...
sexta-feira ,19 abril 2024
Home / Noticias / Hoje é Dia: 200 anos de Gonçalves Dias, o poeta indianista

Hoje é Dia: 200 anos de Gonçalves Dias, o poeta indianista

Repro­du­ção: © Bibli­ou­fr

Confira as datas que marcam a semana de 6 a 12 de agosto


Publi­ca­do em 06/08/2023 — 07:15 Por Ales­san­dra Este­ves — Repór­ter Agên­cia Bra­sil — Bra­sí­lia

ouvir:

Hoje é Dia abre a sema­na de 6 a 12 de agos­to, des­ta­can­do o Dia Mun­di­al do Pedes­tre, come­mo­ra­do em 8 de agos­to.

A data, cri­a­da pelas Nações Uni­das, cha­ma aten­ção para os ris­cos à vida e à segu­ran­ça dos pedes­tres. De acor­do com o Minis­té­rio da Saú­de, cer­ca de 5.300 pedes­tres mor­rem atro­pe­la­dos por ano. A mai­o­ria dos pedes­tres que per­de­ram a vida no trân­si­to pos­su­em entre 40 e 79 anos.

Brasília comemora 25 anos de respeito à faixa de pedestre
Repro­du­ção: Hoje é Dia — Bra­sí­lia come­mo­ra 25 anos de res­pei­to à fai­xa de pedes­tre — Anto­nio Cruz/Agência Bra­sil

As cau­sas vão des­de des­res­pei­to às leis de trân­si­to, impru­dên­cia, até o incor­re­to dese­nho das vias e fal­ta de sina­li­za­ção ade­qua­da. Con­fi­ra a repor­ta­gem com­ple­ta no tele­jor­nal Repór­ter Bra­sil.

Dia Internacional dos Povos Indígenas

No dia 9 de agos­to é cele­bra­do o Dia Inter­na­ci­o­nal dos Povos Indí­ge­nas. A data foi esco­lhi­da pelas Nações Uni­das em 1994 para expres­sar o reco­nhe­ci­men­to inter­na­ci­o­nal des­ses povos. A ONU afir­ma que os indí­ge­nas com­põem cer­ca de 1/3 da popu­la­ção mais pobre do mun­do e são expos­tos a uma série de pro­ble­mas, como doen­ças, dis­cri­mi­na­ção, bai­xa expec­ta­ti­va de vida e ame­a­ças ter­ri­to­ri­ais.

De acor­do com o IBGE, atu­al­men­te o Bra­sil tem cer­ca de 1,6 milhão de pes­so­as indí­ge­nas que con­vi­vem dia­ri­a­men­te com desa­fi­os, como pobre­za, inva­são de ter­ras e trans­tor­nos psi­co­ló­gi­cos.

Entre 2019 e 2022, 535 indí­ge­nas tira­ram a pró­pria vida. A mai­or par­te, no esta­do do Ama­zo­nas, onde 208 sui­cí­di­os foram regis­tra­dos. Os dados estão no Rela­tó­rio Vio­lên­cia con­tra os Povos Indí­ge­nas no Bra­sil, do Con­se­lho Indi­ge­nis­ta Mis­si­o­ná­rio (Cimi).

Brasília (DF), 05/06/2023 - Povos indígenas de diversas etnias montam acampamento em Brasília para mobilização contra o Marco Temporal. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Repro­du­ção: Hoje é Dia — Bra­sí­lia (DF), 05/06/2023 — Povos indí­ge­nas de diver­sas etni­as mon­tam acam­pa­men­to em Bra­sí­lia para mobi­li­za­ção con­tra o Mar­co Tem­po­ral. Foto: Mar­ce­lo Camargo/Agência Bra­sil — Mar­ce­lo Camargo/Agência Bra­sil

O Bole­tim Epi­de­mi­o­ló­gi­co do Minis­té­rio da Saú­de, de 2021, tam­bém mos­tra que a taxa de mor­ta­li­da­de por sui­cí­dio em indí­ge­nas é qua­tro vezes supe­ri­or à da popu­la­ção não indí­ge­na.

200 anos de Gonçalves Dias

Nas­ci­do em Caxi­as, no Mara­nhão, em 10 de agos­to de 1823, Antô­nio Gon­çal­ves Dias com­ple­ta­ria 200 anos nes­ta quin­ta-fei­ra.

