...
sexta-feira ,19 abril 2024
Home / Ciência, Tecnologia, inteligência artificial / Exposição no Rio mostra evolução do celular, inventado há 50 anos

Exposição no Rio mostra evolução do celular, inventado há 50 anos

Repro­du­ção: © Tânia Rêgo/Agência Bra­sil

Mostra começa em maio, no Museu do Amanhã


Publi­ca­do em 09/04/2023 — 11:12 Por Ala­na Gan­dra – Repór­ter da Agên­cia Bra­sil — Rio de Janei­ro

ouvir:

O tele­fo­ne celu­lar, bem como a pri­mei­ra liga­ção fei­ta por ele, com­ple­ta­ram 50 anos no últi­mo dia 3. Quan­do foi cri­a­do, pelo enge­nhei­ro ame­ri­ca­no Mar­tin Coo­per, nin­guém ima­gi­na­va que o apa­re­lho seria res­pon­sá­vel por uma revo­lu­ção na comu­ni­ca­ção e na vida das pes­so­as. Hoje, 5,22 bilhões de pes­so­as no mun­do usam celu­la­res. No Bra­sil, são 250 milhões de núme­ros. O pri­mei­ro apa­re­lho foi desen­vol­vi­do pela Moto­ro­la, em 1973.A

A par­tir do dia 23 de maio, a his­tó­ria des­sa inven­ção será con­ta­da no Museu do Ama­nhã, na Pra­ça Mauá, região por­tuá­ria do Rio de Janei­ro, na expo­si­ção Hi Tech Celu­lar 50, que já está sen­do mon­ta­da e vai mis­tu­rar tec­no­lo­gia e arte.

“É uma expo­si­ção que fala do pas­sa­do e do futu­ro, por­que não tem como com­pre­en­der o futu­ro sem relem­brar o pas­sa­do”, dis­se à Agên­cia Bra­sil o cura­dor e ide­a­li­za­dor da mos­tra, Miguel Col­ker, que acres­cen­ta: “tem um cami­nho his­tó­ri­co mas, no final, [a expo­si­ção] ques­ti­o­na quais são as pos­si­bi­li­da­des de impac­to do celu­lar na saú­de, na edu­ca­ção, na cul­tu­ra, na demo­cra­cia”.

A nar­ra­ti­va leva o públi­co por seis seções: Bura­co Negro, Mobi­li­da­de e Liber­da­de, Popu­la­ri­za­ção e Indi­vi­du­a­li­za­ção, Mul­ti­pli­ci­da­de, Exces­so e Labi­rin­to de Pos­si­bi­li­da­des. Em cada uma, o públi­co pode­rá mer­gu­lhar em expe­ri­ên­ci­as que mar­ca­ram as gera­ções dos apa­re­lhos celu­la­res e seus devi­dos impac­tos, com um con­vi­te final a refle­xão para o que ain­da está por vir. Os visi­tan­tes tam­bém terão a opor­tu­ni­da­de de conhe­cer um pro­tó­ti­po ori­gi­nal do Dyna­TAC 8000x, relí­quia cedi­da pela empre­sa Dyna LLC, do inven­tor e “pai” do celu­lar, Mar­tin Coo­per.

Brasil

O celu­lar che­gou ao Bra­sil no final da déca­da de 1980. O pri­mei­ro sis­te­ma de celu­lar implan­ta­do no país foi em1989, no Rio de Janei­ro.

Uma curi­o­si­da­de sobre o nome celu­lar é que o sis­te­ma de tele­fo­nia móvel se cha­ma­va, ori­gi­nal­men­te, sis­te­ma de célu­las, por­que con­sis­tia em dis­tri­buir ante­nas em peque­nas célu­las geo­grá­fi­cas espa­lha­das pela cida­de. Como não era pos­sí­vel ter uma ante­na que cobris­se a cida­de intei­ra, eram espa­lha­das ante­nas por toda cida­de.

Assim, se uma pes­soa que esti­ves­se em San­ta Tere­sa, no cen­tro do Rio, por exem­plo, e se des­lo­cas­se para Bota­fo­go, seria pos­sí­vel con­ti­nu­ar con­ver­san­do pelo celu­lar duran­te o tra­je­to.

Excessos

A mos­tra tam­bém cha­ma a aten­ção para o uso ina­de­qua­do e dano­so do celu­lar. “O celu­lar se tor­nou uma fer­ra­men­ta para o bem e para o mal. Ele é fru­to de uma neces­si­da­de huma­na. É algo, hoje, que a gen­te pre­ci­sa olhar e refle­tir sobre o uso dele. Exis­te pou­co deba­te sobre o uso do celu­lar”, pon­de­ra Col­ker.

Na ava­li­a­ção dele, o deba­te que se faz hoje é raso. “Hoje, no Bra­sil, você tem mais celu­lar do que bra­si­lei­ros. Você tem mais linhas de celu­la­res do que bra­si­lei­ros. É ver­da­de”. De acor­do com rela­tó­rio da ‘Mobi­lity Report’, em 2028 have­rá mais celu­lar do que ser huma­no no pla­ne­ta.

“É uma fer­ra­men­ta que, no Bra­sil, é usa­da, em média, cin­co horas por dia, e deve fazer par­te dos deba­tes sobre áre­as impor­tan­tes do desen­vol­vi­men­to, como saú­de, edu­ca­ção”.

Edi­ção: Deni­se Gri­e­sin­ger

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

Brasil deve recuperar 25 milhões de hectares de vegetação nativa

Repro­du­ção: © Symbiosis/ Divul­ga­ção Meta deve ser cumprida até 2030 Publicado em 15/04/2024 — 10:39 …