...
domingo ,14 abril 2024
Home / Justiça / Milicianos do Rio são transferidos para presídio de segurança máxima

Milicianos do Rio são transferidos para presídio de segurança máxima

Repro­du­ção: © CNJ/Divulgação

Transferências foram determinadas pela Justiça


Publicado em 17/03/2024 — 11:24 Por Cristina Índio do Brasil — Repórter da Agência Brasil — undefined

ouvir:

O mili­ci­a­no Luiz Antô­nio da Sil­va Bra­ga, o Zinho, foi trans­fe­ri­do da Peni­ten­ciá­ria Laér­cio da Cos­ta Pele­gri­no (Ban­gu 1), no Com­ple­xo de Geri­ci­nó, na zona oes­te do Rio, para a Peni­ten­ciá­ria Fede­ral de Cam­po Gran­de, em Mato Gros­so do Sul. O tam­bém mili­ci­a­no Mar­ce­lo de Luna Sil­va, o Boqui­nha, foi trans­fe­ri­do na mes­ma ope­ra­ção. Os dois são acu­sa­dos de inte­grar a prin­ci­pal milí­cia da zona oes­te do Rio. As trans­fe­rên­ci­as para um pre­sí­dio fede­ral de segu­ran­ça máxi­ma foram deter­mi­na­das pela Jus­ti­ça.

De acor­do com o gover­no do esta­do, 16 poli­ci­ais penais do Ser­vi­ço de Ope­ra­ções Espe­ci­ais, do Gru­pa­men­to de Ser­vi­ços de Escol­ta, e cin­co via­tu­ras da Secre­ta­ria de Esta­do de Admi­nis­tra­ção Peni­ten­ciá­ria do Rio (Seap) par­ti­ci­pa­ram da ope­ra­ção rea­li­za­da nes­se sába­do (16). Os agen­tes escol­ta­ram o mili­ci­a­no de Ban­gu até o Aero­por­to San­tos Dumont, na região cen­tral da cida­de. No ter­mi­nal, Zinho foi entre­gue a cin­co poli­ci­ais da Secre­ta­ria Naci­o­nal de Polí­ti­cas Penais (Senap­pen), res­pon­sá­veis por escol­tar o cri­mi­no­so até a peni­ten­ciá­ria de Mato Gros­so do Sul.

O gover­na­dor do Rio des­ta­cou o fato de a ope­ra­ção ter sido rea­li­za­da sem qual­quer ocor­rên­cia que a puses­se em ris­co. Cláu­dio Cas­tro afir­mou que as trans­fe­rên­ci­as inter­rom­pem o coman­do que os cri­mi­no­sos con­ti­nu­am ten­do ape­sar de pre­sos. “Com a trans­fe­rên­cia de lide­ran­ças de milí­ci­as e de fac­ções para pre­sí­di­os em outros esta­dos, con­se­gui­mos inter­rom­per uma cadeia de coman­do que eles con­ti­nu­am exer­cen­do mes­mo estan­do pre­sos”, dis­se em nota.

Para a secre­tá­ria de Esta­do de Admi­nis­tra­ção Peni­ten­ciá­ria, Maria Rosa Lo Duca Nebel, a ope­ra­ção mos­trou inte­gra­ção entre órgãos do esta­do e do gover­no fede­ral. “A ação de hoje mos­tra que a Seap, jun­ta­men­te com a Senap­pen, está tra­ba­lhan­do de for­ma cada vez mais inte­gra­da em prol da segu­ran­ça do povo do Rio. Esta­mos cum­prin­do nos­so papel de pre­ser­var a ordem e a dis­ci­pli­na jun­to nas uni­da­des pri­si­o­nais, impe­din­do que essas lide­ran­ças se arti­cu­lem além dos muros”.

Prisão

Luiz Antô­nio da Sil­va Bra­ga foi pre­so no dia 24 de dezem­bro de 2023, quan­do se apre­sen­tou à Supe­rin­ten­dên­cia da Polí­cia Fede­ral (PF) no Rio, na Pra­ça Mauá, região por­tuá­ria da cida­de. A pri­são ocor­reu depois de inten­sas nego­ci­a­ções entre seus advo­ga­dos, a Secre­ta­ria de Segu­ran­ça Públi­ca e a PF.

Zinho é apon­ta­do como res­pon­sá­vel por coman­dar os ata­ques à zona oes­te no final do ano pas­sa­do. Naque­le momen­to, havia, pelo menos, 12 man­da­dos de pri­são con­tra o mili­ci­a­no expe­di­dos pela Jus­ti­ça.

Transferências

Con­for­me o gover­no flu­mi­nen­se, 18 pre­sos de alta peri­cu­lo­si­da­de foram trans­fe­ri­dos para pre­sí­di­os fede­rais nos últi­mos meses. Em julho e agos­to de 2023, em uma mega­o­pe­ra­ção foram trans­fe­ri­das 16 pes­so­as que coman­da­vam orga­ni­za­ções cri­mi­no­sas. Tam­bém nes­sa ação, segun­do o gover­no do esta­do, não hou­ve ocor­rên­ci­as e tudo foi rea­li­za­do em total segu­ran­ça, de for­ma con­jun­ta pela Seap com outras for­ças de segu­ran­ça, como as polí­ci­as Civil e Mili­tar, o Cor­po de Bom­bei­ros, a PF e a Senap­pen.

Edi­ção: Gra­ça Adju­to

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

Moraes liberta coronéis da PMDF réus por omissão no 8 de janeiro

Repro­du­ção: © Antô­nio Cruz/ Agên­cia Brasil/Arquivo Eles usarão tornozeleira eletrônica e não podem utilizar redes …