Escri­tor, jor­na­lis­ta, advo­ga­do, pro­fes­sor, tea­tró­lo­go e poe­ta, Gon­çal­ves Dias foi um expo­en­te do roman­tis­mo bra­si­lei­ro e da tra­di­ção lite­rá­ria conhe­ci­da como indi­a­nis­mo.

Entre suas obras famo­sas estão Can­ção do Exí­lio, o poe­ma I‑Juca Pira­ma e Ain­da uma vez, Adeus que tra­ta da his­tó­ria de amor mal resol­vi­da entre o poe­ta e Ana Amé­lia.

Enfim te vejo! — enfim pos­so,

Cur­va­do a teus pés, dizer-te,

Que não ces­sei de que­rer-te,

Pesar de quan­to sofri.

Mui­to penei! Cru­as ânsi­as,

Dos teus olhos afas­ta­do,

Hou­ve­ram-me aca­bru­nha­do

A não lem­brar-me de ti!

O escri­tor foi pes­qui­sa­dor das lín­guas indí­ge­nas e do fol­clo­re bra­si­lei­ro. No poe­ma I‑Juca Pira­ma, Gon­çal­ves Dias nar­ra a cap­tu­ra de um guer­rei­ro Tupi pelos Tim­bi­ras, quan­do o cap­tu­ra­do faz um ape­lo de vida em seu can­to de mor­te.

Sou bra­vo, Sou for­te, Sou filho do Nor­te,

Guer­rei­ros, ouvi!

Meu can­to de mor­te,

Guer­rei­ros, ouvi:

Sou filho das sel­vas,

Nas sel­vas cres­ci;

Guer­rei­ros, des­cen­do

Da tri­bo tupi.

Em 1864, aos 41 anos, Gon­çal­ves Dias mor­reu no nau­frá­gio do navio Vil­le de Bou­log­ne, vin­do da Euro­pa com des­ti­no ao Bra­sil. Seu cor­po nun­ca foi encon­tra­do.

50 anos do Hip Hop

Foi em 11 de agos­to de 1973 que o DJ jamai­ca­no Kool Herc coman­dou uma fes­ta emble­má­ti­ca no Bronx, em Nova York, que mar­cou o iní­cio des­sa impor­tan­te cul­tu­ra, ini­ci­a­da nos Esta­dos Uni­dos. O movi­men­to cul­tu­ral une músi­ca, dan­ça, ação soci­al, e se espa­lhou pelo mun­do. Aqui no Bra­sil, a cida­de de São Pau­lo se tor­nou o mai­or polo de hip hop da Amé­ri­ca Lati­na.

Pro­du­to­res e mili­tan­tes do Hip Hop pedem que o movi­men­to seja reco­nhe­ci­do como Patrimô­nio Cul­tu­ral do Bra­sil. Um dos­siê que mape­ou o per­cur­so do Hip Hop no Bra­sil, iden­ti­fi­can­do for­mas de expres­são e luga­res que com­põem o movi­men­to nos vári­os esta­dos bra­si­lei­ros, foi entre­gue ao Ins­ti­tu­to do Patrimô­nio His­tó­ri­co Artís­ti­co Naci­o­nal (Iphan).

Brasília/DF, 17/07/2023, O movimento Hip Hop brasileiro, durante marcha da Cultura Hip Hop em celebração ao Cinquentenário mundial da Cultura Hip Hop. Foto: José Cruz/Agência Brasil
Repro­du­ção: Hoje é Dia — Brasília/DF, 17/07/2023, O movi­men­to Hip Hop bra­si­lei­ro, duran­te mar­cha da Cul­tu­ra Hip Hop em cele­bra­ção ao Cin­quen­te­ná­rio mun­di­al da Cul­tu­ra Hip Hop.- José Cruz/Agência Bra­sil

O pro­gra­ma É Tudo Bra­sil da Rádio Naci­o­nal fez um epi­só­dio dedi­ca­do ao rit­mo.

95 anos da primeira escola de samba do Brasil

Em 12 agos­to se come­mo­ra a fun­da­ção da Dei­xa Falar, a pri­mei­ra esco­la de sam­ba do Bra­sil.

