...
domingo ,16 junho 2024
Home / Esportes / Jogos da Juventude: quando competir é uma conquista, mesmo sem pódio

Jogos da Juventude: quando competir é uma conquista, mesmo sem pódio

Repro­du­ção: © Lui­za Moraes/COB/Direitos Reser­va­dos

Judoca de Epitaciolândia (AC) trabalha no campo, treina e estuda


Publi­ca­do em 07/09/2023 — 17:16 Por Igor San­tos — Repór­ter da EBC — Rio de Janei­ro

ouvir:

Uma das prin­ci­pais for­mas de cobrir e acom­pa­nhar uma com­pe­ti­ção é por meio dos resul­ta­dos e, no caso de Olim­pía­das ou Jogos da Juven­tu­de, ficar de olho no qua­dro de meda­lhas. No entan­to, even­tos que reú­nem tan­ta gen­te tam­bém têm mui­tas his­tó­ri­as de cam­peões que não vol­ta­ram com um prê­mio no pei­to.

Nos Jogos da Juven­tu­de de 2023, em Ribei­rão Pre­to, o acre­a­no Ale­xan­dre Quei­roz, de 15 anos, foi um deles. Des­de os nove anos, ele tra­ba­lha em plan­ta­ções de milho e arroz em Epi­ta­ci­o­lân­dia, muni­cí­pio que tem menos de 20 mil habi­tan­tes. Hoje, ele con­ci­lia a ati­vi­da­de com os trei­nos no judô, além dos estu­dos. A jor­na­da tri­pla é para equi­li­brar os pró­pri­os sonhos e as neces­si­da­des da famí­lia. Eles moram pró­xi­mos à fron­tei­ra com a Bolí­via.

“Levo todo meu esfor­ço e his­tó­ria de vida para den­tro do tata­me. No cul­ti­vo, você apren­de a dar os pri­mei­ros pas­sos na vida, assim que fun­ci­o­na na minha cida­de, des­de meni­no. É ganhar dinhei­ro, mes­mo pou­co, para aju­dar a colo­car comi­da em casa”, dis­se Ale­xan­dre, em decla­ra­ção dada ao COB.

06.09.2023- Jogos da Juventude 2023 - Ribeirão Preto (SP) - de 01 a 16 de Setembro. Alexandre, da equipe de Judô do Acre durante o primeiro dia da modalidade nos Jogos da Juventude em Ribeirão Preto, SP. Foto Luiza Moraes / COB
Repro­du­ção: “Mos­trei que pos­so estar aqui, repre­sen­tei Epi­ta­ci­o­lân­dia e meu esta­do. Jamais vou esque­cer”, dis­se o judo­ca acre­a­no Ale­xan­dre Quei­roz, de 15 anos, que con­ci­lia o tra­ba­lho no cam­po com os trei­nos e os estu­dos — por Lui­za Moraes/COB/Direitos Reser­va­dos

O jovem ven­ceu a sele­ti­va do esta­do para che­gar à com­pe­ti­ção naci­o­nal, mas aca­bou der­ro­ta­do na pri­mei­ra luta pelo rorai­men­se Pau­lo Ribei­ro, na quar­ta (6). Saiu rea­li­za­do da mes­ma for­ma.

“Mos­trei que pos­so estar aqui, repre­sen­tei Epi­ta­ci­o­lân­dia e meu esta­do. Jamais vou esque­cer”, dis­se ele.

Até o final de quar­ta (6),sexto dia dos Jogos, o esta­do de São Pau­lo seguia no topo do qua­dro de meda­lhas, com 17 ouros e 44 pódi­os no total. O Rio de Janei­ro apa­re­cia em segun­do (11 e 31, res­pec­ti­va­men­te) e o Para­ná (nove e 28) em ter­cei­ro lugar.

TV Brasil transmite ginástica artística nesta sexta

A TV Bra­sil segue trans­mi­tin­do diver­sas moda­li­da­des dos Jogos de Ribei­rão Pre­to. Nes­ta sex­ta (8), a ginás­ti­ca artís­ti­ca esta­rá em foco. São duas trans­mis­sões ao vivo: às 10h e às 14h (horá­ri­os de Bra­sí­lia).

Edi­ção: Cláu­dia Soa­res Rodri­gues

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

São Paulo goleia Santos por 4 a 0 no Brasileiro Feminino

Repro­du­ção: © Staff Images/CBF/Direitos Reser­va­dos Avaí e Ferroviária ficam do 0 a 0 em jogo …