...
terça-feira ,18 junho 2024
Home / Educação / Na reta final para o Enem, cuidados devem ser com o corpo e a mente

Na reta final para o Enem, cuidados devem ser com o corpo e a mente

Repro­du­ção: © Arte/Agência Bra­sil

Uma dica é evitar estudos intensos na véspera da prova


Publi­ca­do em 03/11/2023 — 07:02 Por Sabri­na Crai­de — Repór­ter da Agên­cia Bra­sil — unde­fi­ned

ouvir:

Os dias que ante­ce­dem a rea­li­za­ção das pro­vas do Exa­me Naci­o­nal do Ensi­no Médio (Enem) podem ser de mui­ta ten­são e ner­vo­sis­mo para os can­di­da­tos. Mas alguns hábi­tos podem ser ado­ta­dos para que a ansi­e­da­de não atra­pa­lhe o seu desem­pe­nho. 

A pri­mei­ra dica é evi­tar estu­dos inten­sos na vés­pe­ra da pro­va. “O que eles tinham que ter de apren­di­za­do já deve ter ocor­ri­do, então na últi­ma sema­na a revi­são deve ser de for­ma mais tran­qui­la e sem pres­são”, ori­en­ta a coor­de­na­do­ra de con­vi­vên­cia éti­ca do Colé­gio Sig­ma, de Bra­sí­lia, Pau­la Caval­can­te.

Ler um livro, assis­tir a um fil­me, dar uma cami­nha­da e estar com a famí­lia e com ami­gos são boas opções para pas­sar esse tem­po. As ati­vi­da­des físi­cas podem ser uma vál­vu­la de esca­pe para a ansi­e­da­de, mas tam­bém devem ser pra­ti­ca­das com mode­ra­ção, para evi­tar lesões, diz a pro­fes­so­ra.

A ali­men­ta­ção na vés­pe­ra e no dia da pro­va tam­bém mere­ce aten­ção. A dica é man­ter uma ali­men­ta­ção leve e evi­tar ali­men­tos que façam mal ao tra­to diges­ti­vo. “A vés­pe­ra do Enem não é dia de comer coi­sas dife­ren­tes”, acon­se­lha a ori­en­ta­do­ra edu­ca­ci­o­nal e psi­co­pe­da­go­ga do colé­gio Mopi, do Rio de Janei­ro, Adri­a­na Fer­rei­ra.

Nes­te ano, o Enem será apli­ca­do nos dias 5 e 12 de novem­bro. No pri­mei­ro dia de pro­va, os par­ti­ci­pan­tes fazem as ques­tões de Lin­gua­gens e Códi­gos, Ciên­ci­as Huma­nas e reda­ção. No segun­do dia, de Ciên­ci­as da Natu­re­za e Mate­má­ti­ca.

Ansiedade

Em um momen­to impor­tan­te e deci­si­vo como este, a ansi­e­da­de é natu­ral, mas deve ser con­tro­la­da para não atra­pa­lhar o desem­pe­nho dos can­di­da­tos. “Quan­to melhor esti­ve­rem emo­ci­o­nal­men­te, melho­res serão os resul­ta­dos”, diz Pau­la Caval­can­te. Segun­do ela, des­can­sar a men­te é extre­ma­men­te impor­tan­te nes­te momen­to e quem já tem o hábi­to de fazer medi­ta­ção ou res­pi­ra­ção gui­a­da pode lan­çar mão des­ses recur­sos antes e duran­te a pro­va.

Para o momen­to da pro­va, a prin­ci­pal ori­en­ta­ção da pro­fes­so­ra Adri­a­na é beber água.  “Estu­dan­te hidra­ta­do con­se­gue pen­sar melhor”. Ela tam­bém acon­se­lha o alu­no a levar algum ali­men­to que seja fon­te de calo­ria e tam­bém de pra­zer, como um cho­co­la­te por exem­plo.

Caso o estu­dan­te per­ce­ba que o ner­vo­sis­mo está atra­pa­lhan­do, é indi­ca­do beber água e dar uma pau­sa para res­pi­rar. “Oxi­ge­ne seu cére­bro, isso não é per­da de tem­po, é ganho, pois se entrar em uma cri­se de ansi­e­da­de, não vai con­se­guir resol­ver as ques­tões”, afir­ma Adri­a­na.

Dicas para driblar a ansiedade

Antes da pro­va:

Man­ter ali­men­ta­ção leve, evi­tan­do comi­das dife­ren­tes do habi­tu­al

Fazer ati­vi­da­des físi­cas leves

Assis­tir a um fil­me, ler um livro, fazer uma cami­nha­da

Con­ver­sar com a famí­lia e ami­gos

Não fazer estu­dos inten­sos

Se sen­tir neces­si­da­de, revi­sar ano­ta­ções e mapas men­tais

Na hora da pro­va:

Beber água

Levar um lan­che leve e sabo­ro­so

Se ficar ner­vo­so ou ansi­o­so, fazer uma pau­sa para ir ao banhei­ro

Fazer res­pi­ra­ção cons­ci­en­te

Edi­ção: Gra­ça Adju­to

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

Apenas 11% das escolas têm internet na velocidade certa, diz pesquisa

Repro­du­ção: © Mar­cel­lo Casal JrA­gên­cia B Meta do governo é ter velocidade de download igual …