...
quinta-feira ,22 fevereiro 2024
Home / Economia / Geladeiras devem exibir hoje nova etiqueta de eficiência energética

Geladeiras devem exibir hoje nova etiqueta de eficiência energética

Repro­du­ção: © 01.12.2011/Arquivo/Fabio Rodri­gues Pozzebom/Agência Bra­sil

Etiqueta indica diferença de conumo de até 30% entre produtos


Publi­ca­do em 01/07/2022 — 06:11 Por Ala­na Gan­dra — Repór­ter da Agên­cia Bra­sil — Rio de Janei­ro

Ouça a maté­ria:

A par­tir de hoje (1º), todos os refri­ge­ra­do­res que che­ga­rem ao comér­cio bra­si­lei­ro, fabri­ca­dos naci­o­nal­men­te ou impor­ta­dos, devem exi­bir a nova Eti­que­ta de Con­ser­va­ção de Ener­gia Elé­tri­ca (Ence) do Ins­ti­tu­to Naci­o­nal de Metro­lo­gia, Qua­li­da­de e Tec­no­lo­gia (Inme­tro). A nova eti­que­ta traz três sub­clas­ses, indi­can­do dife­ren­ça de con­su­mo de até 30% entre os pro­du­tos mais efi­ci­en­tes. Além dis­so, intro­duz um QR Code que, no pri­mei­ro momen­to, vai reme­ter o con­su­mi­dor ao sta­tus do regis­tro do refri­ge­ra­dor, “se ele está ati­vo, ina­ti­vo, sus­pen­so ou can­ce­la­do”.

Segun­do o che­fe da Divi­são de Veri­fi­ca­ção e Estu­dos Téc­ni­cos Cien­tí­fi­cos (Divet) do ins­ti­tu­to, Hér­cu­les Sou­za, “na ver­da­de, tem que estar sem­pre ati­vo. Sig­ni­fi­ca dizer que aque­le refri­ge­ra­dor aten­de os requi­si­tos esta­be­le­ci­dos no regu­la­men­to e tem libe­ra­ção apro­va­da pelo Inme­tro para ser comer­ci­a­li­za­do no mer­ca­do naci­o­nal”.

Hér­cu­les Sou­sa escla­re­ceu que ini­ci­al­men­te, o QR Code vai fazer ape­nas o link com a pági­na de regis­tro, e o pró­prio con­su­mi­dor pode­rá con­fe­rir o sta­tus do regis­tro daque­le refri­ge­ra­dor. Essa é a novi­da­de que o Inme­tro está imple­men­tan­do ago­ra com a nova eti­que­ta. O che­fe da Divet adi­an­tou, entre­tan­to, que exis­te um pro­je­to em para­le­lo para dar robus­tez mai­or a esse QR Code.

Nes­te mês, o Inme­tro vai con­tra­tar empre­sa que cri­a­rá uma pla­ta­for­ma, em que não será gera­da somen­te infor­ma­ção do sta­tus do regis­tro da gela­dei­ra, mas tam­bém asso­ci­a­rá víde­os infor­ma­ti­vos para a uti­li­za­ção inte­li­gen­te de refri­ge­ra­do­res, com dicas para o con­su­mi­dor ficar aten­to e obter uti­li­za­ção efi­ci­en­te do pro­du­to. Sou­za infor­mou que o con­su­mi­dor, a par­tir do QR Code, vai ser capaz tam­bém de aces­sar uma espé­cie de cal­cu­la­do­ra de gas­tos, para ter ideia do con­su­mo e do valor mone­tá­rio que terá na sua con­ta de ener­gia pelo uso de um refri­ge­ra­dor mais econô­mi­co, em com­pa­ra­ção a um apa­re­lho menos efi­ci­en­te.

