...
domingo ,14 abril 2024
Home / Noticias / Operações policiais no Rio deixam 22 mil estudantes sem aula

Operações policiais no Rio deixam 22 mil estudantes sem aula

Repro­du­ção: © Fer­nan­do Frazão/Agência Bra­sil

Confronto deixou sete suspeitos mortos e dois PMs feridos


Publi­ca­do em 27/02/2024 — 11:18 Por Bru­no de Frei­tas Mou­ra — Repór­ter da Agên­cia Bra­sil — Rio de Janei­ro

ouvir:

As polí­ci­as Mili­tar e Civil fazem uma série de ope­ra­ções em comu­ni­da­des em diver­sas regiões da cida­de do Rio de Janei­ro nes­ta ter­ça-fei­ra (27). Ao menos sete sus­pei­tos foram mor­tos e dois PMs fica­ram feri­dos. As ações, para coi­bir a atu­a­ção do cri­me orga­ni­za­do, dei­xa­ram mais de 22 mil estu­dan­tes sem aulas, além de terem impac­ta­do a cir­cu­la­ção de linhas de ôni­bus. Uni­da­des de saú­de tam­bém tive­ram o fun­ci­o­na­men­to inter­rom­pi­do.

De acor­do com a Secre­ta­ria de Polí­cia Mili­tar, a ampla ope­ra­ção tem como foco os con­jun­tos de comu­ni­da­de do Ale­mão e da Penha, ambas na zona nor­te da cida­de. O obje­ti­vo é pren­der líde­res de qua­dri­lhas do cri­me orga­ni­za­do que atu­am na região, que pro­vo­cam con­fli­tos arma­dos e ten­ta­ti­vas de expan­são ter­ri­to­ri­al na cida­de e no inte­ri­or do esta­do.

Na Nova Bra­sí­lia, no inte­ri­or do Com­ple­xo do Ale­mão, cri­mi­no­sos arma­dos ati­ra­ram con­tra o Bata­lhão de Ope­ra­ções Poli­ci­ais Espe­ci­ais (Bope) e hou­ve con­fron­to. Na tro­ca de tiros, três sus­pei­tos foram atin­gi­dos e socor­ri­dos e três fuzis, oito car­re­ga­do­res de fuzis, três rádi­os comu­ni­ca­do­res e diver­sas muni­ções foram apre­en­di­dos.

No Com­ple­xo da Penha, um poli­ci­al do Bata­lhão de Polí­cia de Cho­que (BPChq) foi atin­gi­do no bra­ço e leva­do para o Hos­pi­tal Cen­tral da Polí­cia Mili­tar (HCPM), no Está­cio, região cen­tral. O esta­do de saú­de dele é está­vel. Um poli­ci­al do 3º BPM (Méi­er) foi feri­do por esti­lha­ços duran­te as ações. Ele foi socor­ri­do no Hos­pi­tal Muni­ci­pal Sal­ga­do Filho, no Méi­er, zona nor­te, e encon­tra-se está­vel.

Na Ave­ni­da Brás de Pina, per­to do Com­ple­xo da Penha, cri­mi­no­sos arma­dos no inte­ri­or de um car­ro ati­ra­ram con­tra poli­ci­ais da Uni­da­de de Polí­cia Paci­fi­ca­do­ra (UPP) da Vila Cru­zei­ro. Hou­ve tro­ca de tiros, e os cri­mi­no­sos fugi­ram a pé. Os poli­ci­ais apre­en­de­ram no veí­cu­lo 31 table­tes de maco­nha pren­sa­da e uma pis­to­la cali­bre 9 mm.

As ações da Polí­cia Mili­tar miram gru­pos cri­mi­no­sos que atu­am em outras comu­ni­da­des pró­xi­mas aos com­ple­xos de fave­las: Fle­xal (Inhaú­ma), Enge­nho da Rai­nha, Jura­men­ti­nho, Ipa­se (Vicen­te de Car­va­lho), Gua­po­ré, Tin­ta e Qui­tun­go (Brás de Pina e Cor­do­vil). Dois ado­les­cen­tes foram apre­en­di­dos no Qui­tun­go.

