...
domingo ,21 julho 2024
Home / Cultura / Niterói abre hoje a série Cidades na Década do Oceano

Niterói abre hoje a série Cidades na Década do Oceano

Repro­dução: © Tomaz Silva/Agência Brasil

Exposição integra agenda global da Unesco


Pub­li­ca­do em 09/09/2022 — 06:39 Por Alana Gan­dra — Repórter da Agên­cia Brasil — Rio de Janeiro

Ouça a matéria:

A preser­vação do oceano é o tema cen­tral da exposição gra­tui­ta Niterói na Déca­da do Oceano, que será aber­ta ao públi­co a par­tir de hoje (9), às 10h, no Cam­in­ho Niemey­er. Pro­movi­da pela prefeitu­ra de Niterói e pela Sec­re­taria Munic­i­pal das Cul­turas, a mostra faz parte do pro­je­to Cidades na Déca­da do Oceano, que inte­gra a agen­da glob­al da Déca­da da Ciên­cia Oceâni­ca para o Desen­volvi­men­to Sus­ten­táv­el, coor­de­na­da pela Comis­são Oceanográ­fi­ca Inter­gov­er­na­men­tal (COI) da Orga­ni­za­ção das Nações Unidas para a Edu­cação, a Ciên­cia e a Cul­tura (Unesco). A clas­si­fi­cação é livre.

A exposição ficará na cúpu­la do Cam­in­ho Niemey­er, até 9 de out­ubro, deven­do seguir, no iní­cio de 2023, para o Museu de Arte Con­tem­porânea (MAC), tam­bém em Niterói, e para o Rio de Janeiro, em local que ain­da está sendo definido. Hoje (8), ocorre a aber­tu­ra para autori­dades, par­ceiros e colab­o­radores. O Cam­in­ho Niemey­er está local­iza­do na Rua Jor­nal­ista Rogério Coel­ho Neto, sem número, região cen­tral de Niterói. A mostra ficará fran­quea­da à vis­i­tação de terça a sex­ta-feira, das 10h às 19h, e aos sába­dos e domin­gos, das 9h às 17h.

Exposição da artista visual Cris Duarte, Niterói na Década do Oceano, na cúpula do Caminho Niemeyer, em Niterói
Repro­dução: Exposição da artista visu­al Cris Duarte, Niterói na Déca­da do Oceano, na cúpu­la do Cam­in­ho Niemey­er, em Niterói — Tomaz Silva/Agência Brasil

“Começamos a con­stru­ir esse pro­je­to a par­tir da cul­tura e está estre­an­do em Niterói”, disse o dire­tor de pro­dução do pro­je­to, Vic­tor Gri­moni. Acres­cen­tou que emb­o­ra ten­ha nasci­do como pro­je­to cul­tur­al e não ambi­en­tal, con­seguiu unir várias frentes: social, ambi­en­tal, edu­cação, econo­mia. E esse pro­je­to não podia ser difer­ente”. Gri­moni expli­cou que Niterói foi escol­hi­da para abrir a série por sua vocação nat­ur­al e seu envolvi­men­to com os mares, os corais, os oceanos. Já existe um grupo de tra­bal­ho da Déca­da dos Oceanos em Niterói, boa parte da pro­dução está na cidade e a dire­to­ra artís­ti­ca do pro­je­to, Cris Duarte, é niteroiense e tem várias obras na exposição. “Ela tem raiz na cidade”. O pro­je­to tem patrocínio da Lei Munic­i­pal de Cul­tura, a Lei do ISS, e gan­hou novos par­ceiros.

Centro cultural

O Cam­in­ho Niemey­er tam­bém aderiu ao pro­je­to. A pres­i­dente do Grupo Exec­u­ti­vo do Cam­in­ho Niemey­er, Bár­bara Siqueira, lem­brou que esta é a segun­da vez que a cúpu­la rece­berá uma exposição. E reforçou que o espaço está de por­tas aber­tas para as artes. “O Cam­in­ho Niemey­er é um espaço públi­co, local­iza­do no cen­tro da cidade, e tem como prin­ci­pal obje­ti­vo atrair não só os niteroiens­es, como tam­bém os tur­is­tas, levan­do entreten­i­men­to, cul­tura e laz­er para todos”, disse. Vic­tor Gri­moni afir­mou tam­bém que o Cam­in­ho está usan­do a exposição, no mel­hor dos sen­ti­dos, para pro­mover sua imagem como cen­tro cul­tur­al, um espaço muse­ológi­co”.