Comparação

“Vai ser pos­sí­vel, usan­do os valo­res de cobran­ça de ener­gia elé­tri­ca da região, defi­nir de manei­ra mais qua­li­fi­ca­da finan­cei­ra­men­te essa infor­ma­ção. E ele (o con­su­mi­dor) pode­rá fazer outra coi­sa, que é com­pa­rar refri­ge­ra­do­res da mes­ma cate­go­ria em ter­mos de volu­me. Ele pode­rá ain­da dizer qual deles é o mais econô­mi­co, tem mai­or efi­ci­ên­cia em ter­mos ener­gé­ti­cos e tam­bém mone­tá­ri­os”. Segun­do o téc­ni­co do Inme­tro, a ideia é cri­ar uma fer­ra­men­ta a fim de pro­mo­ver ain­da mais sub­sí­di­os para a toma­da de deci­sões do con­su­mi­dor, usan­do a eti­que­ta de efi­ci­ên­cia naci­o­nal de con­ser­va­ção de ener­gia. A pre­vi­são é que a pla­ta­for­ma-pilo­to este­ja pron­ta para ser tes­ta­da até o fim des­te ano. Os con­di­ci­o­na­do­res de ar serão o segun­do pro­du­to a ganhar QR Code na eti­que­ta.

A nova eti­que­ta para gela­dei­ras intro­duz as sub­clas­ses A+++, A++ e A+ para clas­si­fi­car os mode­los que con­so­mem, res­pec­ti­va­men­te, menos 30%, 20% e 10% de ener­gia do que o tra­di­ci­o­nal “A”. Com isso, o Inme­tro pre­ten­de des­ta­car para o con­su­mi­dor qual o pro­du­to que real­men­te gas­ta menos ener­gia e incen­ti­var que a indús­tria ado­te novas tec­no­lo­gi­as em seus pro­du­tos, para que se tor­nem mais efi­ci­en­tes. O comér­cio vare­jis­ta tem pra­zo até 30 de junho de 2023 para con­ti­nu­ar ven­den­do os pro­du­tos com a eti­que­ta anti­ga. “A gen­te espe­ra, inclu­si­ve, que isso acon­te­ça mui­to antes da data limi­te”.

Sou­sa dis­se ain­da que mui­tos pro­du­tos foram eti­que­ta­dos na lógi­ca anti­ga e têm que con­ti­nu­ar sen­do for­ne­ci­dos para o con­su­mi­dor. Ele admi­tiu, porém, que já podem ser encon­tra­dos no mer­ca­do pro­du­tos com a nova eti­que­ta. “Mui­tos pro­du­tos já foram eti­que­ta­dos. Ficou mui­to a car­go do pró­prio fabri­can­te ou impor­ta­dor fazer essa mudan­ça. Alguns já se ante­ci­pa­ram à data de 30 de junho de 2022 por­que, a par­tir de 1º de julho, todos os refri­ge­ra­do­res têm que estar eti­que­ta­dos na nova for­ma­ta­ção, mas você pode­rá ain­da encon­trar essa con­vi­vên­cia da eti­que­ta anti­ga com a nova por­que, de fato, ele já pode ter esco­a­do a pro­du­ção para o comér­cio e não tem como tra­zer de vol­ta para eti­que­tar de novo. Seria um duplo tra­ba­lho, e a gen­te não pode impor ao ente regu­la­do”.

O con­su­mi­dor deve estar aten­to para con­vi­ver com a eti­que­ta anti­ga, que for­ne­ce ape­nas a infor­ma­ção de cate­go­ria A. As sub­clas­ses inse­ri­das ago­ra qua­li­fi­cam melhor esse gru­po de gela­dei­ras que se encon­tra na cate­go­ria A. Cabe­rá ao con­su­mi­dor entrar em con­ta­to com o fabri­can­te para ten­tar enten­der em que cate­go­ria, nes­sa nova eti­que­ta­gem, o refri­ge­ra­dor pode ser con­si­de­ra­do. “A gen­te espe­ra que 100% já este­jam com a nova eti­que­ta, bem antes da data limi­te de 30 de junho de 2023’. O Inme­tro esti­ma que sejam pou­cos os fabri­can­tes e impor­ta­do­res que ain­da não tenham fei­to a mudan­ça. “Por­que inte­res­sa tam­bém a eles mos­trar que o pro­du­to dele está em cate­go­ria de mai­or efi­ci­ên­cia do que o A, que aca­ba­va englo­ban­do tudo, sem fazer dife­ren­ci­a­ção”.

