...
terça-feira ,18 junho 2024
Home / Noticias do Mundo / Mais 599 estrangeiros são autorizados a deixar Faixa de Gaza

Mais 599 estrangeiros são autorizados a deixar Faixa de Gaza

Repro­du­ção: © REUTERS/Arafat BarbakhREUTERS/Arafat Bar­bakh

Pela quarta vez, não há brasileiros autorizados a ingressar no Egito


Publi­ca­do em 04/11/2023 — 11:59 Por Alex Rodri­gues — Repór­ter da Agên­cia Bra­sil — Bra­sí­lia

ouvir:

Mais 599 estran­gei­ros foram auto­ri­za­dos a dei­xar a Fai­xa de Gaza, no Ori­en­te Médio, e ingres­sar no Egi­to, por ter­ra, nes­te sába­do (4). O gru­po é for­ma­do por 386 cida­dãos que pos­su­em pas­sa­por­tes emi­ti­dos pelo gover­no dos Esta­dos Uni­dos; 112 pelo Rei­no Uni­do; 51 pela Fran­ça e 50 pela Ale­ma­nha.

Este é o quar­to gru­po de estran­gei­ros ou resi­den­tes com dupla naci­o­na­li­da­de que as auto­ri­da­des egíp­ci­as e isra­e­len­ses, com a anuên­cia do gover­no nor­te-ame­ri­ca­no, auto­ri­zam a ingres­sar em ter­ri­tó­rio egíp­cio, esca­pan­do à guer­ra entre Isra­el e o Hamas, gru­po que con­tro­la a Fai­xa de Gaza – estrei­to peda­ço de ter­ra de cer­ca de 41quilômetros de com­pri­men­to por 10 quilô­me­tros de lar­gu­ra, banha­da pelo Mar Medi­ter­râ­neo, e onde vivem cer­ca de 2,2 milhões de pales­ti­nos.

Des­de a últi­ma quar­ta-fei­ra (1º), quan­do cer­ca de 580 pes­so­as – entre elas, 81 feri­dos – foram auto­ri­za­das a atra­ves­sar a pas­sa­gem de Rafah, cer­ca de 2.327 homens, mulhe­res, cri­an­ças e ido­sos de dife­ren­tes naci­o­na­li­da­des pude­ram ingres­sar em ter­ri­tó­rio egíp­cio. Entre eles, nenhum é bra­si­lei­ro.

Trin­ta e qua­tro bra­si­lei­ros que pedi­ram auxí­lio ao gover­no bra­si­lei­ro estão abri­ga­dos nas cida­des de Khan You­nes e Rafah, na Fai­xa de Gaza, pró­xi­mas à fron­tei­ra. Segun­do o Minis­té­rio das Rela­ções Exte­ri­o­res, o esque­ma de repa­tri­a­ção do gru­po pre­vê auxí­lio des­de a saí­da da Fai­xa de Gaza – com equi­pes e ôni­bus de pron­ti­dão, medi­ca­men­tos e ali­men­ta­ção – até o embar­que no Aero­por­to do Cai­ro, onde um avião da For­ça Aérea Bra­si­lei­ra (FAB) os aguar­da.

Na quin­ta-fei­ra (2), após a segun­da lis­ta ser divul­ga­da sem con­tem­plar nenhum bra­si­lei­ro, a asses­so­ria do Ita­ma­raty rea­fir­mou a jor­na­lis­tas não haver como pre­ver em quan­to tem­po os 34 bra­si­lei­ros serão auto­ri­za­dos a dei­xar Gaza, já que os cri­té­ri­os de sele­ção são apli­ca­dos pelas auto­ri­da­des locais. O gover­no bra­si­lei­ro, con­tu­do, segue con­ta­tan­do lide­ran­ças regi­o­nais a fim de ten­tar agi­li­zar a repa­tri­a­ção dos bra­si­lei­ros e de seus paren­tes de outras naci­o­na­li­da­des.

Ape­sar dis­so, nes­ta sex­ta-fei­ra (3), o minis­tro das Rela­ções Exte­ri­o­res, Mau­ro Viei­ra, afir­mou que os 34 bra­si­lei­ros devem ser auto­ri­za­dos a cru­zar a fron­tei­ra até a pró­xi­ma quar­ta-fei­ra (8).

“Tive uma con­ver­sa telefô­ni­ca — foi a quar­ta que tive com o minis­tro das Rela­ções Exte­ri­o­res de Isra­el, Eli Cohen — e ele me deu garan­ti­as de que até quar­ta-fei­ra todos os bra­si­lei­ros que estão em Gaza pode­rão sair pela pas­sa­gem de Rafah”, dis­se Viei­ra, acres­cen­tan­do não estar des­car­ta­da a pos­si­bi­li­da­de da libe­ra­ção ocor­rer antes.

Edi­ção: Valé­ria Agui­ar

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

Brasil repudia massacre de palestinos famintos: “situação intolerável”

Repro­du­ção: © Fotos REUTERS/Shadi  Taba­ti­bi Em nota, Itamaraty diz que ação não tem qualquer limite …