as a lerem. Con­quis­ta­mos mais lei­to­res com essa inte­ra­ção”, sali­en­ta Ita­mar sobre essa expe­ri­ên­cia de iden­ti­fi­ca­ção.

Sobre o programa

Tri­lha de Letras bus­ca deba­ter os temas mais atu­ais dis­cu­ti­dos pela soci­e­da­de por meio da lite­ra­tu­ra. A cada edi­ção, o pro­gra­ma rece­be um con­vi­da­do dife­ren­te. A atra­ção foi ide­a­li­za­da em 2016 pela jor­na­lis­ta Emí­lia Fer­raz, atu­al dire­to­ra do pro­gra­ma que entrou no ar em abril de 2017. Nes­ta tem­po­ra­da, os epi­só­di­os foram gra­va­dos na Bibli­o­Mai­son.

TV Bra­sil já pro­du­ziu três tem­po­ra­das do pro­gra­ma e rece­beu mais de 200 con­vi­da­dos naci­o­nais e estran­gei­ros. As duas pri­mei­ras tem­po­ra­das foram apre­sen­ta­das pelo escri­tor Rapha­el Mon­tes. A ter­cei­ra, por Katy Navar­ro, jor­na­lis­ta da Empre­sa Bra­sil de Comu­ni­ca­ção (EBC). A jor­na­lis­ta, escri­to­ra e rotei­ris­ta Eli­a­na Alves Cruz assu­me a quar­ta tem­po­ra­da, que tam­bém ganha uma ver­são na Rádio MEC.

A pro­du­ção exi­bi­da pelo canal públi­co às quar­tas, às 22h, tem horá­rio alter­na­ti­vo aos domin­gos, às 23h. O Tri­lha de Letras ain­da vai ao ar nas madru­ga­das de quar­ta para quin­ta e de domin­go para segun­da, na teli­nha. Já na pro­gra­ma­ção da Rádio MEC, o con­teú­do é apre­sen­ta­do às quar­tas, às 23h.

Ao vivo e on demand

Acom­pa­nhe a pro­gra­ma­ção da TV Bra­sil pelo canal aber­to, TV por assi­na­tu­ra e para­bó­li­ca. Sin­to­ni­ze: https://tvbrasil.ebc.com.br/comosintonizar.

Seus pro­gra­mas favo­ri­tos estão no TV Bra­sil Play, pelo site http://tvbrasilplay.com.br ou por apli­ca­ti­vo no smartpho­ne. O app pode ser bai­xa­do gra­tui­ta­men­te e está dis­po­ní­vel para Android e iOS. Assis­ta tam­bém pela WebTV: https://tvbrasil.ebc.com.br/webtv.

Serviço

Tri­lha de Letras – quar­ta, dia 8/11, às 22h, na TV Bra­sil
Tri­lha de Letras – quar­ta, dia 8/11, às 23h, na Rádio MEC
Tri­lha de Letras – quar­ta, dia 8/11, para quin­ta, dia 9/11, às 3h30, na TV Bra­sil
Tri­lha de Letras – domin­go, dia 12/11, às 23h, na TV Bra­sil
Tri­lha de Letras – domin­go, dia 12/11, para segun­da, dia 13/11, às 4h30, na TV Bra­sil

TV Brasil na internet e nas redes sociais

Site – https://tvbrasil.ebc.com.br
Face­bo­ok – https://www.facebook.com/tvbrasil
X (anti­go Twit­ter) – https://twitter.com/TVBrasil
Ins­ta­gram – https://www.instagram.com/tvbrasil
You­Tu­be – https://www.youtube.com/tvbrasil
Tik­Tok – https://www.tiktok.com/@tvbrasil
TV Bra­sil Play — http://tvbrasilplay.com.br

Rádio MEC na internet e nas redes sociais

Site: https://radios.ebc.com.br
Ins­ta­gram: https://www.instagram.com/radiomec
Spo­tify: https://open.spotify.com/user/radiomec
You­Tu­be: https://www.youtube.com/radiomec
Face­bo­ok: https://www.facebook.com/radiomec
Twit­ter: https://twitter.com/radiomec 
What­sApp: (21) 99710–0537

Como sintonizar a Rádio MEC

Rio de Janei­ro: FM 99,3 MHz e AM 800 kHz
Belo Hori­zon­te: FM 87,1 MHz
Bra­sí­lia: FM 87,1 MHz e AM 800 kHz
Para­bó­li­ca — Star One C2 — 3748,00 MHz — Ser­vi­ço 3
Celu­lar — App Rádi­os EBC para Android e iOS

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

Brasil deve recuperar 25 milhões de hectares de vegetação nativa

Repro­du­ção: © Symbiosis/ Divul­ga­ção Meta deve ser cumprida até 2030 Publicado em 15/04/2024 — 10:39 …