...
segunda-feira ,22 julho 2024
Home / Noticias / Morre Genival Lacerda, ícone do forró

Morre Genival Lacerda, ícone do forró

Genival Lacerda no palco antes de uma apresentação
© Repro­dução / Face­book

Cantor faleceu aos 89 anos vítima da covid-19


Pub­li­ca­do em 07/01/2021 — 10:24 Por Pedro Peduzzi — Repórter da Agên­cia Brasil — Brasília

O for­ró perdeu, na madru­ga­da de hoje (7), um de seus maiores ícones: o can­tor e com­pos­i­tor Geni­val Lac­er­da, aos 89 anos, em decor­rên­cia da covid-19. A notí­cia foi divul­ga­da por famil­iares nas redes socais. Lac­er­da esta­va inter­na­do na unidade de ter­apia inten­si­va do Hos­pi­tal da Unimed, no Recife, des­de o final de novem­bro.

Nasci­do em Camp­ina Grande, no ano de 1931, cidade que é con­sid­er­a­da a cap­i­tal do for­ró na Paraí­ba, Lac­er­da foi autor de suces­sos como Seve­ri­na Xique Xique, De quem é esse jegue? Rad­in­ho de Pil­ha, em meio aos cer­ca de 70 dis­cos lança­dos por ele – o primeiro deles, grava­do em 1955, quan­do já havia se muda­do para Per­nam­bu­co.

Incen­ti­va­do por seu con­cun­hado, o músi­co Jack­son do Pan­deiro, Lac­er­da se mudou para o Rio de Janeiro em 1964, onde tra­bal­hou em algu­mas casas de for­ró. O salto na car­reira só veio em 1975, quan­do lançou a músi­ca Sev­e­ri­na Xique-Xique – famosa pelo ver­so “ele tá de olho é na butique dela”, fei­ta em parce­ria com João Gonçalves. O dis­co vendeu cer­ca de 800 mil cópias.

AVC e covid-19

Em maio, antes de ser con­t­a­m­i­na­do pelo novo coro­n­avírus, o músi­co já havia sofri­do um aci­dente vas­cu­lar cere­bral (AVC).

Geni­val Lac­er­da vin­ha apre­sen­tan­do pio­ra em seu quadro de saúde nos últi­mos dias, a pon­to de a família usar as redes soci­ais para pedir que as pes­soas doassem sangue para ajudá-lo.

Edição: Valéria Aguiar

Agên­cia Brasil / EBC


Você pode Gostar de:

Jornalista da TV Brasil Luciana Barreto é finalista do Prêmio Jabuti

Repro­dução: © Tânia Rêgo/Agência Brasil Tema do livro é o ódio nas redes sociais Publicado …