quinta-feira ,16 setembro 2021
Home / Esportes / Olimpíada: Léo de Deus vai em busca do melhor resultado em Tóquio

Olimpíada: Léo de Deus vai em busca do melhor resultado em Tóquio

14.07.2021 - Jogos Olímpicos Tóquio 2020 - Natação masculina. O atleta Leonardo de Deus no primeiro treino da natação após chegada em Sagamihara, uma das bases do Time Brasil no Japão.
Reprodução: © Alexandre Castello Branco/COB/Direitos Reservados

Brasileiro usa experiência e prioriza 200 m borboleta no Japão


Publicado em 16/07/2021 – 20:40 Por Juliano Justo – Repórter da TV Brasil e da Rádio Nacional – São Paulo

O nadador Léo de Deus, aos 30 anos, é um dos mais experientes dos 26 integrantes da delegação brasileira da natação para a Olimpíada. O atleta está na reta final de preparação para a disputa da terceira edição de Jogos Olímpicos da carreira.

Em entrevista coletiva promovida pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB) nesta sexta-feira (16), o atleta explicou o foco total na prova dos 200 metros (m) borboleta. “Em Londres e no Rio eu nadei os 200 m costas também, mas todo mundo sabe que os 200 m borboleta é a minha principal prova e agora foquei nisso. Se formos falar dos primeiros 100 m, tem nomes mais fortes do que eu, Kristof Milak, Daya Seto, Caeleb Dressel, entre outros atletas. Então o meu grande objetivo nos 200 m é ficar dentro da marca de 54s nessa primeira metade sem um esforço tão grande para conseguir voltar bem e ficar na casa de 1min54s. Assim, acredito que posso ir para a final e conseguir chegar bem”, declarou.

Nos Jogos de Londres (2012) ele foi à semifinal dos 200 m costas, terminando em 13º lugar. E, nos 200 m borboleta, ficou em 21º lugar. No Rio de Janeiro, em 2016, ele quebrou o recorde brasileiro nos 200 m costas, com o tempo de 1min57s, e terminou em 13º lugar nas semifinais. Nos 200 m borboleta, com a marca de 1min56s77, terminou em 13º lugar nas semifinais. “Com esses resultados todos e vários outros que consegui durante minha carreira, como o tricampeonato pan-americano, acabei chegando à conclusão, em 2019 junto com meu técnico, de que a chance de fazer algo grande estava mesmo nos 200 m borboleta, e coloquei em prática essa estratégia. É fundamental uma passagem forte na primeira metade, mas sem se desgastar tanto”, afirmou.

Mesmo sendo um veterano em edições de Jogos Olímpicos, ele não esconde o nervosismo às vésperas do começo das provas. “O frio na barriga é o mesmo daquele que senti em Londres, quando era um menino. Porém, agora me sinto na minha melhor forma física e mental e pronto para fazer a melhor Olimpíada da minha carreira”, concluiu.

As competições da natação estão programadas para ocorrerem entre os dias 24 e 31 de julho no Centro Aquático de Tóquio.

Edição: Fábio Lisboa

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

Seleção vence Peru e mantém campanha perfeita nas Eliminatórias

Reprodução: © Lucas Figueiredo/CBF/Direitos Reservados Neymar marca e se torna maior artilheiro do Brasil na …