sábado ,8 maio 2021
Home / Saúde / Mortes por covid-19 no país aumentam 10% em uma semana

Mortes por covid-19 no país aumentam 10% em uma semana

Equipamento de ventilação pulmonar mecânica. Centro Hospitalar Covid-19 do Instituto Nacional de Infectologia, INI. Unidade hospitalar de montagem rápida com 200 leitos exclusivos de tratamento intensivo e semi-intensivo de pacientes graves infectados pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2).
Reprodução: © Paulo Lara/Fiocruz

Novos casos confirmados tiveram uma queda de 14%


Publicado em 09/04/2021 – 16:02 Por Jonas Valente – Repórter Agência Brasil – Brasília

O total de vidas perdidas para a covid-19 cresceu 10% na Semana Epidemiológica 13, de 28 de março a 3 de abril. Nesse período, foram registradas 19.643 novas mortes, contra 17.798 confirmadas na semana anterior. A média móvel de mortes (total de vidas perdidas pelo número de dias) na SE 13 ficou em 2.806.

Os dados estão no Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde sobre o Coronavírus Nº 57. O documento reúne a avaliação da pasta sobre a evolução da pandemia, considerando as semanas epidemiológicas e tipo de medicação empregada por autoridades de saúde para essas situações.

A curva de mortes mostra um aumento intenso a partir do fim do mês de fevereiro. O resultado da SE 13 é quase o dobro de há um mês, quando na SE 9 foram registrados 10.104 mortes.

grafico_covid_2_pag_9

Reprodução: Distribuição dos novos registros de óbitos (A) por covid-19 por semana epidemiológica de notificação. Brasil, 2020-21 – Divulgação/Ministério da Saúde

O total de novos casos confirmados, contudo, sofreu uma queda de 14%. Na Semana Epidemiológica 13 foram registrados 463.235 novos diagnósticos, contra 539.903 novas notificações de pessoas infectadas com o novo coronavírus na semana anterior.

grafico_covid_2_pag_8

Reprodução: Distribuição dos novos registros de casos por covid-19 por semana epidemiológica de notificação. Brasil, 2020-21. – Divulgação/Ministério da Saúde

Estados

Conforme o boletim epidemiológico, um estado teve acréscimo de casos na Semana Epidemiológica 13, enquanto seis ficaram estáveis e 20 tiveram redução. O aumento ocorreu em Mato Grosso do Sul (11%). Já as quedas mais intensas ocorreram em Paraná (39%) e Goiás (38%).

Quando consideradas as mortes, o número de estados com aumento das curvas foi 14, cinco ficaram estáveis e oito tiveram diminuição em relação ao balanço da semana anterior. Os aumentos mais representativos foram registrados no Rio de Janeiro (59%) e Minas Gerais (35%). As maiores quedas aconteceram no Amazonas (26%) e Rio Grande do Norte (24%).

Mundo

O Brasil se consolidou como país com mais novas mortes e aumentou sua diferença para o segundo colocado, os Estados Unidos (5.832). Os números daqui foram mais do que o triplo das vidas perdidas nos EUA. Em seguida vêm Índia (3.071), Itália (3.068) e Polônia (2.984).

Enquanto a curva no Brasil sobe de forma intensa, a curva de mortes nos EUA vem fazendo movimento inverso. Quando considerados números absolutos, o Brasil segue na segunda posição, atrás dos Estados Unidos (554.779).

grafico_covid_2_pag_6

Reprodução: Evolução do número de novos óbitos confirmados de covid-19 por semana epidemiológica, segundo países com maior número de óbitos. – Divulgação/Ministério da Saúde

O Brasil deixou de ser o país com mais novos casos, liderança que foi ocupada pela Índia (513.885). Em seguida vêm Estados Unidos (452.394), Turquia (265.937) e França (233.381). Na comparação em números absolutos, o Brasil fica na segunda posição, atrás dos EUA (30,6 milhões).

Edição: Fernando Fraga

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

FILE PHOTO: A vial labelled with the AstraZeneca coronavirus disease (COVID-19) vaccine is seen in this illustration picture taken March 19, 2021. REUTERS/Dado Ruvic/Illustration/File Photo

Lote de 220 mil doses da vacina do Covax Facility chega ao Brasil

Imunizantes desembarcaram no aeroporto de Guarulhos no fim da tarde Publicado em 01/05/2021 – 18:09 …