As bases das esco­las de sam­ba sur­gi­ram nos anos 1920 com os sam­bis­tas do Está­cio, entre eles Isma­el Sil­va, que orga­ni­za­ram a esco­la Dei­xa Falar e o pri­mei­ro con­cur­so de sam­bas, em 1929, que con­tou com a par­ti­ci­pa­ção da Man­guei­ra. O ven­ce­dor foi o Con­jun­to Oswal­do Cruz.

O sur­gi­men­to das esco­las coin­ci­de com a luta dos negros por acei­ta­ção na soci­e­da­de urba­na, ao mes­mo tem­po em que o Esta­do ten­ta­va dis­ci­pli­nar as mani­fes­ta­ções cul­tu­rais dos des­cen­den­tes de pes­so­as escra­vi­za­das. As esco­las de sam­ba apa­re­cem, nes­se con­tex­to, como uma solu­ção nego­ci­a­da para o con­fli­to.

Alegorias da escola União da Ilha do Governador na Cidade do Samba, onde são montados os desfiles do carnaval.
Repro­du­ção: Hoje é Dia — Ale­go­ri­as da esco­la União da Ilha do Gover­na­dor na Cida­de do Sam­ba, onde são mon­ta­dos os des­fi­les do car­na­val. — Fer­nan­do Frazão/Agência Bra­sil

Des­de 2007, o sam­ba – nas vari­a­ções par­ti­do-alto, sam­ba de ter­rei­ro e sam­ba-enre­do – é reco­nhe­ci­do pelo Ins­ti­tu­to do Patrimô­nio His­tó­ri­co e Artís­ti­co Naci­o­nal (Iphan) como Patrimô­nio Cul­tu­ral Ima­te­ri­al do Bra­sil.

Aqui, o radi­a­lis­ta Hil­ton Abi-Rihan entre­vis­ta Isma­el Sil­va para a Rádio Naci­o­nal, na déca­da de 1970. Um dos mais impor­tan­tes com­po­si­to­res da his­tó­ria da músi­ca popu­lar bra­si­lei­ra, o sam­bis­ta con­ta como ocor­reu a cri­a­ção da Dei­xa Falar, no bair­ro do Está­cio, em 1928.

Confira a lista semanal do Hoje é Dia com datas, fatos históricos e feriados:

06 à 12 de Agos­to de 2023
6

Mor­te do jor­na­lis­ta e empre­sá­rio flu­mi­nen­se Rober­to Mari­nho (20 anos)

7

Mor­te do ator, dire­tor, peda­go­go e escri­tor rus­so Cons­tan­tin Sta­nis­lavs­ki (85 anos) — mun­di­al­men­te conhe­ci­do pelo seu “sis­te­ma” de atu­a­ção para ato­res e atri­zes. Embo­ra pen­sa­das para o tea­tro, suas pro­po­si­tu­ras cêni­cas são lar­ga­men­te uti­li­za­das por artis­tas de cine­ma e tele­vi­são

Mor­te do quí­mi­co sue­co Jöns Jacob Ber­ze­lius (175 anos) — um dos fun­da­do­res da quí­mi­ca moder­na

Mor­te do can­tor flu­mi­nen­se Orlan­do Sil­va (45 anos)

Cri­a­ção do Ins­ti­tu­to dos Advo­ga­dos Bra­si­lei­ros (180 anos) — ins­ti­tui­ção máxi­ma do conhe­ci­men­to jurí­di­co na prá­ti­ca advo­ca­tí­cia no Bra­sil, cri­a­do por ato ofi­ci­al de 7 de agos­to de 1843, sen­do a enti­da­de res­pon­sá­vel pela cri­a­ção da Ordem dos Advo­ga­dos do Bra­sil

8

Nas­ci­men­to do ex-pilo­to inglês Nigel Man­sell (70 anos) — cam­peão mun­di­al de fór­mu­la 1 em 1992

Dia Mun­di­al do Pedes­tre

9

Cri­a­ção da For­ça Expe­di­ci­o­ná­ria Bra­si­lei­ra, por meio da Por­ta­ria Minis­te­ri­al no 4744 (80 anos)

Dia Inter­na­ci­o­nal dos Povos Indí­ge­nas — come­mo­ra­ção mun­di­al, que foi ins­ti­tuí­da pela Assem­bleia Geral da ONU atra­vés da Reso­lu­ção 49/214 de 23 de dezem­bro de 1994

