...
quarta-feira ,17 abril 2024
Home / Cultura / Masp inaugura nova mostra dedicada ao trabalho de Beatriz Milhazes

Masp inaugura nova mostra dedicada ao trabalho de Beatriz Milhazes

Sem título, 1994 Acrílica sobre tela 67 x 87 cm Coleção particular, Rio de Janeiro Foto: Manuel Águas & Pepe Schettino
Repro­du­ção: © Manu­el Águas & Pepe Schettino/Direitos reser­va­dos

São 17 pinturas de pequeno formato, produzidas de 1989 a 2020


Publi­ca­do em 25/06/2021 — 06:38 Por Elai­ne Patri­cia Cruz – Repór­ter da Agên­cia Bra­sil — São Pau­lo

A obra da artis­ta Bea­triz Milha­zes vol­ta a ganhar espa­ço no Museu de Arte de São Pau­lo (Masp) a par­tir des­ta sex­ta-fei­ra (25). Após uma expo­si­ção dedi­ca­da à artis­ta ter che­ga­do ao fim no Masp, no últi­mo dia 6, uma nova mos­tra ganha espa­ço esta sema­na, apre­sen­tan­do 17 pin­tu­ras de peque­no for­ma­to pro­du­zi­das por Bea­triz Milha­zes no perío­do de 1989 a 2020.

Conhe­ci­da, entre outras coi­sas, por sua pin­tu­ra base­a­da na cola­gem, mul­ti­co­lo­ri­da e cheia de cama­das, a artis­ta é uma gran­de repre­sen­tan­te da arte con­tem­po­râ­nea bra­si­lei­ra. Milha­zes desen­vol­veu a téc­ni­ca que deno­mi­nou mono­trans­fer, em que ela pin­ta sobre uma folha de plás­ti­co trans­pa­ren­te e depois decal­ca ou trans­fe­re o ele­men­to pin­ta­do e seco para a tela.

Nes­sa mos­tra atu­al, vão ser apre­sen­ta­das as obras desen­vol­vi­das em telas dimi­nu­tas, que foram ago­ra ins­ta­la­das numa úni­ca pare­de. Essa con­cen­tra­ção das telas, segun­do o Masp, foi deli­be­ra­da e acen­tu­a­da pelo vazio de outras super­fí­ci­es, todas pin­ta­das em azul. “O gabi­ne­te é uma pos­si­bi­li­da­de azul de con­vi­ver, obser­var, ana­li­sar, sen­tir e refle­tir sobre as pin­tu­ras de peque­no for­ma­to. Um pas­seio poé­ti­co e cari­nho­so por minha his­tó­ria, por meio de publi­ca­ções cro­no­ló­gi­cas dos anos 1980 a 2020”, dis­se a artis­ta sobre a nova expo­si­ção.

sem_titulo_1990-1992

Repro­du­ção: Sem títu­lo, 1990–1992 Acrí­li­ca sobre tela 57 x 104 cm Cole­ção par­ti­cu­lar, Ban­dei­ran­tes, Para­ná — Foto Romu­lo Fialdini/Direitos reser­va­dos

Duas outras obras de Bea­triz Milha­zes tam­bém podem ser vis­tas no local: Ave­ni­da Pau­lis­ta (2020), fei­ta espe­ci­al­men­te para a expo­si­ção ante­ri­or e doa­da pela artis­ta ao Masp, e a escul­tu­ra Maro­la (2010–2015), um emprés­ti­mo de lon­ga dura­ção da artis­ta ao museu.

Tam­bém será man­ti­da, da expo­si­ção ante­ri­or, a vitri­ne com mais de 80 docu­men­tos rela­ci­o­na­dos aos 30 anos de car­rei­ra da artis­ta, entre eles con­vi­tes, fol­ders, catá­lo­gos e livros.

A mos­tra rece­beu o nome de Gabi­ne­te Bea­triz Milha­zes e fica em car­taz até o dia 1o de agos­to. A cura­do­ria é de Adri­a­no Pedro­sa, dire­tor artís­ti­co do Masp, e de Aman­da Car­nei­ro, cura­do­ra assis­ten­te do museu.

O Masp tem entra­da gra­tui­ta todas as ter­ças-fei­ras e, duran­te todo o mês de julho, tam­bém terá entra­da gra­tui­ta às quar­tas-fei­ras. O agen­da­men­to para a expo­si­ção deve ser fei­to por meio do site masp.org.br/ingressos.

Edi­ção: Gra­ça Adju­to

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

Brasília (DF) 26-03-2024 Presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, falando sobre a decisão da CCJ durante coletiva. Foto Lula Marques/ Agência Brasil

Lira critica Padilha; ministro reage com vídeo de Lula

Repro­du­ção: © Lula Marques/ Agên­cia Bra­sil Deputado fez declaração ao ser questionado sobre prisão de …