A pro­gra­mação é divi­di­da em cin­co frentes: a exposição de quadros da série Mares e Corais, com 37 pin­turas da artista visu­al niteroiense Cris Duarte, e artes dig­i­tais; área imer­si­va com pro­jeções de ima­gens e sons do oceano; insta­lação de escul­turas feitas com mate­ri­ais reci­cláveis; apre­sen­tação de per­for­mance artís­ti­ca de dança con­tem­porânea, onde artis­tas trans­mitem a exper­iên­cia oceâni­ca da exposição por meio de seus cor­pos, nos fins de sem­ana, a par­tir das 16h; e uma exten­sa agen­da de palestras e ofic­i­nas sobre ciên­cia oceâni­ca. A pro­gra­mação pode ser aces­sa­da aqui .

Fins de semana

Vic­tor Gri­moni infor­mou que são várias as ativi­dades ofer­e­ci­das ao públi­co infan­to­ju­ve­nil e adul­to nos fins de sem­ana, das 9h às 17h, além da exposição, como a mini e a meia-mara­tona. A pro­gra­mação é vari­a­da. Os dias 10 e 11 próx­i­mos, por exem­p­lo, serão ded­i­ca­dos às cri­anças, os Jovens Maru­jos, com con­tação de histórias e ten­das inter­a­ti­vas, entre out­ras atrações.

O fim de sem­ana seguinte é denom­i­na­do Repen­san­do o lixo e procu­ra mostrar como tornar o cotid­i­ano mais sus­ten­táv­el. Nos dias 24 e 25 de setem­bro, serão comem­o­ra­dos os 30 anos do Lab­o­ratório de Mamífer­os Aquáti­cos e Bioindi­cadores da Uni­ver­si­dade do Esta­do do Rio de Janeiro (Maqua-Uerj), com destaque para a Vida Mar­in­ha.

No sába­do seguinte (1º/10), véspera do primeiro turno das eleições, o foco será o Cin­e­ma do Mar, com exibição de vários filmes, no auditório. O últi­mo fim de sem­ana, nos dias 8 e 9 de out­ubro, será ded­i­ca­do às Soluções Pro Oceano que Quer­e­mos, com mesas redondas envol­ven­do espe­cial­is­tas das sec­re­tarias do Meio Ambi­ente e do Cli­ma, da Com­pan­hia de Limpeza Urbana de Niterói. Todo o mate­r­i­al será grava­do e disponi­bi­liza­do no You tube para quem não pud­er com­pare­cer.

Conscientização

A artista Cris Duarte na exposição Niterói na Década do Oceano, na cúpula do Caminho Niemeyer, em Niterói
Repro­dução: A artista Cris Duarte na exposição Niterói na Déca­da do Oceano, na cúpu­la do Cam­in­ho Niemey­er, em Niterói — Tomaz Silva/Agência Brasil

Cris Duarte acred­i­ta que a arte assume impor­tante papel nesse pro­je­to, como um dos canais para trans­mi­tir ideias e infor­mações e des­per­tar no públi­co a con­sci­en­ti­za­ção sobre a questão da preser­vação dos oceanos. Em suas obras, a artista explo­ra temas como pra­ia, mar revolto, céu, recife de corais, reflexo da água e veleiro em alto-mar.

“A ideia é que as pin­turas gerem no públi­co um sen­ti­men­to de amor pelos oceanos. Quero usar a arte para chamar a atenção para este tema maior, que é a sus­tentabil­i­dade, e que envolve ciên­cia, políti­ca, tec­nolo­gia e ações gov­er­na­men­tais”, disse Cris.

Edição: Graça Adju­to

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

Festival Vale do Café leva música e cultura a municípios do Sul do Rio

Repro­dução: © Prefeitu­ra Munic­i­pal de Vassouras/Direitos reser­va­dos Programação com eventos gratuitos vai até o fim …