...
quinta-feira ,22 fevereiro 2024
Home / Direitos Humanos / Operação Acolhida interiorizou mais de 54 mil venezuelanos

Operação Acolhida interiorizou mais de 54 mil venezuelanos

Repro­du­ção:  © Mar­ce­lo Camargo/Agência Bra­sil

Secretária fala sobre projeto no programa Brasil em Pauta


Publi­ca­do em 22/08/2021 — 09:00 Por Agên­cia Bra­sil  — Bra­sí­lia

Mais de 250 mil vene­zu­e­la­nos já imi­gra­ram para o Bra­sil. Des­ses 54 mil foram inte­ri­o­ri­za­dos por meio da Ope­ra­ção Aco­lhi­da, um pro­ces­so que envol­ve o rece­bi­men­to, con­fec­ção de docu­men­ta­ção, garan­tia a neces­si­da­des bási­cas, aco­lhi­da em abri­gos e inte­gra­ção soci­o­e­conô­mi­ca des­sa popu­la­ção que dei­xou seu país em bus­ca de uma espe­ran­ça. 

Os dados são da secre­tá­ria Naci­o­nal de Pro­te­ção Glo­bal, Mari­a­na Neris, do Minis­té­rio da Mulher, da Famí­lia e dos Direi­tos Huma­nos, entre­vis­ta­da do pro­gra­ma Bra­sil em Pau­ta que vai ao ar nes­te domin­go (22) na TV Bra­sil. Segun­do ela, exis­tem pro­je­tos vol­ta­dos para mulhe­res e cri­an­ças.

“Nós atu­a­mos no for­ta­le­ci­men­to para que essas pes­so­as sejam docu­men­ta­das, ingres­sem no mer­ca­do de tra­ba­lho de for­ma segu­ra, para que elas não sejam explo­ra­das para o tra­ba­lho, para o trá­fi­co huma­no, que não sofram outras vio­la­ções mais gra­ves do que as com as quais elas vie­ram”, diz.

No pro­gra­ma, Mari­a­na Neris falou sobre outros pro­je­tos da secre­ta­ria. Entre eles está o Vans do Direi­to, que, segun­do ela, tem se con­cen­tra­do em resol­ver, por exem­plo, a situ­a­ção de cri­an­ças sem regis­tro. De acor­do com Mari­a­na, cer­ca de 2,8% das cri­an­ças não tem regis­tro civil, o que impe­de essas pes­so­as de terem aces­sos a direi­tos bási­cos. Essas vans devem abran­ger áre­as mais remo­tas como qui­lom­bo­las e ribei­ri­nhos.

A secre­tá­ria tam­bém des­ta­cou  o tra­ba­lho de aco­lhi­men­to que vem sen­do fei­to com a popu­la­ção de rua e a cri­a­ção de um decre­to fede­ral para esta­be­le­cer uma polí­ti­ca fede­ral dos direi­tos das víti­mas de cri­mes. “Esta­mos olhan­do para isso, tra­zen­do um olhar aten­to, um cui­da­do, apoio, supor­te para asse­gu­rar jus­ti­ça”, diz.

A entre­vis­ta com­ple­ta você con­fe­re no Bra­sil em Pau­ta des­te domin­go (22) que vai ao ar às 19h30.

Edi­ção: Fábio Mas­sal­li

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

Rio de Janeiro (RJ) 26/01/2024 – A ilustradora Alice Pereira usa os quadrinhos para contar a história da sua transição de gênero.Foto: Joédson Alves/Agência Brasil

Alice Pereira compartilha em quadrinhos “pequenas felicidades trans”

Repro­du­ção: © Joéd­son Alves/Agência Bra­sil Com ilustrações e texto, quadrinista conta o que viveu na …