...
quarta-feira ,24 julho 2024
Home / Saúde / Fiocruz libera neste sábado distribuição de vacina aos estados

Fiocruz libera neste sábado distribuição de vacina aos estados

Rio de Janeiro - Chegada das vacinas da AstraZeneca/Oxford contra Covid-19 produzidas pelo Instituto Serum, na Índia, à base aérea do Galeão para serem encaminhadas à Fiocruz. (Fernando Frazão/Agência Brasil)
© Fer­nan­do Frazão/Agência Brasil (Repro­dução)

Instituto fará checagem de qualidade e segurança, além de rotulagem


Pub­li­ca­do em 23/01/2021 — 00:33 Por Vladimir Platonow — Repórter da Agên­cia Brasil — Rio de Janeiro

Os 2 mil­hões de dos­es da vaci­na Oxford-AstraZeneca, desen­volvi­da em parce­ria com a Fun­dação Oswal­do Cruz (Fiocruz), começarão a seguir para os esta­dos na tarde deste sába­do (23). Depois de chegar em voo da Emi­rates ao Aero­por­to de Guarul­hos, às 17h20 dessa sex­ta-feira (22), a car­ga foi trans­porta­da em um avião da Azul até a Base Aérea do Galeão, aonde chegou às 22h.

O avião foi rece­bido na pista por um batismo sim­bóli­co, com jatos de água lança­dos em for­ma de arco pelos bombeiros do Aero­por­to Rio-Galeão.

As vaci­nas prontas foram fab­ri­cadas pelo Insti­tu­to Serum, na Índia, e eram aguardadas des­de sába­do (16), mas tiverem atra­so no envio por questões inter­nas da Índia.

Rio de Janeiro - Chegada das vacinas da AstraZeneca/Oxford contra Covid-19 produzidas pelo Instituto Serum, na Índia, à base aérea do Galeão para serem encaminhadas à Fiocruz. (Fernando Frazão/Agência Brasil)
O avião com as vaci­nas da AstraZeneca/Oxford foi rece­bido na pista por um batismo sim­bóli­co  — Fer­nan­do Frazão/Agência Brasil (Repro­dução)

O min­istro da Saúde, Eduar­do Pazuel­lo, rece­beu o lote em solo brasileiro, ao lado dos min­istros das Relações Exte­ri­ores, Ernesto Araújo, e das Comu­ni­cações, Fábio Faria. Tam­bém estavam pre­sentes o embaix­ador da Índia, Suresh Red­dy, e a pres­i­dente da Fiocruz, Nisia Trindade. Esta últi­ma se jun­tou ao grupo no Rio de Janeiro.

“A encomen­da tec­nológ­i­ca pre­vê 100 mil­hões de dos­es para o primeiro semes­tre. Essas 2 mil­hões de dos­es são ape­nas o iní­cio. É o começo do proces­so. O obje­ti­vo do Min­istério da Saúde é a vaci­nação em mas­sa do povo brasileiro. E isso vai nos colo­car, rap­i­da­mente, no topo da lista do número de vaci­na­dos. Com 8 mil­hões de dos­es, nós pas­sare­mos a ser o segun­do país do oci­dente que mais vaci­nou”, disse Pazuel­lo, em pro­nun­ci­a­men­to à impren­sa na Base Aérea.

O min­istro Ernesto Araújo ressaltou a coop­er­ação e a relação diplomáti­ca com a Índia. “Isto aqui é o começo de uma parce­ria tan­to na área far­ma­cêu­ti­ca quan­to em muitas out­ras áreas com a Índia. País pelo qual temos uma admi­ração imen­sa, uma amizade imen­sa, que ago­ra se con­sol­i­da ain­da mais”, disse Araújo.

Rio de Janeiro - Os ministros da Saúde, Eduardo Pazuello, das Relações Exteriores, Ernesto Araujo, o embaixador da Índia no Brasil, Suresh Reddy, e a presidente da Fiocruz, Nísia Trindade, acompanham a chegada das vacinas da AstraZeneca/Oxford na base aérea do Galeão. (Fernando Frazão/Agência Brasil)
Os min­istros da Saúde, Eduar­do Pazuel­lo, das Relações Exte­ri­ores, Ernesto Arau­jo, o embaix­ador da Índia no Brasil, Suresh Red­dy, e a pres­i­dente da Fiocruz, Nísia Trindade — Fer­nan­do Frazão/Agência Brasil (Repro­dução)                                                                                          

O embaix­ador indi­ano clas­si­fi­cou o momen­to como um dia históri­co entre os dois país­es. “Este dia traz sor­risos e otimis­mo a muitas pes­soas. O Brasil é o primeiro país a rece­ber esta car­ga e nós esta­mos muito orgul­hosos de faz­er parte deste proces­so. A Índia asse­gu­rará vaci­nas para todos os país­es e todos os povos”, disse Suresh Red­dy.

Para a pres­i­dente da Fiocruz, a chega­da da vaci­na é uma vitória da ciên­cia. “Neste momen­to de per­das, ter a vaci­na é uma esper­ança que vem da ciên­cia, que vem do Sis­tema Úni­co de Saúde. É uma vaci­na com 70% de eficá­cia e que poderá ser admin­istra­da no inter­va­lo de 12 sem­anas. Isto será muito impor­tante para o nos­so sis­tema de saúde”, ressaltou Nísia Trindade.

Fiocruz

Da Base Aérea, as vaci­nas seguiram em cam­in­hões refrig­er­a­dos para o Insti­tu­to de Tec­nolo­gia em Imuno­bi­ológi­cos (Bio-Man­guin­hos/­Fiocruz), para checagem de qual­i­dade e segu­rança, além de rotu­lagem, com eti­que­tagem das caixas com infor­mações em por­tuguês.

Esse proces­so será feito ao lon­go da madru­ga­da e da man­hã de sába­do e será real­iza­do por equipes treinadas em boas práti­cas de pro­dução. A pre­visão é de que as vaci­nas este­jam prontas para dis­tribuição para todos os esta­dos brasileiros no perío­do da tarde.

Toda a logís­ti­ca de dis­tribuição ficará sob a respon­s­abil­i­dade do Min­istério da Saúde, por meio do Plano Nacional de Opera­cional­iza­ção da Vaci­nação con­tra a Covid-19.

Bolsonaro

Pelo Twit­ter, o pres­i­dente Jair Bol­sonaro comen­tou sobre a chega­da dos 2 mil­hões de dos­es da vaci­na AstraZeneca/Oxford ao Brasil. Ele disse que foram “nego­ci­adas pelo Min­istério da Saúde e [a vaci­na já foi] adquiri­da tam­bém por um grande número de país­es”.

Edição: Fábio Mas­sal­li

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

Inscrição para 1ª etapa do Revalida termina nesta sexta-feira

Repro­dução: © Marce­lo Camargo/Agência Brasil Provas estão previstas para dia 25 de agosto Publicado em …