...
sexta-feira ,19 julho 2024
Home / Educação / Inep divulga hoje gabarito oficial do Enem 2020

Inep divulga hoje gabarito oficial do Enem 2020

img_5753

© Rove­na Rosa/Agência Brasil (Repro­dução)

Participantes podem conferir respostas no site do instituto


Pub­li­ca­do em 27/01/2021 — 06:00 Por Mar­i­ana Tokar­nia — Repórter da Agên­cia Brasil — Rio de Janeiro

O Insti­tu­to Nacional de Estu­dos e Pesquisas Edu­ca­cionais Aní­sio Teix­eira (Inep) divul­ga hoje (27) os gabar­i­tos ofi­ci­ais das provas obje­ti­vas do Exame Nacional do Ensi­no Médio (Enem) 2020. Os par­tic­i­pantes poderão con­ferir as respostas cor­re­tas do exame no site do Inep e no aplica­ti­vo do Enem. 

O Enem impres­so foi apli­ca­do nos dois últi­mos domin­gos, dias 17 e 24 de janeiro. Os par­tic­i­pantes resolver­am questões obje­ti­vas de matemáti­ca, ciên­cias da natureza, ciên­cias humanas e lin­gua­gens. Fiz­er­am tam­bém a pro­va de redação, a úni­ca sub­je­ti­va do exame.

Mes­mo com os gabar­i­tos em mãos, não é pos­sív­el saber a nota no exame. Isso porque o Enem é cor­rigi­do com base na chama­da teo­ria de respos­ta ao item (TRI), que leva em con­sid­er­ação, entre out­ros fatores, a coerên­cia de cada estu­dante na própria pro­va.

Ou seja, se ele acer­tar questões difí­ceis, é esper­a­do que acerte tam­bém as fáceis. Se isso não acon­te­cer, o sis­tema entende que pode ter sido por chute. O estu­dante, então, pon­tua menos que out­ro can­dida­to que ten­ha acer­ta­do as mes­mas questões difí­ceis, mas que ten­ha acer­ta­do tam­bém as fáceis.

Notas finais

A pre­visão para a divul­gação dos resul­ta­dos finais é dia 29 de março. Nes­sa data os par­tic­i­pantes saberão tam­bém quan­to tiraram na redação. Mas, ape­nas depois da divul­gação do resul­ta­do, em data ain­da a ser defini­da, os can­didatos terão aces­so à cor­reção detal­ha­da da pro­va de redação.

Ao todo, segun­do o Inep, cer­ca de 2,5 mil­hões de can­didatos fiz­er­am as provas este ano, número que rep­re­sen­ta menos da metade dos par­tic­i­pantes inscritos nas provas. O Enem 2020 terá ain­da uma ver­são digi­tal, que será apli­ca­da nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro.

As notas poderão ser usadas para aces­sar o ensi­no supe­ri­or e par­tic­i­par de pro­gra­mas como o Sis­tema de Seleção Unifi­ca­da (Sisu) — que ofer­ece vagas em insti­tu­ições públi­cas — Pro­gra­ma Uni­ver­si­dade para Todos (ProUni) — que ofer­ece bol­sas de estu­do em insti­tu­ições pri­vadas — e, Fun­do de Finan­cia­men­to Estu­dan­til (Fies), que ofer­ece finan­cia­men­to a condições mais van­ta­josas do que as de mer­ca­do.

Logística

Após a apli­cação do exame no últi­mo domin­go (24), começou a chama­da eta­pa de logís­ti­ca rever­sa. Nela, os chefes de sala con­fer­em os cartões-respos­ta e as fol­has de redação e de ras­cun­ho dos can­didatos pre­sentes e ausentes. Esse mate­r­i­al é colo­ca­do em mal­otes que são envi­a­dos para as cen­trais de cor­reção do con­sór­cio apli­cador.

Segun­do o Inep, o proces­so é feito com escol­ta mil­i­tar. Os veícu­los usa­dos no trans­porte dos mal­otes são mon­i­tora­dos por satélite e con­tam com um sis­tema de segu­rança máx­i­ma da car­ga trans­porta­da. A real­iza­ção do Enem, antes e após a apli­cação, envolve o Exérci­to, a Polí­cia Civ­il, Polí­cia Mil­i­tar, Bombeiros, a Polí­cia Fed­er­al, as sec­re­tarias de Segu­rança e a Polí­cia Rodoviária Fed­er­al.

Quan­do recebe os mal­otes, o con­sór­cio apli­cador dig­i­tal­iza os cartões com as respostas e as fol­has de redação. Os arquiv­os dig­i­tal­iza­dos das redações são repas­sa­dos às equipes respon­sáveis pela cor­reção dos tex­tos. O Inep expli­ca que, para garan­tir isono­mia na cor­reção, as redações são envi­adas aos mais de 9 mil cor­re­tores sem a iden­ti­fi­cação dos par­tic­i­pantes.

A cor­reção das provas obje­ti­vas é fei­ta por meio de uma tec­nolo­gia de recon­hec­i­men­to do cartão-respos­ta. O cál­cu­lo da nota, usan­do a TRI, é feito pelo con­sór­cio apli­cador e pelos pesquisadores do Inep, que tam­bém são respon­sáveis pela con­fer­ên­cia e a solução de even­tu­al dis­crepân­cia.

Reaplicação

O Enem ocor­reu em meio à pan­demia do novo coro­n­avírus e, por isso, ado­tou uma série de medi­das de segu­rança, como o uso obri­gatório de más­caras. Os par­tic­i­pantes que estivessem com sin­tomas de covid-19 ou out­ra doença infec­to­con­ta­giosa não dev­e­ri­am com­pare­cer aos locais de pro­va. Ess­es estu­dantes poderão faz­er o exame na data da reapli­cação, nos dias 23 e 24 de fevereiro.

Para isso, aque­les que ain­da não o fiz­er­am têm até o dia 29 para solic­i­tar a reapli­cação na Pági­na do Par­tic­i­pante. Podem tam­bém pedir para par­tic­i­par da reapli­cação os can­didatos que foram prej­u­di­ca­dos por questões logís­ti­cas, como fal­ta de água ou luz e aque­les que foram impe­di­dos de faz­er o exame porque as salas estavam lotadas e era pre­ciso garan­tir o dis­tan­ci­a­men­to entre os par­tic­i­pantes. Segun­do o Inep, isso ocor­reu em pelo menos 37 esco­las de 11 cidades.

As provas foram can­ce­ladas no esta­do do Ama­zonas, em Rolim de Moura (RO) e em Espigão D’Oeste (RO) por causa da pan­demia. Ess­es estu­dantes tam­bém dev­erão faz­er o exame na data da reapli­cação. Eles não pre­cis­arão solic­i­tar a par­tic­i­pação. Segun­do o Min­istério da Edu­cação, foram cer­ca de 20 ações judi­ci­ais em todo o país con­trárias à real­iza­ção do exame.

Edição: Graça Adju­to

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

Quem se inscreveu no Enem 2024 tem até quarta-feira para pagar taxa

Repro­dução: © Rafa Neddermeyer/Agência Brasil Provas serão aplicadas nos dias 3 e 10 de novembro …