...
quarta-feira ,17 abril 2024
Home / Noticias / Força-tarefa inutiliza 272 acampamentos de garimpo na Terra Yanomami

Força-tarefa inutiliza 272 acampamentos de garimpo na Terra Yanomami

Repro­du­ção: © EBC/TV BRASIL

Garimpo ilegal causou morte de 99 crianças em 2022


Publi­ca­do em 14/04/2023 — 12:14 Por Luci­a­no Nas­ci­men­to — Repór­ter da Agên­cia Bra­sil — Bra­sí­lia

ouvir:

Um balan­ço das ações da for­ça-tare­fa que atua na Ter­ra Yano­ma­mi, em Rorai­ma, indi­ca que, des­de o iní­cio da Ope­ra­ção Liber­ta­ção, em 20 de janei­ro, foram des­truí­dos 272 acam­pa­men­tos de garim­pei­ros ile­gais na região. Somen­te nos 30 pri­mei­ros dias da ope­ra­ção foram inu­ti­li­za­das ou apre­en­di­das 27 tone­la­das de cas­si­te­ri­ta, 11,4 mil litros de com­bus­tí­veis, 84 bal­sas e embar­ca­ções, duas aero­na­ves e 172 moto­res e gera­do­res de ener­gia. As infor­ma­ções foram divul­ga­das nes­sa quin­ta-fei­ra (13), em Bra­sí­lia, pelo Minis­té­rio da Jus­ti­ça e Segu­ran­ça Públi­ca.

Segun­do o minis­té­rio, tam­bém foram apre­en­di­dos e inu­ti­li­za­dos equi­pa­men­tos como máqui­nas para extra­ção de miné­ri­os, motos­ser­ra, mer­cú­rio, modens de inter­net via saté­li­te, celu­la­res, uma tone­la­da de ali­men­tos, armas e muni­ções.

As ações tam­bém iden­ti­fi­ca­ram e embar­ga­ram 16 pis­tas de pou­so e deco­la­gem uti­li­za­das em apoio aos garim­pos loca­li­za­dos na Ter­ra Indí­ge­na Yano­ma­mi. Os agen­tes apre­en­de­ram ain­da 8.720 litros de com­bus­tí­vel de avi­a­ção.

Munição e aviões

A ope­ra­ção — rea­li­za­da de for­ma con­jun­ta pela Polí­cia Fede­ral (PF), Polí­cia Rodo­viá­ria Fede­ral (PRF), Fun­da­ção Naci­o­nal dos Povos Indí­ge­nas (Funai), Ins­ti­tu­to Bra­si­lei­ro do Meio Ambi­en­te e dos Recur­sos Natu­rais Reno­vá­veis (Iba­ma), For­ça Naci­o­nal de Segu­ran­ça Públi­ca e For­ças Arma­das — apre­en­deu 14,3 tone­la­das de miné­rio de cas­si­te­ri­ta, cin­co armas de fogo e 84 muni­ções, um tra­tor, uma moto­ci­cle­ta, R$ 5 mil, 871 kg de gêne­ros ali­men­tí­ci­os e duas aero­na­ves com pre­fi­xos adul­te­ra­dos, adap­ta­das ao trans­por­te de supri­men­tos para garim­pos.

“Os tra­ba­lhos em par­ce­ria apre­en­de­ram, ain­da, 892 gra­mas de ouro, 20,5 tone­la­das de cas­si­te­ri­ta, 20 armas, 28.410 litros de óleo die­sel, 1.492 uni­da­des de muni­ção, 1.350 litros de gaso­li­na, 1,5 kg de mer­cú­rio, 1,5 kg de cocaí­na, 1 kg de maco­nha e 206 metros cúbi­cos de madei­ra. No total, 88 acam­pa­men­tos, 455 bar­ra­cas, 83 embar­ca­ções e 581 moto­res foram des­truí­dos na ação envol­ven­do PRF e Iba­ma. Quin­ze veí­cu­los foram recu­pe­ra­dos, sete pes­so­as rece­be­ram man­da­dos de pri­são e 102 pes­so­as foram deti­das”, infor­mou o Minis­té­rio da Jus­ti­ça e Segu­ran­ça Públi­ca.

No total, o Iba­ma apli­cou autos de infra­ção que tota­li­zam R$ 12,6 milhões. Já a Polí­cia Fede­ral dis­se que abriu mais de 40 pro­ce­di­men­tos inves­ti­ga­ti­vos rela­ci­o­na­dos ao garim­po ile­gal, que resul­ta­ram no blo­queio judi­ci­al de R$ 65 milhões.

De acor­do com o Minis­té­rio dos Povos Indí­ge­nas, 99 cri­an­ças do povo Yano­ma­mi mor­re­ram devi­do ao avan­ço do garim­po ile­gal na região. Os dados são refe­ren­tes a 2022, e as víti­mas tinham entre um e qua­tro anos. As cau­sas da mor­te foram, em sua mai­o­ria, des­nu­tri­ção, pneu­mo­nia e diar­reia.

Além dis­so, em 2022 foram con­fir­ma­dos 11.530 casos de malá­ria no Dis­tri­to Sani­tá­rio Espe­ci­al Indí­ge­na Yano­ma­mi, dis­tri­buí­dos entre 37 Polos Base. As fai­xas etá­ri­as mais afe­ta­das estão entre os mai­o­res de 50 anos, segui­das pelas fai­xas de 18 a 49 anos e de 5 a 11 anos.

Edi­ção: Kle­ber Sam­paio

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

Brasília (DF) 26-03-2024 Presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, falando sobre a decisão da CCJ durante coletiva. Foto Lula Marques/ Agência Brasil

Lira critica Padilha; ministro reage com vídeo de Lula

Repro­du­ção: © Lula Marques/ Agên­cia Bra­sil Deputado fez declaração ao ser questionado sobre prisão de …