...
sexta-feira ,19 abril 2024
Home / Saúde / Hemocentro de Brasília opera em emergência com 60% do estoque

Hemocentro de Brasília opera em emergência com 60% do estoque

Repro­du­ção: © Davidy­son Damasceno/Agência Bra­sil

Epidemia de dengue impactou estoques de sangue


Publicado em 19/03/2024 — 10:35 Por Paula Laboissière – Repórter da Agência Brasil — Brasília

ouvir:

A Fun­da­ção Hemo­cen­tro de Bra­sí­lia infor­mou que está ope­ran­do em situ­a­ção de emer­gên­cia, com ape­nas 60% do esto­que con­si­de­ra­do ide­al para aten­der a deman­da da rede públi­ca de saú­de do Dis­tri­to Fede­ral e de hos­pi­tais con­ve­ni­a­dos.

“A que­da no flu­xo de doa­do­res des­de o iní­cio do ano, soma­do ao aumen­to da deman­da por trans­fu­sões em fun­ção da epi­de­mia de den­gue, impac­tou os esto­ques de san­gue da Fun­da­ção Hemo­cen­tro de Bra­sí­lia”, diz nota da enti­da­de.

Por con­ta do nível de urgên­cia, o Hemo­cen­tro sus­pen­deu a neces­si­da­de de agen­da­men­to para doa­ção de san­gue entre as 14h e as 18h até 30 de mar­ço. “A neces­si­da­de é ime­di­a­ta para todos os tipos san­guí­ne­os, mas os gru­pos O posi­ti­vo, O nega­ti­vo e AB nega­ti­vo estão com níveis mais crí­ti­cos”, acres­cen­ta a infor­ma­ção.

Plaquetas

Em feve­rei­ro de 2023, foram rea­li­za­das 2.316 trans­fu­sões de pla­que­tas em hos­pi­tais da rede públi­ca do DF e hos­pi­tais con­ve­ni­a­dos. Já em feve­rei­ro de 2024, o núme­ro sal­tou para 3.101 trans­fu­sões, sen­do que cer­ca de 30% são des­ti­na­das a paci­en­tes inter­na­dos com den­gue.

Hemo­com­po­nen­te gera­do a par­tir da doa­ção de san­gue, as pla­que­tas têm vali­da­de de ape­nas cin­co dias após pro­du­zi­das. Até o momen­to, o Hemo­cen­tro regis­tra uma média de 127 doa­ções por dia em mar­ço. Para man­ter o esto­que em níveis segu­ros, entre­tan­to, o ide­al é que 180 bol­sas sejam cole­ta­das dia­ri­a­men­te.

Cuidados

Para doar san­gue, é pre­ci­so ter entre 16 e 69 anos, pesar mais de 51 qui­los (kg) e estar sau­dá­vel. Quem pas­sou por cirur­gia, exa­me endos­có­pi­co ou ado­e­ceu recen­te­men­te deve con­sul­tar o site do Hemo­cen­tro para saber se está apto a doar san­gue.

Em caso de den­gue, é neces­sá­rio aguar­dar 30 dias após o fim dos sin­to­mas para se can­di­da­tar à doa­ção. Para quem teve den­gue gra­ve, o pra­zo é de seis meses. Se hou­ve con­ta­to sexu­al com pes­so­as que tive­ram den­gue nos últi­mos 30 dias, tam­bém é pre­ci­so aguar­dar 30 dias des­de a últi­ma rela­ção para doar san­gue.

Quem teve gri­pe recen­te­men­te deve aguar­dar 15 dias após o desa­pa­re­ci­men­to dos sin­to­mas para poder doar san­gue. Em casos de infec­ção por covid-19, a ori­en­ta­ção é aguar­dar 10 dias após o fim dos sin­to­mas, des­de que sem seque­las. Se assin­to­má­ti­co, o pra­zo é con­ta­do da data de cole­ta do exa­me.

 

Edi­ção: Kle­ber Sam­paio

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

Entenda o que é o transtorno do espectro autista

Repro­du­ção: © Michal Parzuchowski/Pixabay Dia Mundial de Conscientização sobre o Autismo é celebrado neste dia …