...
sábado ,20 julho 2024
Home / Noticias / Lula decreta intervenção federal na segurança pública do DF

Lula decreta intervenção federal na segurança pública do DF

Repro­dução: © Divulgação/Ricardo Stuck­ert

Secretário executivo do Ministério da Justiça será interventor


Pub­li­ca­do em 08/01/2023 — 18:44 Por Pedro Peduzzi e Well­ton Máx­i­mo – Repórteres da Agên­cia Brasil — Brasília
Atu­al­iza­do em 08/01/2023 — 18:55

ouvir:

O pres­i­dente da Repúbli­ca, Luiz Iná­cio Lula da Sil­va, anun­ciou a pub­li­cação neste domin­go (8) de um decre­to que pre­vê a inter­venção na área de segu­rança públi­ca do gov­er­no do Dis­tri­to Fed­er­al (GDF). Segun­do o decre­to, o pra­zo da inter­venção vai até 31 de janeiro de 2023.

“Essa inter­venção está lim­i­ta­da à área de segu­rança públi­ca, com o obje­ti­vo de con­ter o grave com­pro­me­ti­men­to da ordem públi­ca no DF, mar­ca­do pela vio­lên­cia con­tra pré­dios públi­cos”, disse Lula durante viagem que faz a Araraquara (SP).

A inter­venção será coman­da­da pelo secretário exec­u­ti­vo do Min­istério da Justiça, Ricar­do Cap­pel­li, sub­or­di­na­do dire­ta­mente à Presidên­cia da Repúbli­ca. “O inter­ven­tor poderá req­ui­si­tar recur­sos finan­ceiros, tec­nológi­cos, estru­tu­rais necessários a quais­quer órgãos”, acres­cen­tou Lula.

Segun­do o decre­to, leis que não tiverem relação com segu­rança públi­ca per­manecem sob respon­s­abil­i­dade do gov­er­no local.

Lula decreta intervenção federal na segurança pública do DF
Repro­dução: Lula dec­re­ta inter­venção fed­er­al na segu­rança públi­ca do DF — Divulgação/Ricardo Stuck­ert

Antes de assi­nar o decre­to, o pres­i­dente con­de­nou os atos anti­democráti­cos que tomaram con­ta da Praça dos Três Poderes e disse ter havi­do fal­ha de segu­rança. “Achamos que hou­ve fal­ta de segu­rança. Que­ria diz­er para vocês que todas as pes­soas que fiz­er­am isso serão encon­tradas e punidas. Eles vão perce­ber que a democ­ra­cia garante o dire­ito de liber­dade, de livre comu­ni­cação e expressão, mas vão exi­gir que as pes­soas respeit­em as insti­tu­ições cri­adas para for­t­ale­cer a democ­ra­cia”, declar­ou.

O pres­i­dente prom­e­teu que todas as pes­soas que par­tic­i­param da depredação serão punidas pela lei e chamou de irre­spon­sáveis os atos anti­democráti­cos. “É impor­tante lem­brar que a esquer­da brasileira teve gente tor­tu­ra­da, mor­ta, desa­pare­ci­da. Nun­ca vocês ler­am notí­cias de gente de esquer­da invadin­do o Con­gres­so, o Supre­mo Tri­bunal Fed­er­al e o Palá­cio do Planal­to”, disse.

“Essa gente tem de ser puni­da, inclu­sive vamos desco­brir quem são os finan­ciadores dess­es vân­da­los que foram a Brasília, e todos eles pagarão com a força da lei pelo gesto de irre­spon­s­abil­i­dade, esse gesto anti­democráti­co e esse gesto de vân­da­los e de fascis­tas”, declar­ou o pres­i­dente, que clas­si­fi­cou de bar­bárie a invasão das sedes dos Três Poderes.

A Polí­cia Mil­i­tar do Dis­tri­to Fed­er­al infor­mou que todas ações da PMDF têm, por base, ori­en­tações que são deter­mi­nadas pelas autori­dades de segu­rança do Gov­er­no do Dis­tri­to Fed­er­al, e respon­s­abi­li­zou even­tu­ais fal­has de plane­ja­men­to nas ações de pro­teção à Praça dos Três Poderes à Sec­re­taria de Segu­rança Públi­ca do Dis­tri­to Fed­er­al. A sec­re­taria tin­ha à frente o ex-min­istro da Justiça de Jair Bol­sonaro, Ander­son Tor­res, que foi exon­er­a­do há pouco pelo gov­er­nador Ibaneis Rocha.

Interventor federal

Pelo Twit­ter, o min­istro da Justiça e Segu­rança Públi­ca, Flávio Dino, disse que o secretário Ricar­do Cap­pel­li já se deslo­cou para assumir a inter­venção na Sec­re­taria de Segu­rança Públi­ca do Dis­tri­to Fed­er­al. “E seguimos com as oper­ações cabíveis visan­do ao resta­b­elec­i­men­to da ordem públi­ca”, com­ple­tou o min­istro.

De acor­do com infor­mações do min­istério, Cap­pel­li é jor­nal­ista, espe­cial­ista em admin­is­tração públi­ca pela Fun­dação Getulio Var­gas (FGV) e atua, há 22 anos, na admin­is­tração públi­ca. Ele já foi secretário munic­i­pal, secretário estad­ual e secretário nacional em áreas diver­sas no esta­do do Maran­hão.

Veja na TV Brasil:

 

Matéria atu­al­iza­da às 18h55 para acrésci­mo de infor­mações sobre o inter­ven­tor fed­er­al

Edição: Bruna Saniele

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

Número de motoristas com problema de visão cresce quase 80% em 10 anos

Repro­dução: © Joéd­son Alves/Agência Brasil Total passou de 14,4 milhões, em 2014, para 25,4 milhões, …