...
segunda-feira ,22 julho 2024
Home / Saúde / Força Nacional do SUS investiga mortes entre indígenas no Acre

Força Nacional do SUS investiga mortes entre indígenas no Acre

Repro­dução: © Ivan Matos/MS

Objetivo é tratar quadros de gripes, SARS e diarréia


Publicado em 01/07/2024 — 09:37 Por Paula Laboissière – Repórter da Agência Brasil — Brasília

ouvir:

Uma equipe da Força Nacional do Sis­tema Úni­co de Saúde (SUS) com­pos­ta por dois médi­cos, dois enfer­meiros e dois téc­ni­cos ini­cia nes­ta segun­da-feira (1º) uma mis­são explo­ratória em comu­nidades indí­ge­nas de Assis Brasil (AC). De acor­do com o Min­istério da Saúde, a pro­pos­ta é inves­ti­gar e tratar quadros de gripe, sín­drome res­pi­ratória agu­da grave (SRAG) e diar­reia.

“Além dos atendi­men­tos, será feito o diag­nós­ti­co vivo da situ­ação no local. O aumen­to expres­si­vo das doenças têm cau­sa­do óbitos de cri­anças e idosos”, desta­cou a pas­ta por meio de nota. As sec­re­tarias de Saúde Indí­ge­na (Sesai) e de Vig­ilân­cia em Saúde e Ambi­ente tam­bém mon­i­toram a situ­ação.

A pre­visão é que as ativi­dades se esten­dam por cin­co dias. Segun­do a Sec­re­taria de Saúde do Acre, noti­fi­cações recentes mostram que cri­anças de 1 a 5 anos e idosos aci­ma de 60 anos “são despro­por­cional­mente afe­ta­dos” com as doenças citadas. “Além dis­so, foram reg­istradas mortes entre cri­anças menores de 5 anos em aldeias locais”.

Entenda

O municí­pio de Assis Brasil tem mais de 7 mil habi­tantes e fica local­iza­do na trí­plice fron­teira entre o Brasil, o Peru e a Bolívia. O Sis­tema de infor­mação da Atenção à Saúde indí­ge­na reg­is­tra duas etnias viven­do na região, Jam­i­nawa e Manchineri, total­izan­do 2,1 mil indí­ge­nas dis­tribuí­dos em 32 aldeias.

 

Edição: Valéria Aguiar

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

Queimadura causa 14 mil internações no SUS de crianças e adolescentes

Repro­dução: © Suma­ia Villela/Agência Brasil A média é 20 hospitalizações diárias, mostra pesquisa da SBP …