Na Comu­ni­da­de da Fle­xal, qua­tro cri­mi­no­sos foram atin­gi­dos em con­fron­to e duas pis­to­las foram apre­en­di­das, segun­do a PM. Três deles mor­re­ram.

Par­ti­ci­pam das ações equi­pes do Coman­do de Ope­ra­ções Espe­ci­ais (COE), uni­da­des dos 1º e 2º Coman­dos de Poli­ci­a­men­to de Área (CPAs) e da Coor­de­na­do­ria de Polí­cia Paci­fi­ca­do­ra (CPP).

Zona oeste

A PM infor­mou que equi­pes do 18º Bata­lhão de Polí­cia Mili­tar (BPM), de Jaca­re­pa­guá, fazem ope­ra­ção tam­bém na Cida­de de Deus, comu­ni­da­de da zona oes­te, com o intui­to de cer­car uma rami­fi­ca­ção da mes­ma qua­dri­lha da zona nor­te.

Segun­do a PM, em diver­sos pon­tos das comu­ni­da­des cri­mi­no­sos colo­ca­ram fogo em bar­ri­ca­das e joga­ram óleo nas ruas, com a inten­ção de difi­cul­tar a entra­da dos agen­tes.

Mortos

A Polí­cia Mili­tar infor­mou que, na madru­ga­da des­ta ter­ça-fei­ra, agen­tes do 21º BPM, de São João de Meri­ti, entra­ram em con­fron­to com cri­mi­no­sos arma­dos que saíam do Com­ple­xo da Penha com des­ti­no à Comu­ni­da­de do Trio de Ouro, no muni­cí­pio de São João de Meri­ti, na região metro­po­li­ta­na. Inves­ti­ga­ções da PM apon­tam que a região rece­be inte­gran­tes do mes­mo gru­po cri­mi­no­so da Penha, sen­do dois dos envol­vi­dos na ação conhe­ci­dos como Toma­te e Gato, atu­an­tes nas comu­ni­da­des do Cha­pa­dão e do Gogó da Ema, região de Cos­ta Bar­ros.

Em nota, a PM infor­ma que qua­tro ocu­pan­tes de um veí­cu­lo foram mor­tos. Com eles, foram apre­en­di­dos dois fuzis cali­bre 7.62, qua­tro car­re­ga­do­res, dois rádi­os comu­ni­ca­do­res e uma capa de cole­te balís­ti­co, além do car­ro rou­ba­do.

A Pre­fei­tu­ra de São João de Meri­ti infor­mou à Agên­cia Bra­sil que os sus­pei­tos bale­a­dos deram entra­da na Uni­da­de de Pron­to Aten­di­men­to (UPA) de Jar­dim Íris à 1h45, já mor­tos.

Complexo da Maré

Poli­ci­ais civis do Depar­ta­men­to-Geral de Polí­cia Espe­ci­a­li­za­da (DGPE) e da Coor­de­na­do­ria de Recur­sos Espe­ci­ais (Core) rea­li­zam uma mega­o­pe­ra­ção no Com­ple­xo da Maré, zona nor­te do Rio, com o obje­ti­vo de repri­mir rou­bos de veí­cu­los pra­ti­ca­dos por tra­fi­can­tes do Coman­do Ver­me­lho (CV).

Seto­res de inte­li­gên­cia e moni­to­ra­men­to cons­ta­ta­ram uma movi­men­ta­ção de cri­mi­no­sos na região que, além do trá­fi­co de dro­gas, são inves­ti­ga­dos por rou­bo de veí­cu­los em diver­sos pon­tos da cida­de.

