...
domingo ,21 julho 2024
Home / Noticias / Instabilidade do tempo prejudica buscas em Petrópolis

Instabilidade do tempo prejudica buscas em Petrópolis

 

Repro­dução: © TV Brasil

Chuvas podem voltar a atingir a cidade ainda neste fim de semana


Pub­li­ca­do em 19/02/2022 — 15:51 Por Cristi­na Índio do Brasil – Repórter da Agên­cia Brasil — Rio de Janeiro

A cidade de Petrópo­lis, no esta­do do Rio de Janeiro, dev­as­ta­da pelo tem­po­ral da últi­ma terça-feira (15), ain­da tem pre­visão de chu­vas inten­sas para hoje (19). Des­de o iní­cio da tragé­dia,  o municí­pio vem enfrentan­do momen­tos de retorno das chu­vas que prej­u­dicam as bus­cas por desa­pare­ci­dos e a recu­per­ação da cidade, inclu­sive inter­rompen­do os tra­bal­hos. 

Neste sába­do (19), uma forte nebli­na que começou no meio da man­hã e ain­da seguia no iní­cio da tarde, atra­pal­hou os tra­bal­hos das equipes, incluin­do a reti­ra­da de cor­pos de víti­mas. A nebli­na provo­ca­da por nuvens baixas inter­fere tam­bém na limpeza de locais atingi­dos.

“O posi­ciona­men­to da Zona de Con­vergên­cia do Atlân­ti­co Sul sobre a Região Sud­este man­terá as condições de tem­po instáveis em Petrópo­lis, com chu­vas a qual­quer momen­to. A par­tir da tarde, há pre­visão de pan­cadas de chu­vas inten­sas dev­i­do, tam­bém, a insta­bil­i­dade ger­a­da pelo aque­c­i­men­to diurno”, indi­ca a pre­visão com a qual tra­bal­ha a Defe­sa Civ­il.

A pre­visão de hoje até as 12h de aman­hã indi­ca céu nubla­do a encober­to, com chu­vas fra­cas a mod­er­adas a qual­quer momen­to, com pan­cadas de chu­va moderada/forte nos perío­dos da tarde e noite. “Ven­tos com inten­si­dade fra­ca a mod­er­a­da, sendo mais inten­sa nos momen­tos das pancadas.Temperatura mín­i­ma de 15ºC e máx­i­ma de 24ºC. A umi­dade rel­a­ti­va do ar vari­ará entre 80% e 95%”, acres­cen­tou.

De aman­hã até segun­da-feira (21) às 12h, a pre­visão é de céu nubla­do a encober­to, com pre­visão de chu­vas fra­cas a mod­er­adas a qual­quer momen­to. “Com pan­cadas de chu­va moderada/forte nos perío­dos da tarde e noite. Ven­tos com inten­si­dade fra­ca a mod­er­a­da, sendo mais inten­sa nos momen­tos das pancadas.Temperatura mín­i­ma de 15ºC e máx­i­ma de 24ºC. A umi­dade rel­a­ti­va do ar vari­ará entre 80% e 95%”, infor­mou.

Drones

Para aux­il­iar no res­gate às víti­mas dos desliza­men­tos, uma equipe da Coor­de­nado­ria de Recur­sos Espe­ci­ais (Core), da Polí­cia Civ­il do Rio, uti­liza drones no apoio ao tra­bal­ho da Defe­sa Civ­il. Os equipa­men­tos sobrevoam regiões em bus­ca de sobre­viventes e fazem o mon­i­tora­men­to de áreas atingi­das, além de anal­is­ar riscos de novos desliza­men­tos.

A ação faz parte da força-tare­fa da Polí­cia Civ­il, que con­ta com per­i­tos legis­tas e crim­i­nais, papi­lo­scopis­tas, téc­ni­cos e aux­il­iares de necrop­sia, servi­dores de cartório e de diver­sas del­e­ga­cias da Região Ser­rana que atu­am no apoio ter­restre e aéreo em Petrópo­lis.

