...
sexta-feira ,19 julho 2024
Home / Esportes / Paulo Magro, presidente da Chapecoense, morre vítima da covid-19

Paulo Magro, presidente da Chapecoense, morre vítima da covid-19

paulo-magro-presidente-da-chapecoense

© Már­cio Cunha/Associação Chapecoense de Futebol/ACF

Internado desde 18 de dezembro, dirigente faleceu nesta quarta (30)


Pub­li­ca­do em 30/12/2020 — 20:23 Por Juliano Jus­to — Repórter da TV Brasil e Rádio Nacional — São Paulo

Paulo Ricar­do Magro, pres­i­dente da Chapecoense, mor­reu nes­ta quar­ta-feira (30) em decor­rên­cia da covid-19. O diri­gente, de 58 anos, esta­va inter­na­do na UTI de um hos­pi­tal par­tic­u­lar em Chapecó, no Oeste de San­ta Cata­ri­na, des­de o dia 18 de dezem­bro. 

Vice-pres­i­dente da gestão ante­ri­or, ele assum­iu a direção da equipe em agos­to de 2019, depois do desliga­men­to do ex-pres­i­dente Plínio David de Nes Fil­ho. Em agos­to de 2020, a atu­al dire­to­ria, que ficaria à frente do clube até o final da tem­po­ra­da, teve o manda­to pror­ro­ga­do por mais um ano.

No final da tarde des­ta quar­ta, em nota ofi­cial, a Chapecoense lamen­tou a morte de Paulo Ricar­do Magro e pediu que a tor­ci­da ore pela família do diri­gente.

Abaixo a nota do clube:

Extrema­mente con­ster­na­dos e com os nos­sos corações toma­dos pela tris­teza e incredul­i­dade, comu­ni­camos o falec­i­men­to do pres­i­dente da Asso­ci­ação Chapecoense de Fute­bol, Paulo Ricar­do Magro, ocor­ri­do nes­ta quar­ta-feira (30). Paulo tin­ha 57 anos e foi um dos grandes respon­sáveis pela retoma­da da Chapecoense, den­tro e fora de cam­po. Com a sua cor­agem, idonei­dade e sabedo­ria, ele per­mi­tiu que o time alviverde voltasse a tril­har um cam­in­ho vito­rioso, pavi­men­ta­do pela dig­nidade e pelo tra­bal­ho — val­ores tan­tas vezes pre­ga­dos pelo nos­so queri­do pres­i­dente. ⁣Diante da per­da irreparáv­el, o sen­ti­men­to é de tris­teza, mas, aci­ma de tudo, de gratidão ao homem que entrou para a nos­sa história e nela se eterni­zou ao, nova­mente, recon­strui-la. ⁣Neste momen­to de pro­fun­da dor, ped­i­mos que os torce­dores se unam em orações pela família e pelos ami­gos. Que a força que tan­tas vezes der­am ao nos­so clube nun­ca os falte.

Edição: Gus­ta­vo Faria

Agên­cia Brasil / EBC


Você pode Gostar de:

Brasil não passa de empate com a Colômbia e fica em segundo no Grupo D

Repro­dução: © Dar­ren Yamashita-USA TODAY Sports/Direitos Reser­va­dos Seleção enfrentará o Uruguai nas quartas de final …