Corrida

Sou­za reco­nhe­ceu que have­rá uma “guer­ra” entre os fabri­can­tes para mos­trar que o pro­du­to deles está no sub­gru­po A+++ e, por­tan­to, supe­ra os demais. “A eti­que­ta tem esse papel tam­bém de pro­mo­ver a bus­ca por uma efi­ci­ên­cia mai­or. Aí, os fabri­can­tes aca­bam fazen­do essa cor­ri­da para ofe­re­cer um pro­du­to de mai­or efi­ci­ên­cia e, com isso, menor gas­to ener­gé­ti­co, incen­ti­va­do por uma indús­tria que ado­te novas tec­no­lo­gi­as em seus pro­du­tos para tor­nar, nes­se caso, refri­ge­ra­do­res, de fato mais efi­ci­en­tes. Essa é a ideia mes­mo. A gen­te está pro­vo­can­do essa cor­ri­da con­tra o tem­po, para o mer­ca­do ofe­re­cer refri­ge­ra­dor mais efi­ci­en­te para o con­su­mi­dor na pon­ta”.

O che­fe da Divet des­ta­cou que o Inme­tro con­ta com a aju­da do con­su­mi­dor para agir con­tra fabri­can­tes e impor­ta­do­res que não cum­pram o pra­zo e man­te­nham gela­dei­ras com eti­que­ta anti­ga após 30 de junho de 2023. “A gen­te pede ao con­su­mi­dor que, iao den­ti­fi­car esse pro­ble­ma, entre nos canais do Inme­tro. A Ouvi­do­ria é o cami­nho para fazer denún­ci­as. Se ele encon­trou no pon­to de ven­da um pro­du­to que não está den­tro da nova eti­que­ta­gem, a gen­te vai lá fis­ca­li­zar e autu­ar a empre­sa res­pon­sá­vel por isso”. Sou­za asse­gu­rou que essa é uma prá­ti­ca irre­gu­lar e mos­tra que o fabri­can­te ou impor­ta­dor não está cum­prin­do as regras do regu­la­men­to. A par­ce­ria com o con­su­mi­dor aju­da o Inme­tro a coi­bir essa prá­ti­ca. A empre­sa pode ser autu­a­da, ter o pro­du­to reco­lhi­do do mer­ca­do, além de sofrer mul­ta, cujo valor é deter­mi­na­do de acor­do com graus de dosi­me­tria inter­nos apli­ca­dos pelo Inme­tro.

O Pro­gra­ma Bra­si­lei­ro de Eti­que­ta­gem (PBE) para refri­ge­ra­do­res foi atu­a­li­za­do em 2021, por meio da Por­ta­ria nº 332, que esta­be­le­ceu novas regras para a clas­si­fi­ca­ção da efi­ci­ên­cia ener­gé­ti­ca dos pro­du­tos, por meio da ado­ção de sub­clas­ses para que o con­su­mi­dor pos­sa iden­ti­fi­car quais os mode­los de fato mais efi­ci­en­tes den­tro da clas­se A. Foram deter­mi­na­das mais duas reclas­si­fi­ca­ções, uma em 2025 e outra em 2030, em que o rigor para a clas­si­fi­ca­ção da efi­ci­ên­cia ener­gé­ti­ca vai aumen­tan­do gra­da­ti­va­men­te.

Edi­ção: Gra­ça Adju­to

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

Termina dia 29 prazo para empresas enviarem relatórios salariais

Repro­du­ção Documento é obrigatório para empresas com até 100 funcionários Publi­ca­do em 19/02/2024 — 08:47 …