Imagens de drone das áreas de deslizamento de encosta em Petrópolis, em decorrência das fortes chuvas que atingiram a região serrana do Rio de Janeiro
Repro­dução: ima­gens de drone das áreas de desliza­men­to de encos­ta em Petrópo­lis, em decor­rên­cia das fortes chu­vas que atin­gi­ram a região ser­rana do Rio — TV Brasil

Mutirão

Os serviços estad­u­ais do Rio de Janeiro fazem hoje e domin­go um esque­ma de mutirão em Petrópo­lis para aten­der famílias atingi­das pelos efeitos da chu­vas que atin­gi­ram a cidade.

Entre os moradores, muitos perder­am os doc­u­men­tos bási­cos. Para garan­tir novas carteiras de iden­ti­dade e a segun­da via de habil­i­tação, o Depar­ta­men­to de Trân­si­to atende em dois pon­tos. Um no pos­to pro­visório em insta­lações cedi­das pela Fecomér­cio no Sesc Qui­tand­in­ha. O out­ro é no Colé­gio Estad­ual Rui Bar­bosa, no Alto da Ser­ra, bair­ro onde ocor­reu o maior número de víti­mas de desaba­men­tos.

O atendi­men­to no Sesc Qui­tand­in­ha é das 9h às 16h para serviços de iden­ti­dade e de habil­i­tação. No Colé­gio Rui Bar­bosa, segue no mes­mo horário, mas somente para os serviços de iden­ti­fi­cação civ­il com a primeira e segun­da vias do reg­istro ger­al (RG), mais con­heci­do como iden­ti­dade.

Além dis­so, duas vans do órgão cir­cu­lam pelos abri­gos bus­can­do pes­soas que pre­cisam dos doc­u­men­tos. Os veícu­los as trans­portam para os dois pon­tos de atendi­men­to. O cadas­tra­men­to dos moradores que pre­cisam dos novos doc­u­men­tos é real­iza­do em parce­ria entre o Detran e Sec­re­taria de Assistên­cia Social de Petrópo­lis.

Já o cadas­tra­men­to de inter­es­sa­dos em rece­ber as lin­has de crédi­tos do Pro­gra­ma Recon­stru­ir Petrópo­lis, é feito no espaço da Age­Rio, insti­tu­ição finan­ceira do gov­er­no do esta­do que estim­u­la o desen­volvi­men­to econômi­co.

O pro­gra­ma foi cri­a­do por causa da tragé­dia e é des­ti­na­do exclu­si­va­mente às víti­mas. Segun­do o gov­er­no do esta­do, a lin­ha de crédi­to soma R$ 200 mil­hões para os negó­cios do municí­pio. “Os recur­sos são para autônomos, infor­mais, microem­preende­dores indi­vid­u­ais e micro e peque­nas empre­sas, que terão taxa de juros zero e carên­cia de até 12 meses”, acres­cen­tou.

Aluguel Social

Tam­bém neste fim de sem­ana segue o cadas­tra­men­to para o Aluguel Social, a ser pago aos que perder­am suas casas na enchente. Os pedi­dos do bene­fí­cio são rece­bidos pela Sec­re­taria de Desen­volvi­men­to Social e Dire­itos Humanos. “Para dar mais celeri­dade ao proces­so, o esta­do flex­i­bi­li­zou uma das regras e os moradores de Petrópo­lis terão até 60 dias para apre­sen­tar o lau­do emi­ti­do pela Defe­sa Civ­il munic­i­pal. O doc­u­men­to ates­ta que há invi­a­bil­i­dade de retorno para residên­cia afe­ta­da” expli­cou, infor­man­do que 229 famílias já foram cadastradas.

Edição: Kle­ber Sam­paio

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

Festival Vale do Café leva música e cultura a municípios do Sul do Rio

Repro­dução: © Prefeitu­ra Munic­i­pal de Vassouras/Direitos reser­va­dos Programação com eventos gratuitos vai até o fim …