terça-feira ,13 abril 2021
Home / Noticias / Governo de Pernambuco decreta quarentena para conter pandemia

Governo de Pernambuco decreta quarentena para conter pandemia

Comércio e atividades consideradas não essenciais fecham as portas durante lockdown no Distrito Federal.
© Marcelo Camargo/Agência Brasil (Reprodução)

Medida começa esta semana e vai até dia 28 de março

Publicado em 15/03/2021 – 21:32 Por Pedro Rafael Vilela – Repórter da Agência Brasil – Brasília

O governo de Pernambuco anunciou nesta segunda-feira (15) que todo o estado ficará de quarentena a partir de quinta-feira (18) até dia 28 de março, com fechamento do comércio e funcionamento de serviços essenciais. A medida é uma tentativa de conter o agravamento da pandemia de covid-19. Em postagem nas redes sociais, o governador Paulo Câmara classificou a situação como a “mais crítica” desde o início da crise e destacou a alta taxa de ocupação de leitos hospitalares.  

A decisão foi tomada após reunião do Comitê de Monitoramento do governo estadual. De acordo com as regras da quarentena, ficam proibidos de funcionar serviços de bares e restaurantes, shoppings, galerias comerciais, cinemas, teatros, academias, salões de beleza e similares e comércio varejista de vestuário, calçados e eletroeletrônicos. A medida também veda o funcionamento de escolas e universidades (públicas e privadas), clubes sociais, esportivos e agremiações, praias, parques e praças, ciclofaixas, além de eventos sociais e de lazer de qualquer natureza.

O decreto vai permitir o funcionamento de estabelecimentos de alimentação apenas para serviço de delivery ou entrega de comida, inclusive em shoppings. Igrejas e demais templos religiosos poderão abrir apenas para atividades administrativas e para preparação e realização de celebrações via internet.

Os serviços tido como essenciais que seguirão abertos incluem farmácias, postos de combustíveis, supermercados, padarias, pet shops, clínicas em geral, bancos, casas lotéricas, indústrias, setor de atacado, construção civil, material de construção, equipamentos de informática, lojas de materiais e equipamentos agrícolas, oficinas mecânicas e lojas de veículos. Serviços de transporte público também seguirão funcionando no estado.

Edição: Aline Leal

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

bancoimagemfotoaudiencia_ap_431066

Gilmar Mendes vota para manter decreto que proíbe cultos religiosos

Reprodução: © Carlos Moura/SCO/STF Após voto do ministro, julgamento foi suspenso e retoma amanhã Publicado em …