...
domingo ,14 abril 2024
Home / Justiça / Moraes dá 48h para Bolsonaro explicar estadia na embaixada da Hungria

Moraes dá 48h para Bolsonaro explicar estadia na embaixada da Hungria

Repro­du­ção: © Lula Marques/ Agên­cia Bra­sil

Ex-presidente se hospedou no local de 12 a 14 de fevereiro


Publicado em 26/03/2024 — 09:50 Por Felipe Pontes – Repórter da Agência Brasil — Brasília

ouvir:

O minis­tro Ale­xan­dre de Mora­es, do Supre­mo Tri­bu­nal Fede­ral (STF), abriu pra­zo de 48 horas para que o ex-pre­si­den­te Jair Bol­so­na­ro escla­re­ça sua per­ma­nên­cia na embai­xa­da da Hun­gria, em Bra­sí­lia, por dois dias em feve­rei­ro. A esta­dia ocor­reu após ele ter o pas­sa­por­te apre­en­di­do.

A hos­pe­da­gem de Bol­so­na­ro na embai­xa­da foi reve­la­da na tar­de de segun­da-fei­ra (25), pelo jor­nal nor­te-ame­ri­ca­no The New York Times. O jor­nal dos Esta­dos Uni­dos ana­li­sou ima­gens do cir­cui­to de segu­ran­ça do local e publi­cou víde­os que mos­tram a entra­da e a saí­da do ex-pre­si­den­te.

As embai­xa­das são ambi­en­tes pro­te­gi­dos, fora do alcan­ce das leis e das auto­ri­da­des bra­si­lei­ras. A per­ma­nên­cia nes­ses locais, em tese, pode con­fi­gu­rar bur­la à deter­mi­na­ção de não se ausen­tar do país, já que o obje­ti­vo da medi­da é exa­ta­men­te man­ter o inves­ti­ga­do ao alcan­ce das for­ças de segu­ran­ça naci­o­nais.

As ima­gens da câme­ra de segu­ran­ça da embai­xa­da mos­tram que o ex-pre­si­den­te per­ma­ne­ceu no local de 12 a 14 de feve­rei­ro, acom­pa­nha­do por segu­ran­ças. O embai­xa­dor Miklós Hal­mai tam­bém apa­re­ce acom­pa­nhan­do Bol­so­na­ro.

A embai­xa­da esta­va pra­ti­ca­men­te vazia, mos­tram as ima­gens, exce­to por alguns diplo­ma­tas hún­ga­ros que moram no local. Segun­do o jor­nal, os fun­ci­o­ná­ri­os esta­vam de féri­as por­que a esta­dia de Bol­so­na­ro foi duran­te o feri­a­do de car­na­val.

Segun­do a repor­ta­gem, no dia 14 de feve­rei­ro, os diplo­ma­tas hún­ga­ros con­ta­ta­ram os fun­ci­o­ná­ri­os bra­si­lei­ros, que deve­ri­am retor­nar ao tra­ba­lho no dia seguin­te, dan­do a ori­en­ta­ção para que ficas­sem em casa pelo res­to da sema­na.

Passaporte

O pas­sa­por­te de Bol­so­na­ro foi apre­en­di­do por deter­mi­na­ção de Mora­es no âmbi­to da ope­ra­ção Tem­pus Veri­ta­tis, que apu­ra a exis­tên­cia de uma tra­ma gol­pis­ta no alto esca­lão do gover­no do ex-pre­si­den­te.

A repor­ta­gem do The New York Times mos­tra que Bol­so­na­ro entrou na embai­xa­da da Hun­gria dias depois de sua defe­sa entre­gar o pas­sa­por­te dele à Polí­cia Fede­ral (PF). A defe­sa de Bol­so­na­ro che­gou a pedir a devo­lu­ção do docu­men­to, ale­gan­do não haver ris­co de fuga.

Bol­so­na­ro está sujei­to tam­bém a outras medi­das cau­te­la­res deter­mi­na­das por Mora­es, como a proi­bi­ção de se comu­ni­car com os demais inves­ti­ga­dos, entre outras. Em depoi­men­to à PF, os ex-coman­dan­tes do Exér­ci­to e da Aero­náu­ti­ca colo­ca­ram o ex-pre­si­den­te no cen­tro da tra­ma gol­pis­ta.

Defesa

A defe­sa do ex-pre­si­den­te da Repú­bli­ca con­fir­mou que ele pas­sou dois dias hos­pe­da­do na embai­xa­da da Hun­gria em Bra­sí­lia “para man­ter con­ta­tos com auto­ri­da­des do país ami­go”. Em nota, os advo­ga­dos de Bol­so­na­ro dizem que ele man­tém um bom rela­ci­o­na­men­to com o pre­mi­er hún­ga­ro, com quem se encon­trou recen­te­men­te na pos­se do pre­si­den­te Javi­er Milei, em Bue­nos Aires.

“Nos dias em que este­ve hos­pe­da­do na embai­xa­da magi­ar [hún­ga­ra], a con­vi­te, o ex-pre­si­den­te bra­si­lei­ro con­ver­sou com inú­me­ras auto­ri­da­des do país ami­go atu­a­li­zan­do os cená­ri­os polí­ti­cos das duas nações. Quais­quer outras inter­pre­ta­ções que extra­po­lem as infor­ma­ções aqui repas­sa­das se cons­ti­tu­em em evi­den­te obra fic­ci­o­nal, sem rela­ção com a rea­li­da­de dos fatos e são, na prá­ti­ca, mais um rol de fake news”, diz a defe­sa de Bol­so­na­ro.

Na tar­de de segun­da-fei­ra (25), duran­te um even­to do PL em São Pau­lo, Bol­so­na­ro comen­tou indi­re­ta­men­te o caso, dizen­do que fre­quen­ta embai­xa­das e con­ver­sa com che­fes de Esta­do.

“Mui­tas vezes esses che­fes de Esta­do ligam para mim, para que eu pos­sa pres­tar infor­ma­ções pre­ci­sas do que acon­te­ce em nos­so Bra­sil. Fre­quen­to embai­xa­das tam­bém aqui pelo nos­so Bra­sil, con­ver­so com os embai­xa­do­res. Não tenho pas­sa­por­te, está deti­do, senão esta­ria com o Tar­cí­sio [Frei­tas, gover­na­dor de São Pau­lo] jun­ta­men­te com Ronal­do Cai­a­do [gover­na­dor de Goiás] nes­sa via­gem a Isra­el, um país irmão, um país fan­tás­ti­co em todos os aspec­tos.

Edi­ção: Deni­se Gri­e­sin­ger

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

Moraes liberta coronéis da PMDF réus por omissão no 8 de janeiro

Repro­du­ção: © Antô­nio Cruz/ Agên­cia Brasil/Arquivo Eles usarão tornozeleira eletrônica e não podem utilizar redes …