“Aque­la região é uma das mai­o­res res­pon­sá­veis por rou­bo de veí­cu­los ocor­ri­dos em todo o esta­do”, dis­se o dele­ga­do Hen­ri­que Damas­ce­no, dire­tor do DGPE.

Educação

A Secre­ta­ria muni­ci­pal de Edu­ca­ção infor­mou que, na região do Com­ple­xo da Maré, por cau­sa das ope­ra­ções poli­ci­ais des­ta manhã, 24 uni­da­des esco­la­res foram impac­ta­das pelas ope­ra­ções, afe­tan­do 8.140 estu­dan­tes.

No Com­ple­xo da Penha, 16 esco­las foram fecha­das, dei­xan­do 4.894 estu­dan­tes sem aulas. No Com­ple­xo do Ale­mão, 20 uni­da­des não abri­ram, pre­ju­di­can­do 7.185 alu­nos.

No Mor­ro do Trem, duas esco­las tive­ram o fun­ci­o­na­men­to inter­rom­pi­do, afe­tan­do 342 alu­nos. Nas comu­ni­da­des do Qui­tun­go e Gua­po­ré, duas uni­da­des esco­la­res foram impac­ta­das, afe­tan­do 455 alu­nos. Na Cida­de de Deus, cin­co esco­las dei­xa­ram 1.580 estu­dan­tes sem aulas.

A Secre­ta­ria esta­du­al de Edu­ca­ção infor­mou à Agên­cia Bra­sil que qua­tro colé­gi­os tive­ram o fun­ci­o­na­men­to inter­rom­pi­do por cau­sa das ope­ra­ções.

Saúde

As clí­ni­cas da Famí­lia Lou­ri­val Fran­cis­co de Oli­vei­ra, na Cida­de de Deus;  Jere­mi­as Mora­es da Sil­va, na Maré; Bibi Vogel e o Cen­tro Muni­ci­pal de Saú­de Ari­ad­ne Lopes de Mene­zes, no Enge­nho da Rai­nha, aci­o­na­ram o pro­to­co­lo de aces­so mais segu­ro e, para segu­ran­ça de pro­fis­si­o­nais e usuá­ri­os, inter­rom­pe­ram o fun­ci­o­na­men­to na manhã des­ta ter­ça-fei­ra.

Já as clí­ni­cas da Famí­lia José Neves, na Cida­de de Deus; Diniz Batis­ta dos San­tos, na Maré; Nil­da Cam­po Lima, em Cor­do­vil, e Aloy­sio Augus­to Novis, em Brás de Pina, man­têm o aten­di­men­to à popu­la­ção. Ape­nas as ati­vi­da­des exter­nas rea­li­za­das no ter­ri­tó­rio, como as visi­tas domi­ci­li­a­res, estão sus­pen­sas.

Transporte

O Sin­di­ca­to das Empre­sas de Ôni­bus (Rio Ôni­bus) infor­mou à Agên­cia Bra­sil que a empre­sa da Via­ção N. Sra De Lour­des, que tem gara­gem no bair­ro da Penha, teve um atra­so de 1 hora na saí­da de todas as linhas da com­pa­nhia. Nas con­tas do Rio Ôni­bus, 130 mil pas­sa­gei­ros de 15 linhas foram afe­ta­dos.

“O Rio Ôni­bus repu­dia mais um epi­só­dio de vio­lên­cia urba­na que afe­ta a vida de pas­sa­gei­ros e rodo­viá­ri­os. A recor­rên­cia dos casos refor­ça o ape­lo para que as auto­ri­da­des com­pe­ten­tes atu­em em prol de garan­tir a segu­ran­ça da popu­la­ção cari­o­ca”, dis­se o sin­di­ca­to em nota.

Edi­ção: Fer­nan­do Fra­ga

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

BNDES abre concurso em 2024 para 150 vagas de nível superior

Repro­du­ção: © Fer­nan­do Frazão/Agencia Bra­sil Edital deve ser divulgado no segundo semestre Publicado em 09/04/2024 …