...
quinta-feira ,22 fevereiro 2024
Home / Economia / Governo emite alerta de emergência hídrica em cinco estados

Governo emite alerta de emergência hídrica em cinco estados

04/2019 - Foz do Iguaçu - Cataratas Foto: José Fernando Ogura/ANPr
Repro­du­ção: © José Fer­nan­do Ogura/AEN

Escassez de chuvas afetará usinas hidrelétricas da Bacia do Paraná


Publi­ca­do em 28/05/2021 — 17:40 Por Pedro Rafa­el Vile­la — Repór­ter da Agên­cia Bra­sil — Bra­sí­lia

O Sis­te­ma Naci­o­nal de Mete­o­ro­lo­gia (SNM) emi­tiu um aler­ta con­jun­to de emer­gên­cia hídri­ca para a área da Bacia do Para­ná, que abran­ge os esta­dos de Minas Gerais, Goiás, Mato Gros­so do Sul, São Pau­lo e Para­ná. O docu­men­to pre­vê chu­vas abai­xo da média entre junho e setem­bro na região. É a pri­mei­ra vez que o órgão emi­te um aler­ta des­ta natu­re­za. 

O SNM é coor­de­na­do pelo Ins­ti­tu­to Naci­o­nal de Mete­o­ro­lo­gia (Inmet), Ins­ti­tu­to Naci­o­nal de Pes­qui­sas Espa­ci­ais (Inpe) e Cen­tro Ges­tor e Ope­ra­ci­o­nal do Sis­te­ma de Pro­te­ção da Amazô­nia. O aler­ta tam­bém foi subs­cri­to por todos os órgãos fede­rais liga­dos à mete­o­ro­lo­gia, a Agên­cia Naci­o­nal de Águas e Sane­a­men­to Bási­co (ANA) e o Cen­tro Naci­o­nal de Moni­to­ra­men­to e Aler­ta de Desas­tres Natu­rais (Cema­den).

Segun­do o infor­me, a escas­sez de chu­va vem sen­do veri­fi­ca­da des­de 2019. “A aná­li­se das chu­vas entre outu­bro de 2019 a abril de 2021 para a bacia do Rio Para­ná (Figu­ra 1) indi­ca que, com exce­ção de alguns meses quan­do as pre­ci­pi­ta­ções fica­ram aci­ma da média cli­ma­to­ló­gi­ca (dezembro/2019, agosto/2020 e janeiro/2021), duran­te a mai­or par­te do perío­do hou­ve pre­do­mí­nio de défi­cit de pre­ci­pi­ta­ção, prin­ci­pal­men­te a par­tir de fevereiro/2021”, diz o infor­me.

infografico_chuva

Ain­da de acor­do com o aler­ta, as pers­pec­ti­vas cli­má­ti­cas indi­cam que nos pró­xi­mos meses have­rá o perío­do de menor volu­me de chu­vas na região cen­tral do país. “A pre­vi­são indi­ca para o perío­do junho-julho-agos­to/2021 a mes­ma ten­dên­cia, ou seja, pou­co volu­me de chu­va na mai­or par­te da bacia do Rio Para­ná. Essa pre­vi­são é con­sis­ten­te com a de outros cen­tros inter­na­ci­o­nais de pre­vi­são cli­má­ti­ca”, diz a nota.

Em maio, por exem­plo, o acu­mu­la­do par­ci­al de pre­ci­pi­ta­ção foi de 27 milí­me­tros para a bacia, abai­xo do acu­mu­la­do cli­ma­to­ló­gi­co de 98 milí­me­tros para o mes­mo perío­do.

O Comi­tê de Moni­to­ra­men­to do Setor Elé­tri­co (CMSE), vin­cu­la­do ao Minis­té­rio de Minas e Ener­gia (MME), se reu­niu nes­ta quin­ta-fei­ra (27), em cará­ter extra­or­di­ná­rio, para ava­li­ar as con­di­ções de supri­men­to ener­gé­ti­co ao Sis­te­ma Inter­li­ga­do Naci­o­nal (SIN).

Con­for­me des­ta­ca o Ope­ra­dor Naci­o­nal do Sis­te­ma Elé­tri­co (ONS), as chu­vas per­ma­ne­cem abai­xo dos valo­res médi­os his­tó­ri­cos, resul­tan­do nos pio­res mon­tan­tes veri­fi­ca­dos para o SIN no perío­do de setem­bro do ano pas­sa­do a maio des­te em 91 anos de regis­tros.

Por cau­sa des­sa situ­a­ção, o CMSE deci­diu imple­men­tar fle­xi­bi­li­za­ções das res­tri­ções hidráu­li­cas rela­ti­vas às usi­nas hidre­lé­tri­cas Jupiá, Por­to Pri­ma­ve­ra, Ilha Sol­tei­ra, Três Irmãos, Xin­gó, Fur­nas e Mas­ca­re­nhas de Mora­es.

“Res­sal­ta-se que as ini­ci­a­ti­vas rela­ti­vas à fle­xi­bi­li­za­ção de res­tri­ções hidráu­li­cas de empre­en­di­men­tos loca­li­za­dos nas baci­as dos rios Gran­de e Para­ná visam a miti­gar o ris­co da per­da do con­tro­le hídri­co na bacia do rio Para­ná. Por­tan­to, para além de ques­tões ener­gé­ti­cas, o intui­to das medi­das é garan­tir a devi­da gover­na­bi­li­da­de das cas­ca­tas hidráu­li­cas, inclu­si­ve quan­to à pre­ser­va­ção do uso da água, ao lon­go do perío­do seco de 2021”, infor­mou o cole­gi­a­do em nota.

O CMSE tam­bém vai reco­men­dar à ANA que seja reco­nhe­ci­da a situ­a­ção de escas­sez hídri­ca na Bacia do Rio Para­ná. As pro­pos­tas deli­be­ra­das ain­da pre­ci­sam ser ava­li­a­das pelo Con­se­lho Naci­o­nal de Polí­ti­ca Ener­gé­ti­ca (CNPE).

Edi­ção: Fer­nan­do Fra­ga

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

Termina dia 29 prazo para empresas enviarem relatórios salariais

Repro­du­ção Documento é obrigatório para empresas com até 100 funcionários Publi­ca­do em 19/02/2024 — 08:47 …