...
quinta-feira ,25 julho 2024
Home / Política / Lira diz que há “insatisfação generalizada” com governo

Lira diz que há “insatisfação generalizada” com governo

Repro­dução: © Lula Marques/ Agên­cia Brasil

Votação de MP dos Ministérios corre risco de não ocorrer nesta quarta


Pub­li­ca­do em 31/05/2023 — 19:37 Por Agên­cia Brasil — Brasília

ouvir:

O pres­i­dente da Câmara dos Dep­uta­dos, Arthur Lira (PP-AL), criti­cou nes­ta quar­ta-feira (31) a fal­ta de artic­u­lação do gov­er­no fed­er­al. Segun­do ele, há uma “insat­is­fação gen­er­al­iza­da” dos dep­uta­dos fed­erais com o gov­er­no e não con­fir­mou para hoje a Medi­da Pro­visória que reestru­tu­ra da Esplana­da dos Min­istérios.

“Não há achaque, não há pedi­dos, não há novas ações, o que há é uma insat­is­fação gen­er­al­iza­da dos dep­uta­dos e, talvez, dos senadores com a fal­ta de artic­u­lação do gov­er­no, e não de um ou out­ro min­istro”, disse em entre­vista à impren­sa.

Lira afir­mou ain­da que a Câmara não deve ser respon­s­abi­liza­da por uma pos­sív­el não aprovação da MP. Ele disse que aler­tou inte­grantes do gov­er­no e o próprio pres­i­dente Luiz Iná­cio Lula da Sil­va sobre a fal­ta de prag­man­tismo na solução de prob­le­mas e de atendi­men­to para que o gov­er­no se orga­ni­zasse, porém, segun­do o dep­uta­do, não ocor­reu até o momen­to.

“Se hoje o resul­ta­do não for de aprovação ou votação da Medi­da Pro­visória, não dev­erá a Câmara ser respon­sáv­el pela fal­ta de orga­ni­za­ção políti­ca do gov­er­no”, disse.

Lira terá uma reunião com os líderes dos par­tidos e ban­cadas para avaliar se a MP deve ser colo­ca­da na pau­ta de votação de hoje.

“Vamos con­ver­sar com os líderes e sen­tir com os líderes se a Câmara dará mais uma vez crédi­to ao gov­er­no. Quem está votan­do as matérias de gov­er­no são, pas­mem, os par­tidos de oposição e os inde­pen­dentes. Não temos, pen­so os par­tidos, essa obri­gação políti­ca. Não é uma matéria de vida ou morte para o país. É uma matéria de orga­ni­za­ção do gov­er­no”.

MP dos Ministérios

A Medi­da Pro­visória (MP) 1.154/2023 define a estru­tu­ra de min­istérios do gov­er­no Lula, que pas­saram de 23 para 31. Além dis­so, seis órgãos gan­haram sta­tus de min­istérios, total­izan­do 37 min­istros.

A comis­são mista que anal­isou a MP aprovou o relatório do dep­uta­do Isnal­do Bul­hões Jr (MDB-AL) alter­ou a pro­pos­ta orig­i­nal, como a reti­ra­da da demar­cação de ter­ras tradi­cionais do Min­istério dos Povos Indí­ge­nas (MPI) e voltan­do a atribuição ao Min­istério da Justiça e Segu­rança Públi­ca.

A MP pre­cisa ser vota­da pela Câmara e o Sena­do até esta quin­ta-feira (1º). Ou perderá a val­i­dade. Assim, o gov­er­no voltaria a ter a estru­tu­ra deix­a­da pela gestão pas­sa­da.

Durante todo o dia, o gov­er­no está mobi­liza­do para que a MP seja aprova­da. Lira disse que rece­beu mais cedo um tele­fone­ma do pres­i­dente Lula para tratar do tema.

Edição: Car­oli­na Pimentel

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

Lula cobra agilidade na liberação de recursos para o Rio Grande do Sul

Repro­dução: © Ricar­do Stuck­ert / PR Presidente esteve em solenidade para anunciar nova medidas ao …