10

Nas­ci­men­to do poe­ta, advo­ga­do, jor­na­lis­ta, etnó­gra­fo e tea­tró­lo­go mara­nhen­se Antô­nio Gon­çal­ves Dias (200 anos) — gran­de expo­en­te do roman­tis­mo bra­si­lei­ro e da tra­di­ção lite­rá­ria conhe­ci­da como “indi­a­nis­mo”, é famo­so por ter escri­to os poe­mas “Can­ção do Exí­lio”, “I‑Ju­ca-Pira­ma” e mui­tos outros naci­o­na­lis­tas e patrió­ti­cos que viri­am a dar-lhe o títu­lo de poe­ta naci­o­nal do Bra­sil. Foi um ávi­do pes­qui­sa­dor das lín­guas indí­ge­nas e do fol­clo­re bra­si­lei­ro

11

Nas­ci­men­to do Hip Hop (50 anos) — data con­si­de­ra­da pela fes­ta de ani­ver­sá­rio em que Cli­ve Camp­bell, conhe­ci­do como DJ Kool Kerc, tocou uti­li­zan­do dois dis­cos iguais em dois apa­re­lhos, simul­ta­ne­a­men­te, para esten­der as par­tes rít­mi­cas sem letra das músi­cas. Esse movi­men­to ficou conhe­ci­do como “bre­ak beat”

Dia da Tele­vi­são — Data cri­a­da pelo papa Pio XII em 1958 em home­na­gem à San­ta Cla­ra de Assis

Dia do Pen­du­ra — a data faz refe­rên­cia à lei pro­mul­ga­da em 11/08/1827, que cri­ou os pri­mei­ros cur­sos de ciên­ci­as jurí­di­cas no país. É come­mo­ra­da por estu­dan­tes bra­si­lei­ros de Direi­to, que vão aos res­tau­ran­tes e man­dam “pen­du­rar” a con­ta do con­su­mo; tra­di­ção que tem suas rai­zes no 1o Impé­rio do Bra­sil, épo­ca em que os pro­pri­e­tá­ri­os de esta­be­le­ci­men­tos ali­men­tí­ci­os ter­mi­na­vam por con­vi­dar os Advo­ga­dos e Aca­dê­mi­cos de Direi­to para come­mo­ra­rem a data em seus bares e res­tau­ran­tes

12

Mor­te do can­tor flu­mi­nen­se Élcio Neves Bor­ges, o Bar­re­ri­to (25 anos) — inte­gran­te do Trio Para­da Dura

Eclo­de a Revol­ta dos Alfai­a­tes, a Con­ju­ra­ção Bai­a­na (225 anos)

Fun­da­ção da pri­mei­ra esco­la de sam­ba do Bra­sil, a “Dei­xa Falar”, por Isma­el Sil­va, no Está­cio (95 anos)

Dia Inter­na­ci­o­nal da Juven­tu­de — come­mo­ra­ção ins­ti­tuí­da pela ONU na sua reso­lu­ção No 54/120 de 17 de dezem­bro de 1999, con­fir­man­do uma pro­pos­ta da “Con­fe­rên­cia Mun­di­al de Minis­tros Res­pon­sá­veis pela Juven­tu­de”, rea­li­za­da na cida­de de Lis­boa entre 8 e 12 de agos­to de 1998

Dia Naci­o­nal das Artes — come­mo­ra­do extra­o­fi­ci­al­men­te por bra­si­lei­ros para mar­car a data da fun­da­ção da Esco­la Real de Ciên­ci­as, Artes e Ofí­ci­os, que foi cri­a­da em 12 de agos­to de 1816 por um decre­to do então Prín­ci­pe Regen­te do Bra­sil, Dom João VI, sob a ins­pi­ra­ção da Mis­são Artís­ti­ca Fran­ce­sa

Dia dos Pais — come­mo­ra­ção móvel extra­o­fi­ci­al do Bra­sil, cele­bra­da no segun­do domin­go do mês, foi cri­a­da em 1953 pelo publi­ci­tá­rio bra­si­lei­ro Syl­vio Bhe­ring (data móvel)

Edi­ção: Bea­triz Arco­ver­de

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

Brasil deve recuperar 25 milhões de hectares de vegetação nativa

Repro­du­ção: © Symbiosis/ Divul­ga­ção Meta deve ser cumprida até 2030 Publicado em 15/04/2024 — 10:39 …